Invest Blog

Invest Focus


Acompanhe os destaques e principais tendências do dia que influenciam as bolsas em todo o mundo
  • Wall Street em alta animada pelos resultados empresariais
    Fonte: Banco Invest, Bloomberg
    us2307

    Os índices norte-americanos abriram em alta animados pelos resultados empresariais de várias empresas que acalmaram os receios dos investidores em relação ao ritmo do crescimento económico.

    Os lucros globais das empresas do índice S$P500 estão previstos subirem 1%, de acordo com a Refinitiv.

    Estes são os principais destaques:

    • Hasbro (HAS): Resultados acima do esperado com forte procura pelos brinquedos relacionados com o filme "Avengers: Endgame"

    - EPS: $0,78 vs. $0,50 Est.
    - Receitas: $984,5 mn vs. $958,4 mn Est.

    • Biogen (BIIB): Os lucros foram acima das previsões dos analistas impulsionados, em parte, pelo crescimento nas vendas do medicamento para esclerose múltipla Tecfidera. A Biogen também aumentou as suas previsões para o ano inteiro.

    - EPS: $9,15 vs. $7,53 Est.
    - Receitas: $3,62 mil mn vs. $3,48 mil mn Est.

    • Coca-Cola (KO): A fabricante de bebidas superou as expectativas de receitas trimestrais pelo nono trimestre consecutivo. A Coca-Cola aumentou a sua previsão de receitas para o ano inteiro devido à procura forte pelas suas bebidas e café.

    - EPS: $0,63 vs. $0,61 Est.
    - Receitas: $10 mil mn vs. $9,99 mil mn Est.

    • United Technologies (UTX):  O conglomerado industrial elevou as suas perspectivas de lucro e vendas para o ano todo, ajudado por um aumento na procura por peças sobresselentes e peças para aeronaves.

    - EPS: $2,20 vs. $2,05 Est.
    - Receitas: $19,6 mil mn vs. $19,52 mil mn Est.

    • Kimberly-Clark (KMB): Resultados superam expecttivas e elevou "outlook" para o ano inteiro.

    - EPS: $1,67 vs. $1,61 Est.
    - Receitas: $4,6 mil mn vs. $4,58 mil mn Est.

    • Lockheed Martin (LMT): A fabricante de produtos aeroespaciais aumentou a sua previsão devido ao forte desempenho em todas as suas áreas de negócio.

    - EPS: $5 vs. $4,78 Est.
    - Receitas: $14,4 mil mn vs. $14,2 mil mn Est.
  • Boris Johnson é eleito primeiro-ministro
    Fonte: ING
    220719-chart-brexitscenarios

    Boris Johnson foi confirmado hoje como líder do Partido Conservador e próximo primeiro-ministro do Reino Unido, suplantando Jeremy Hunt, com 66% do total de votos.

    A primeira missão será, no entanto, formar uma maioria suficientemente estável no Parlamento que lhe permita sobreviver às investidas dos deputados dos vários partidos – incluindo do seu – que rejeitam um “Brexit” sem acordo e dos que querem eleições antecipadas.
  • O novo "cult stock"
    Fonte: Beyond Meat
    beyond_burger
    A Beyond Meat é o novo "cult stock" dos investidores, substituindo a Tesla, segundo os analistas da Oppenheimer.

    Neste momento, a capitalização bolsista da produtora de substitutos de carne baseados em vegetais, é $11,77 mil mn, superando o valor combinado da Shake Shack, Wendy's, Jack in the Box, Red Robin Gourmet, Habit Restaurants e Good Times Restaurants.

    bynd

    O seu rácio "Price to Sales" é de 117,93 e já valorizou 677% desde a sua entrada em bolsa no dia 1 de Maio de 2019 ao preço de $25. A empresa atingiu o seu máximo recorde de $201,88 no dia 18 de Junho de 2019.

    b
    A empresa apresenta os seus resultados na Segunda-feira, dia 29 de Julho, após o fecho da bolsa norte-americana. Os analistas esperam um prejuízo líquido de $0,084 por acção e receitas de $52,7 mn.
  • Resultados Empresariais impulsionam índices europeus
    Fonte: Banco Invest, Bloomberg
    EUR2307

    Estes são os principais destaques:

    • AMS (AMS SW): O fornecedor da Apple informou que espera um forte crescimento de receitas e lucros no terceiro trimestre, depois que um aumento nas entregas dos seus sensores ópticos 3D. A AMS apresentou receitas trimestrais de $415,2 mn acima dos $404,7 mn esperados. A empresa prevê receitas entre $600 mn a $640 mn, para o 3.º trimestre, superando as expectativas dos analistas de $525,5 mn.

    • Faurecia (EO FP): As receitas da primeira metade do ano cifraram-se nos €8,97 mil mn, ligeiramente aquém dos €9,03 mil mn esperados. A empresa afirmou que os níveis de produção automóvel na China estão mais baixos e antecipa uma queda de volumes globais este ano de 4%. No entanto, manteve os seus objectivos para este ano.

    • Continental (CON GY): As suas vendas preliminares do trimestre ascenderam a €11,2 mil mn ligeiramente abaixo dos €11,23 mil mn esperados. A Continental cortou os objectivos para este ano e espera agora uma margem EBIT entre 7% a 7,5% (vs pelo menos 8% anteriormente) e receitas entre €44 mil mn e €45 mil mn (vs €45 mil mn-€47 mil mn anteriormente). A Continental antecipava