30-03-2017

28-03-2017
Estados Unidos de América
Confiança dos consumidores sobe em Março para máximo desde 2000
 
A confiança dos consumidores dos Estados Unidos avançou em Março para o nível mais alto desde Dezembro de 2000, diante do optimismo em encontrar trabalho e uma avaliação melhor sobre as condições de negócios.

O Índice de Confiança do Consumidor subiu para 125,6 em Março, contra 116,1 em Fevereiro. Os economistas esperavam uma leitura de 114,0.
28-03-2017
Tesla
Valor de mercado da Tesla e Ford quase igual
 
Há um ano, Elon Musk desvendou o seu veículo mais importante: um model de $35.000. O carro eléctrico de cinco lugares acelera tanto como o BMW Série 3 e o Mercedes Classe C e tem um preço semelhante. Esta proposta foi o melhor de sempre para um carro eléctrico e o mercado gostou.

Agora, apenas a três meses do início da produção destes veículos, a Tesla já vendeu mais nos Estados Unidos do que a BMW e Mercedes. Agora a Telsa tem que produzir 430.000 veículos Model 3 até ao final do próximo ano que será mais do que todos os carros eléctricos vendidos a nível mundial no último ano.
28-03-2017
Estados Unidos de América
Trump vai comandar reforma tributária para alcançar a meta de Agosto
 
Depois do Partido Republicano ter retirado a proposta de lei, o Presidente Trump declarou que não iria alterar essa proposta e iria concentrar-se nas medidas fiscais.

O governo Trump pretende desempenhar um papel de liderança na elaboração de um plano de corte de impostos, trabalhando em consultas com o Congresso, num esforço para alcançar a meta de Agosto como prazo para tal, anunciou a Casa Branca ontem.

Um revés de um Presidente no seu primeiro teste no Congresso é pouco comum e revela que o consenso de Donald Trump junto do seu partido poderá não ser tão elevado como se antecipava. A lei do sistema de saúde proposto por Donald Trump iria gerar poupanças ao Estado que iriam, por sua vez, financiar uma parte dos cortes dos impostos. Uma outra medida será taxar os produtos importados pelos EUA que irá tornar mais caros diversos produtos comercializados nos EUA e tal como a lei do sistema de saúde, poderá encontrar uma forte resistência de alguns republicanos.

Assim sendo, a implementação das medidas fiscais poderão enfrentar um caminho mais difícil do que os mercados antecipavam.
28-03-2017
Energias de Portugal
Kepler Cheuvreux recomenda "compra" com preço-alvo €3,40
 
A EDP foi alvo de um upgrade de "sell" para "buy" pela casa de investimento internacional, Kepler Cheuvreux.

O preço-alvo foi aumentado de €3,00 para €3,40 por acção.
28-03-2017
Mota-Engil
Lucro de 2016 aquém das expectativas
 
O lucro da construtora Mota Engil fixou-se nos €50 mn em 2016, abaixo dos €86 mn antecipados pelos analistas do CaixaBI. A empresa beneficiou de ganhos com a venda de activos, incluindo de negócios de logística e da Indaqua.

O EBITDA recuou 9% para €334 mn no ano passado. A construtora destacou "a significativa redução da dívida" de €296 mn em 2016 para €1.159 mn. A carteira de encomendas em Dezembro de 2016 atingiu os €4.400 mn, "abrindo caminho para um regresso ao crescimento em 2017", segundo a empresa.
28-03-2017
EDP Renováveis
EDP lança OPA a €6,80 por acção
 
A eléctrica portuguesa EDP, maior grupo industrial do país, lançou uma oferta pública de aquisição para comprar a fatia que não detém em sua subsidiária de energia limpa EDP Renováveis.

A EDP possui 77,53% da EDP Renováveis e pretende comprar os 22,47% remanescentes por uma oferta de €6,80 por acção da empresa. Se a EDP alcançar uma fatia referente a mais de 90% dos direitos a voto na EDP Renováveis, a empresa poderá pedir a retirada das acções da subsidiária da bolsa de Lisboa, gerida pela Euronext Lisbon.

A EDP anunciou também a venda da espanhola Naturgas por €2,5 mil mn. O que sobrar do que gastar com a OPA será utilizado para reduzir a dívida.
28-03-2017
Abertura de Mercados
Mercados positivos aguardando discurso de Yellen
 
Os mercados europeus estão previstos abrirem em alta com o destaque hoje para o discurso de Janet Yellen, presidente da Reserva Federal pelas 17h50 que poderão dar mais pistas aos investidores.

Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 1,14% e as praças chinesas negociavam mistas.

As principais praças bolsistas norte-americanas encerraram mistas. O Dow Jones fechou pela oitava sessão consecutiva em queda. Este ciclo de desvalorizações é o mais longo desde 2011. Este sentimento negativo que domina agora os mercados accionistas deve-se às dúvidas de que o Presidente dos Estados Unidos consiga cumprir o que prometeu, nomeadamente a sua reforma fiscal "fenomenal".

Dados Macroeconómicos:

• 09h00: Itália - Produção & Encomendas Industriais (Janeiro)
• 13h30: EUA - Stocks dos Grossitas (Fevereiro)
• 14h00: EUA - Índice Preços Casa S&P/CaseShiller (Janeiro)
• 15h00: EUA - Richmond Fed - Sondagem à Actividade Empresarial (Março)
• 15h00: EUA - Índice de Confiança do Consumidor (Março)

Eventos:

• Discursos de vários membros do BCE: Benoit Coeure (08h00), Makuch (12h00)
• Discursos de vários membros da Fed: George (17h45), Yellen (17h50) e Kaplan (18h00), Powell (21h30)

Resultados:

• Portugal: Mota-Engil (AA)
• Europa: Carnival, Wolseley (07h00)
• EUA: McCormick (AA)

Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

• OPA: EDP investe 1,3 mil milhões para tirar Renováveis de bolsa (Negócios)
• 104 câmaras cortam IRS (Negócios)
• Governo cede a Bruxelas para fechar Novo Banco (Negócios)
• Montepio: Mutualista não muda o nome do banco (Negócios)
• Energia: EDP faz dois negócios milionários num dia (Público)
• Governo ignorou supervisores e manteve lei que regula Montepio (Público)
• Estado lança megaoperação para vender património (Público)
• "Não estamos parados a ver o que se vai passar nos EUA" - (Público)
27-03-2017
Estados Unidos de América
Wall Street em mínimos de seis semanas com banca em queda
 
Os índices principais norte-americanos negoceiam em mínimos de seis semanas hoje, após os Republicanos terem retirado a proposta da lei dos cuidados de saúde, o que levantou as questões sobre a capacidade do presidente Donald Trump de cumprir com a sua ambiciosa agenda económica.

As acções dos bancos, que superaram o desempenho no "rally" pós-eleitoral, com as apostas nos cortes de impostos e nas regulamentações simplificadas, caíram sob pressão hoje.

O dólar, que beneficiou da possibilidade dos cortes nos impostos e dos maiores gastos com infra-estrutura, atingiu o seu mínimo desde 11 de Novembro, enquanto os preços do ouro subiram até ao máximo de um mês.

Os investidores vão aguardar pelos comentários do presidente da Reserva Federal de Chicago, Charles Evans, e do seu colega de Dallas, Robert Kaplan, para obter pistas sobre o "timing" da próxima subida das taxas de juros.

A presidente da Fed, Janet Yellen, deve falar numa conferência amanhã em Washington.
27-03-2017
Portugal
Resultados Empresariais
 
Mota-Engil: O CaixaBI prevê que o lucro de 2016 da construtora terá quase quintuplicado para €89 mn, apesar do volume de negócios ter saído abaixo do previsto e a dívida acima do estimado. O EBITDA terá descido 1,4% para €335 mn em 2016. A Mota-Engil apresenta resultados 28 de Março.

Redes Energéticas Nacionais: O CaixaBI prevê que o lucro da REN tenha caído 13,1 % para €101 mn em 2016, penalizado pela comparação com um período em que obteve mais-valias "one off" e pelo novo enquadramento regulatório com taxas de remuneração inferiores. O EBITDA terá descido 4% para €472 mn. A REN apresenta resultados 31 de Março, após o fecho de Bolsa.
27-03-2017
Alemanha
Sentimento empresários melhora inesperadamente em Março
 
O sentimento dos empresários na Alemanha melhorou inesperadamente em Março, segundo um inquérito publicado hoje, sugerindo que os executivos das empresas na maior economia da Europa estão a desvalorizar as preocupações sobre a ameaça de crescente proteccionismo.

O instituto IFO disse que o seu índice do sentimento dos empresários, baseado num inquérito mensal a cerca de 7.000 firmas, subiu para 112,3 de uma leitura revista em alta de 111,1 em Fevereiro. Esta foi a leitura mais alta desde Julho de 2011 e foi acima do esperado pelos economistas de 111,1.
27-03-2017
Alemanha
"Spread" entre obrigações francesas e alemãs em mínimo de dois meses
 
A CDU, liderada por Angela Merkel, venceu as eleições no Estado federal de Sarre, segundo as sondagens divulgadas após o fecho das urnas este Domingo, 26 de Março.

O partido da chanceler terá conquistado 41% dos votos, contra 29,5% dos Sociais Democratas, de Martin Schulz, de acordo com as sondagens divulgadas pela estação de televisão ARD, citada pela Bloomberg.

Se se confirmar o resultado, a vitória da CDU com esta distância é uma surpresa, já que as sondagens realizadas antes do acto eleitoral mostravam os dois partidos com percentagens de voto muito próximas.
27-03-2017
Abertura de Mercados
Mercados negativos depois de primeira derrota de Trump
 
Os mercados europeus estão previstos abrirem no vermelho com a incerteza política no EUA depois de Trump não ter conseguido obter apoio suficiente do seu próprio partido Republicano para "revogar e substituir" as reformas de seguros de saúde Obamacare. Hoje o Banco Central Europeu divulga os dados dos agregados monetários na Zona Euro que permitirão medir como está a evoluir a criação de massa monetária e a concessão de crédito no bloco económico. Hoje também o horário de negociação dos mercados norte-americanos volta à negociação normal das 14h30 às 21h00.

Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 1,44% com o iene a recuperar face à nova descida do dólar. As praças chinesas também negociavam em queda.

As principais praças bolsistas norte-americanas encerraram ligeiramente negativas depois da primeira grande derrota de Donald Trump no Congresso. O projecto de lei que visa revogar e substituir o Obamacare foi retirado do Congresso após ordem expressa pelo próprio Donald Trump, que tomou esta decisão depois de se ver confrontado com a incapacidade de recolher os apoios necessários à sua aprovação pela Câmara dos Representantes.

Dados Macroeconómicos:

• 09h00: Zona Euro - Dados dos agregados monetários do BCE (Fevereiro)
• 09h00: Alemanha - Índice Ifo de clima económico (Março)
• 11h00: Portugal - Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação (Fevereiro)
• Portugal: Direcção-geral do Orçamento divulga síntese de execução orçamental
• 15h30: EUA - Sondagem à Actividade Industrial Fed Dallas

Eventos:

• 08h30: Reino Unido - Comunicado de imprensa do Conselho de Política Financeira
• 17h45: Zona Euro - Discurso de Peter Praet, economista-chefe do BCE, em Madrid
• Mecanismo Único de Supervisão do BCE realiza a conferência de imprensa anual
• Discursos de vários membros da Fed : Evans (17h45) e Kaplan (23h30)

Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

• Cinco acções para apostar na bolsa de Lisboa - EDPR, Galp, BCP, Navigator, Corticeira (Negócios)
• Cidade Sonae cresce na Maia (Negócios)
• Défice de 2,1% com contenção em toda a despesa (Negócios)
• "Interesse nacional não foi bem acautelado no Banif" - Luís Amado (Negócios)
• Consumo de água subiu pela primeira vez em 10 anos (Negócios)
• Estado não pode ficar na gestão do Novo Banco (Público)
• Independentes já são a quarta força autárquica (Público)
• Pagar impostos por débito directo vai ser possível ainda neste ano (Diário de Notícias)
• Portugueses voltam a fazer mais viagens para o estrangeiro (Jornal de Notícias)
• Fundos europeus: Portugal não aproveitou dinheiro destinado à crise (Jornal de Notícias)
• EDP abre guerra milionária contra o Fisco (Expresso)
• Banco de Portugal força separação de marca e clientes no Montepio (Expresso)
24-03-2017
Agenda Semanal
27 a 31 Março 2017
 
O principal evento da próxima semana será no dia 29 de Março quando o Reino Unido activar o Artigo 50 que inicia o processo de saída da União Europeia. Os dados macroeconómicos mais relevantes da semana serão os dados da inflação no Japão, Zona Euro e EUA. Também haverá alguns discursos de membros da Fed. Na próxima semana o horário de negociação dos mercados norte-americanos volta ao normal das 14h30 às 21h00.

Estes são os principais eventos:

Segunda-feira, 27 de Março 2017

• 08h00: Desenvolvimentos Monetários na Zona Euro
• 09h00: Índice de Clima Empresarial Ifo Alemão
• 17h45: Discurso de Evans da Fed e Praet do BCE
• 23h30: Discurso de Kaplan da Fed

Terça-feira, 28 de Março 2017

• Discursos de vários membros da Fed: George (17h45), Yellen (17h50) e Kaplan (18h00)

Quarta-feira, 29 de Março 2017

• Reservas Semanais de Energia DOE
• Discursos de vários membros da Fed: Evans (14h20), Rosengren (16h30), Williams (18h15)
• Theresa May invoca artigo 50 para dar início formal às negociações do Brexit

Quinta-feira, 30 de Março 2017

• Inflação Espanha e Alemanha

Sexta-feira, 31 de Março 2017

• Inflação Japão, França, Itália, EUA e Zona Euro
• 09h30: Discurso de Coeure do BCE
• S&P avalia dívida soberana espanhola
• DBRS avalia dívida soberana francesa
24-03-2017
Estados Unidos de América
Secr.Tesouro EUA diz perspectiva de crescimento EUA não está reflectida nos mercados
 
O secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, disse acreditar que as políticas económicas do presidente Donald Trump podem resultar num maior crescimento da economia dos Estados Unidos, o que não está totalmente reflectido nos mercados financeiros.

Mnuchin disse, num evento patrocinado pelo site de notícias Axios, que ainda almeja a aprovação de uma abrangente reforma fiscal pelo Congresso antes das férias de Agosto.

Disse ainda que espera que o projeto de lei de substituição do Obamacare da administração de Trump seja aprovado.
24-03-2017
Zona Euro
PMI supera expectativas e atinge máximo de seis anos
 
O índice PMI para a Zona Euro, que mede a actividade económica, subiu para 56,7 pontos, de 56 pontos em Fevereiro, revelou hoje o Markit Economics. Este valor é o máximo de seis anos. O indicador superou mesmo as estimativas dos economistas consultados pela Bloomberg que apontavam para um valor médio de 55,8 pontos.

O aumento do valor composto reflectiu melhorias tanto no sector industrial como nos serviços, que subiram para 56,2 pontos e 56,5 pontos, respectivamente.
24-03-2017
Reino Unido
Factura do Brexit deverá rondar os £50 mil mn
 
O Artigo 50º. do Tratado de Lisboa, que permite dar início ao processo de saída do Reino Unido, vai ser accionado pela primeira-ministra britânica, Theresa May, esta quarta-feira, 29 de Março.

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, afirmou numa entrevista à BBC, que a União Europeia não pretende a aplicação de sanções a Londres mas, alertou, há uma factura que tem de ser paga e deverá ser por volta de £50 mil mn para o Reino Unido. Este valor tem por base os compromissos financeiros assumidos por Londres mas que não foram ainda pagos a vários organismos comunitários.
24-03-2017
Banco do Japão
Kuroda descarta especulação de restrição monetária
 
O governador do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, disse hoje que quer avançar com uma política de taxas baixas para capitalizar os efeitos económicos positivos provenientes do estrangeiro, descartando os pedidos de restrição monetária.

O mais recente discurso de Kuroda sublinha o desconforto face à especulação de que o Banco do Japão pode aumentar o alvo das taxas de juro de longo prazo até ao início do próximo ano, devido aos efeitos colaterais da política ou à dificuldade em controlar as yields das obrigações. Ao abrigo de uma estratégia de controlo da curva da yield, o Banco do Japão manteve as "yields" das obrigações soberanas a 10 anos perto de zero desde o outono do ano passado, para além de fixar a taxa de juro de curto prazo em -0,1%.
24-03-2017
Abertura de Mercados
Mercados na linha de água com adiamento votação da legislação sáude
 
Os mercados europeus estão previstos abrirem na linha de água com os investidores aguardarem a votação da legislação de cuidados de saúde depois das negociações de ontem terem fracassado porque a proposta não recolhia apoio da maioria dos deputados. Este adiamento prolonga as dúvidas sobre a primeira iniciativa legislativa do líder da Câmara dos Representantes, Paul Ryan, e do Presidente dos EUA, Donald Trump.

Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 0,93% e as praças chinesas negociavam mistas.

As principais praças bolsistas norte-americanas encerraram negativas com os investidores menos confiantes depois do adiamento da votação sobre a reforma ao sistema de saúde dos Estados Unidos.

Dados Macroeconómicos:

• 00h30: Japão - Índice PMI Indústria (Março)
• 05h00: Japão - Leading Index (Janeiro)
• 05h00: Japão - Coincident Index (Janeiro)
• 07h45: França - PIB (4º trimestre)
• 08h00: França - Índice PMI/Markit (Março)
• 08h00: Espanha - Índice de Preços no Produtor (Fevereiro)
• 08h30: Alemanha - Índice PMI/Markit (Março)
• 09h00: Zona Euro - Índice PMI/Markit Indústria (Março)
• 09h00: Zona Euro - Índice PMI/MarkitServiços (Março)
• 12h30: EUA - Encomendas de Bens Duradouros (Fevereiro)
• 13h45: EUA - PMI Indústria (Março)

Eventos:

• INE anuncia Procedimento dos Défices Excessivos (2017); Principais Agregados das Administrações Públicas (2016); Contas Nacionais Trimestrais por Setor Institucional do 4.º trimestre de 2016
• Discurso de vários membros da Fed: Evans (12h00), Bullard (13h05), Dudley (14h00), Williams (173h0)

Resultados:

• Europa: Italgas, Smiths Group

Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

• Hedge funds ficam com 41% da dívida da Caixa (Negócios)
• Plano da Oi: Lesados da PT têm duas vias para reaver dinheiro (Negócios)
• Só 9% dos trabalhadores são sindicalizados (Negócios)
• Carlos Costa propõe comissão sobre idoneidade de Salgado (Negócios)
• Tratado de Roma: Cinco economistas e cinco ideias par salvar a União Monetária (Negócios)
• "Sem corrigir o euro, será impossível progredir na UE" (Negócios)
• Onde gastamos o dinheiro no Estado pós-troika? (Negócios)
• Governo vai dar bónus a quem adiar entrada na reforma (Público)
• Caixa paga caro para vender 500 milhões de dívida (Público)
• Banca: Dívida perpétua da CGD custa 50 milhões por ano de juros (Jornal de Notícias)
• Preso líder jiadista que recrutava em Portugal (Jornal de Notícias)
23-03-2017
Estados Unidos de América
Vendas casas novas EUA disparam para máximos de 7 meses em Fevereiro
 
As vendas de moradias unifamiliares novas, nos Estados Unidos, dispararam para máximos de sete meses em Fevereiro, sugerindo que a recuperação do mercado imobiliário continua a ganhar força, apesar dos preços altos e dos apertados inventários.

O Departamento de Comércio informou hoje que as vendas aumentaram 6,1%, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 592 mil unidades no mês passado, o nível o mais elevado desde Julho 2016. Os economistas previam que o número ficaria em 564 mil unidades.
23-03-2017
Zona Euro
Montante Operação TLTRO muito acima do esperado
 
O Banco Central Europeu concedeu a sua última ronda de empréstimos de longo prazo à banca para o financiamento da economia (TLTRO). O BCE empresta dinheiro aos bancos por um período de quatro anos com taxas de zero.

No total concedeu €233,5 mil mn muito acima do esperado pelo mercado de €110 mil mn.

Estes resultados mostram que os bancos esperam que o Banco Central Europeu aumente as taxas de juro nos próximos anos.
23-03-2017
Índice STOXX 600
Acções europeias "flat" com investidores cautelosos sobre planos de Trump
 
O índice pan-europeu STOXX 600 subia 0,01% com os investidores a avaliarem os riscos dos planos de estímulo de Donald Trump, pouco antes de uma votação no Congresso dos Estados Unidos sobre o seu programa de saúde.

AS acções da Next são as que mais valorizam no índice subindo 8,65%. A empresa reportou receitas de £4,14 mil mn, aquém dos €4,19 mil mn esperados e o lucro antes de impostos foi £790 mn em linha com o esperado pelos analistas. NO entanto, a empresa reiterou o outlook anual de lucros antes de impostos de £680 mn - £780 mn ainda que demonstrando-se "extremamente cautelosa" relativamente ao ano corrente.

O maior perdedor do índice é o IG Group, que caiu 4,89%, depois da empresa de comércio "on-line" britânica ter apresentado uma queda nas receitas trimestrais causada pela fraqueza no Reino Unido e na Irlanda.

A Gemalto desvaloriza 4,37% em seguimento do "profit warning" da sessão anterior que levou a "downgrades" por várias casas de investimento ao título.
23-03-2017
Millennium BCP
CaixaBI recomenda "comprar" BCP com preço-alvo de €0,25
 
O CaixaBI reiniciou a cobertura das acções do BCP com uma recomendação de "comprar" e um preço-alvo para o final de 2017 de €0,25, considerando que à cotação actual os investidores estão a atribuir um valor quase nulo às operações em Portugal.

O analista salienta que considerando o valor de mercado da posição de 50,1% no polaco Bank Millennium e "múltiplos adequados" nas unidades africanas e na actividade dos seguros, o rácio P/BV (que relaciona a cotação com o valor contabilístico por acção) está próximo de 0,1 vezes. A "dinâmica positiva" estimada para as receitas e a "gradual redução dos custos do crédito" serão os factores-chave para a evolução em bolsa do banco liderado por Nuno Amado em 2017, que o BCP apelidou de "ano de transição".

No que diz respeito ao aumento de capital, o CaixaBI salienta que removeu as preocupações com os rácios de capital do banco, estimando que a instituição será capaz de gerar capital de forma orgânica em 2017 (+50 pontos base) e em 2018 (+110 pontos base).
23-03-2017
Pharol/Oi
EBITDA do 4º trimestre supera previsões mas receitas desiludem
 
A Oi, empresa de telecomunicações brasileira, detida em 27% pela portuguesa Pharol, anunciou ontem que fechou 2016 com um prejuízo de 7.121 mn de reais (€2,14 mil mn) e, o que compara com prejuízos de 6.649 mn de reais no ano anterior.

Em comunicado, a empresa justifica esta deterioração com a provisão de 2,8 mil mn de reais "de créditos tributários sobre prejuízo fiscal acumulado, reflectindo as estimativas de resultado tributário do plano de recuperação judicial". A empresa destaca que o prejuízo antes dos impostos foi bem inferior, ao descer 47% para 3,2 mil mn de reais.

Em relação ao 4º trimestre, o EBIDTA foi de 1,76 mil mn de reais acima dos 1,71 mil mn de reais estimados pelos analistas. No entanto as receitas foram 6,32 mil mn de reais aquém dos 6,45 mil mn de reais previstos pelos analistas.

De acordo com notícias avançadas pela imprensa, o Conselho de Administração da Oi aprovou um novo plano de recuperação, que prevê a entrega imediata de 25% do capital da companhia aos credores.
23-03-2017
Abertura de Mercados
Mercados positivos com foco no discurso Yellen e votação da substituição do Obamacare
 
Os mercados europeus estão previstos abrirem em alta num dia preenchido de dados económicos e discurso de Janet Yellen, presidente da Reserva Federal. Na Zona Euro o BCE publica o boletim económico e será divulgado o índice de confiança dos consumidores. Nos EUA serão divulgados os números dos pedidos iniciais de subsídio de desemprego e os dados da construção de casas novas.

Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 0,23% e as praças chinesas negociavam em alta.

As principais praças bolsistas norte-americanas recuperaram da queda acentuada de anteontem, com os ganhos do Nasdaq a compensar a volatilidade das negociações nos mercados. Hoje será a votação sobre a substituição do Obamacare. Caso o novo plano de saúde chumbe, os planos de reforma fiscal e estímulo à economia através do aumento de investimento às infra-estruturas poderão sofrer consequências.

Dados Macroeconómicos:

• 07h00: Alemanha - Índice de Confiança dos Consumidores (Abril)
• 07h45: França - Índice de Confiança dos Consumidores (Março)
• 07h45: França - Índice Confiança Industrial (Março)
• 09h00: Zona Euro - Boletim Económico do BCE
• 09h30: Reino Unido - Vendas a Retalho (Fevereiro)
• 11h00: Reino Unido - Vendas a Retalho CBI (Março)
• 12h30: EUA - Pedidos Semanais de Subsídio de Desemprego
• 14h00: EUA - Venda de Casas Novas (Fevereiro)
• 15h00: Zona Euro - Índice de Confiança dos Consumidores (Março)

Eventos:

• 12h45: Discurso de Janet Yellen, presidente da Reserva Federal
• 14h45: Discurso de Lautenschlaeger, membro do Banco Central Europeu
• 23h00: Discurso de Kaplan, membro da Reserva Federal

Resultados:

• Europa: Telecom Italia, Bollore, GVC Holdings, Next, Wendel (AA)
• EUA: Accenture (10h59), Conagra Brands (11h30), Micron Technology (DF)

Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

• Idade da reforma não vai ser igual para todos (Negócios)
• Mercado vai exigir prémio elevado à Caixa (Negócios)
• Londres, o terror um ano depois de Bruxelas (Negócios)
• Metade da TAP nas mãos do Estado em dois meses (Negócios)
• Carlos Costa quer vigiar tudo o que é vendido nos balcões (Negócios)
• Atentado: Terror volta à Europa e ataca casa da democracia londrina (Público)
• Carlos Costa opôs-se a técnicos e manteve idoneidade de Salgado (Público)
• Inquérito à lista VIP do fisco arquivado sem ouvir dirigentes (Público)
• Europa dividida e atacada (Diário de Notícias)
• Terrorismo: Governo quer secretas a espiar comunicações de suspeitos (Diário de Notícias)
• Reformas antecipadas deixam de pagar factor de sustentabilidade (Diário de Notícias)
22-03-2017
Petróleo
Crude Brent abaixo dos $50 pela primeira vez desde Novembro
 
A Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos revelou que as reservas de crude subiram, na semana passada, para um total de 4,954 milhões de barris, acima do esperado pelos analistas consultados pela Bloomberg que antecipavam um acréscimo de apenas 3 milhões de barris.

As reservas dos destilados caíram para 1,91 milhões de barris comparação com os 1,5 milhões de barris esperados pelos analistas.
22-03-2017
Estados Unidos de América
"Yield curve" das obrigações tesouro menos acentuada desde Fevereiro
 
Após a reunião da semana passada da FED, houve uma diminuição da inclinação da "yield curve", ou seja, a diferença entre as taxas de juro de curto prazo e as de longo prazo tornou-se menor.

Enquanto que as taxas de juro de curto prazo são influenciadas essencialmente pelos Bancos Centrais, as taxas com maior maturidade são determinadas igualmente por outros factores como o crescimento económico, a taxa de inflação e o défice público.

Ao diminuir a diferença entre as taxas de juro de curto prazo e as de longo prazo, reduz-se simultaneamente a margem dos bancos. As instituições bancárias normalmente remuneram à taxa de juro de curto prazo e emprestam à taxa de juro com maior maturidade.
22-03-2017
Pharol/Oi
Oi apresenta resultados de 2016 hoje, após o fecho do mercado
 
A operadora de telecomunicações brasileira Oi, detida em 27,5% pela portuguesa Pharol, apresenta hoje os seus resultados de 2016, após o fecho do mercado bolsista.

A Oi revelou prejuízos de 3,3 mil mn de reais nos primeiros nove meses do ano, num período em que as receitas se fixaram nos 19,67 mil mn de reais.
22-03-2017
Índice STOXX 600
Acções europeias em mínimos de duas semanas
 
O índice pan-europeu STOXX 600 cai 0,96% para mínimos de duas semanas com os investidores nervosos com as dificuldades que o presidente dos EUA, Donald Trump, possa enfrentar para cumprir as suas políticas económicas.

As acções de minérios estão penalizados com o preço do cobre em mínimos de duas semanas enquanto as acções da banca também descem, com o sector a cair 1,5%

O banco holandês ING Groep estava entre as maiores quedas, caindo 4,13%, depois de revelar uma investigação criminal que poderia resultar em multas significativas. O ING também foi acompanhado pelo austríaco Raiffeisen Bank que cai 6,49%.

As acções da Gemalto são as mais penalizadas do índice com uma queda de 19,86%. A empresa de serviços de segurança digital holandesa cortou suas previsões de lucro, culpando o fraco negócio de pagamentos dos EUA.

O destaque positivo do índice vai para as acções da EDP que sobem 0,97% com a notícia de que o JP Morgan Infrastructures e a Swiss Life podem avançar com uma proposta conjunta pela Naturgas.
22-03-2017
Nasdaq Composite
Máximo histórico e mínimo de um mês no mesmo dia
 
Pela primeira vez na história, o índice Nasdaq Composite atingiu um novo recorde máximo histórico e mínimo de um mês no mesmo dia, fechando com uma desvalorização de 1,83%.

As acções da Apple também atingiram um máximo histórico de $142,80, após a empresa ter anunciado uma nova versão do iPad, bem como edições especiais do iPhone 7 e do iPhone 7 Plus. As acções caíram 1,15% para $139,84.
22-03-2017
Sonae Indústria
Lucros pela primeira vez em nove anos e avança com "reverse stock split"
 
A Sonae Indústria registou lucros anuais de €11 mn pela primeira vez em nove anos, num período marcado pela parceira com a Arauco. Em 2015, a Sonae Indústria teve prejuízos de €36 mn.

O volume de negócios, incluindo a parceria com a Arauco, ascendeu a €639 nm. Excluindo estas operações, as receitas cresceram 5,7% para €241 mn.

O EBITDA situou-se nos €90 mn. Excluindo a parceria com a Arauco, os resultados antes de juros, impostos, amortizações e depreciações foram de €38,4 mn, o que representa uma subida de 28,5% face ao ano anterior.

O Conselho de Administradores vai propor aos seus accionistas a passarem a ter uma acção por cada 250 actualmente detidas.
22-03-2017
Abertura de Mercados
Mercados no vermelho com acções dos EUA a registarem pior dia desde Setembro
 
Os mercados europeus estão previstos abrirem no vermelho contagiados pelas quedas das praças mundiais. Wall Street registou o pior dia desde Setembro, com os três principais índices a caírem mais de 1% com receios em relação às dificuldades da administração Trump em relação os cortes fiscais prometidos.

Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 2,13% e as praças chinesas negociavam em queda.

As principais praças bolsistas norte-americanas registaram a maior queda do ano perante dúvidas sobre a concretização de muitas das promessas económicas do Presidente norte-americano, Donald Trump, segundo os analistas. Nos últimos dias as praças norte-americanas têm-se mostrado mais contidas, corrigindo os máximos históricos alcançados, com a falta de detalhes do plano.

Dados Macroeconómicos:

• 09h00: Zona Euro - Balança de Transacções Correntes (Janeiro)
• 09h30: Itália - Balança de Transacções Correntes (Janeiro)
• Portugal - INE anuncia Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação
• 14h00: EUA - Vendas de Casas Usadas (Fevereiro)
• 14h30: EUA - Reservas Semanais de Energia DOE

Eventos:

• Relatório Económico Mensal do Japão (Março)
• Reunião do Conselho de Governadores do Banco Central Europeu
• 15h00: Debate quinzenal com o Primeiro Ministro, no Parlamento

Resultados:

• Europa: Kingfisher (07h00), Hermes International (AA), Oi
• EUA: PVH (DF), Cintas (DF)

Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

• Descida do PEC está em risco (Negócios)
• O que Vieira da Silva pode fazer no Montepio (Negócios)
• Bolsa espanhola caça empresas em Lisboa (Negócios)
• CEO da EDP Renováveis é um dos melhores da Europa (Negócios)
• Carreiras longas têm prioridade nas reformas antecipadas (Negócios)
• Estacionamento: Saba tem 50 milhões para investir em Portugal (Negócios)
• Floresta: Governo trava novas áreas de eucalipto (Negócios)
• Banco de Portugal abre a porta a reavaliar gestão do Montepio (Público)
• Portugal exige demissão do líder do Eurogrupo (Público)
• Bancos perdoam à Cimpor violação dos limites da dívida (Público)
• A campanha discreta de Rui Rio no PSD está na estrada (Público)
• Governo poupou 251 milhões em subsídios de desemprego (Diário de Notícias)
• Aumento custo com médicos tarefeiros (Jornal de Notícias)
21-03-2017
Millennium BCP
Bank Millennium tem excedente de capital total
 
Segundo a Bloomberg, o Bank Millennium, que o BCP tem uma posição de 50,01%, foi solicitado a manter um Índice de Capital Total mínimo de 16,59% no nível autónomo e 16,55% no nível consolidado, informou o banco em comunicado ao regulador.

No final de 2016 o Millennium tinha um TCR autónomo de 17,27% e um TCR do grupo de 17,40%.
21-03-2017
Reino Unido
Libra dispara depois de inflação atingir 2,3% pela primeira vez desde 2013
 
A libra disparou para o nível mais elevado desde Fevereiro contra o dólar, ao subir 0,8% para $1,2470, depois de dados da inflação melhores que o esperado.

A inflação anual no Reino Unido cresceu mas rápido do que o esperado, atingindo 2,3%, acima da meta do Banco de Inglaterra pela primeira vez desde 2013.

A inflação core também atingiu 2% em Fevereiro pela primeira vez desde Junho 2014.
21-03-2017
Índice STOXX 600
Acções sobem com bancos e petróleo
 
O índice pan-europeu STOXX 600 sobe 0,08% com as acções do sector bancário e petrolífero a superarem o desempenho.

A empresa de gestão de activos Partners Group mostra um dos melhores desempenhos depois de ter apresentado um aumento de 41% nos lucros de 2016 e aumentado o seu dividendo em 43%. A produtora holandesa de tintas e revestimentos Akzo Nobel sobe 3,33% após as noticias que a empresa norte-americana PPG está a preparar uma nova oferta de aquisição depois da sua oferta inicial ter sido rejeitada.

Na banca, as acções do Deutsche Bank sobem 2,73% face ao seu teórico preço ex-direitos, com o início do período de subscrição para o seu aumento de capital de €8 mil mn. Os bancos franceses também estão a negociar em alta com BNP Paribas, Societe Generale e Credit Agricole a subirem após o primeiro debate presidencial em que o centrista Emmanuel Macron consolidou o seu status de líder.

Pela negativa, as acções da empresa biométrica sueca Fingerprint Cards estão a cair 30,20% para o mínimo de 20 meses, após a empresa ter dito que esperava um primeiro trimestre ainda mais fraco, comparando com a perspectiva já fraca, e ter retirado a sua previsão de receitas e rendibilidade para todo o ano.
21-03-2017
França
Macron foi o mais convincente no debate presidencial
 
No debate televisivo ontem, o primeiro entre os cinco principais candidatos antes da eleição de duas voltas, em 23 de Abril e 7 de Maio, destacou-se a intensa troca de argumentos entre Emmanuel Macron e Marine Le Pen, os candidatos favoritos à vitória final segundo as sondagens.

40% dos eleitores ainda estão indecisos e as sondagens indicam que o número de abstenções pode ser o mais elevado verificado em França. Um alto número de abstenções pode beneficiar Le Pen, à medida que sondagens consistentemente mostram que os seus eleitores são os mais decididos.

De acordo com as sondagens realizadas pela Opinionway após este debate, o centrista Emmanuel Macron solidificou a sua posição de primeiro lugar nestas eleições, com 24% das preferências dos inquiridos, seguido pelos candidatos do centro-direita François Fillon (19%) e pela candidata da extrema-direita Marine Le Pen (19%). O candidato à esquerda Jean-Luc Melenchon obteve 15% e Benoît Hamon terá recolhido 10% das preferências.
21-03-2017
Navigator
Sobe preços papéis finos UWF 4-7% Médio Oriente, África e Turquia
 
Navigator sobe preços papéis finos UWF 4-7% Médio Oriente, África e Turquia - Reuters News

A Navigator Company, líder europeia na produção de papel UWF-Uncoated Woodfree, anunciou que é forçada a aumentar os preços dos seus produtos de papel UWF 4% a 7% em todos os países do Médio Oriente, África e Turquia, a partir de 3 Abril de 2017, devido ao aumento dos custos de produção, inigualáveis pedidos e recorde do livro de de encomendas.

A empresa Navigator vende os seus produtos para 130 países nos cinco continentes.
21-03-2017
Abertura de Mercados
Mercados positivos aguardando discursos de três membros da Fed
 
Os mercados europeus estão previstos abrirem com ganhos com o destaque para os discursos dos presidentes de três dos bancos regionais da Reserva Federal norte-americana. As declarações dos líderes dos bancos da Reserva do Kansas, de Cleveland e de Boston estarão sob a atenção dos investidores, nomeadamente pelas pistas que poderão deixar sobre futuras subidas das taxas de juro nos EUA sendo que a Fed já admitiu estar a prever duas subidas durante este ano.

Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 0,34% e as restantes praças chinesas negociavam em alta.

As principais praças bolsistas norte-americanas encerraram sem tendência definida, com o impasse dos planos económicos da administração norte-americana a pesar nos mercados. O dólar também negociou nos mercados cambiais em mínimos de seis semanas, o que se deveu às garantias dadas pela Reserva Federal de que não fará mais do que duas subidas dos juros no curso de 2017.

Dados Macroeconómicos:

• 08h00: Espanha - Balança Comercial (Janeiro)
• 09h30: Reino Unido - Dívida Líquido do Sector Público (Fevereiro)
• 09h30: Reino Unido - Índice de Preços no Produtor (Fevereiro)
• 09h30: Reino Unido - Índice de Preços no Consumidor (Fevereiro)
• 11h00: Reino Unido - Índice de Tendências Industriais Mensais CBI (Março)
• Portugal - Balança Comercial (Janeiro)
• 12h30: EUA - Balança de Transacções Correntes (4º trimestre)
• 23h50: Japão - Balança Comercial (Fevereiro)

Eventos:

• Reunião do Eurogrupo
• Discurso de vários membros da Fed: Dudley (10h00), George (16h00), Mester (22h00)
• 23h50: Minutas da reunião do Banco do Japão

Resultados:

• Portugal: Sonae Indústria (DF)
• Europa: Amec Foster Wheeler (07h00), Bellway, BMW, Porsche, Deutsche Wohnen
• EUA: LennAR (AA), General Mills (11h00), FedEx (20h15), Nike (20h15)

Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

• Estudo para Marcelo chumba política de crédito (Negócios)
• Fundos nacionais voltam a capitar poupanças (Negócios)
• Sky, Vodafone, BBC, HSBC, LÓrieal e Audi deixam Google (Negócios)
• Como Tomás Correia vai contestar acusação do Banco de Portugal (Negócios)
• Portugal importou 500 toneladas de carne sob suspeita no Brasil (Público)
• Valor do Montepio dificulta entrada de parceiros (Público)
• Instituição liderada por Draghi critica Portugal pela falta de reformas estruturais (Diário de Notícias)
• Jovens rejeitam crédito e deixam de comprar casa (Jornal de Notícias)
20-03-2017
Snap
Primeira recomendação de compra com preço-alvo de $25 por acção
 
A Monness, Crespi, Hardt & Co iniciou a cobertura com a classificação "buy" e um preço-alvo de $25, sendo a primeira classificação desse tipo para a empresa-mãe do Snapchat.

Das outras 9 corretoras que cobrem SNAP, 4 classificam a mesma com "hold" e 5 com "sell" ou menos; o preço-alvo médio é de $20.

Os subscritores da oferta pública inicial da Snap têm um período de "research blackout" até ao final do mês.
20-03-2017
Apple
Acções atingem novo máximo recorde de $141,34
 
Segundo a Bloomberg, o próximo iPhone terá funcionalidades de realidade aumentada, uma decisão que está alegadamente relacionada com um projecto que pretende lançar no mercado óculos dedicados a consumir este tipo de conteúdo.

“Uma das funcionalidades que a Apple está a explorar é a capacidade de tirar uma fotografia e alterar mais tarde a profundidade da fotografia e a profundidade de determinados objectos. Outra [funcionalidade] é isolar um objecto da imagem, como a cabeça de uma pessoa, e permitir que seja rodada 180 graus. Uma funcionalidade diferente em desenvolvimento usará realidade aumentada para colocar objectos e efeitos virtuais numa pessoa, à semelhança do Snapchat”, indica Mark Gurman da Bloomberg.
20-03-2017
Dólar
Moeda norte-americana cai pelo quatro dia após G20
 
O dólar cai pelo quarto dia seguido contra um cabaz de moedas com a reacção à cimeira do G20 dominada pela intenção proteccionista da administração Trump a estender as vendas da semana passada.

O dólar tem estado em queda desde que a Reserva Federal norte-americana aumentou as taxas de juro na Quarta-feira, mas não chegou a prever uma maior aceleração das taxas de juro nos próximos dois anos.

Para os mercados cambiais, as reuniões dos líderes financeiros do G20 somam-se a uma expressão renovada de receio sobre as relações comerciais globais dos Estados Unidos e, por implicação, o receio da Casa Branca acerca de um dólar forte.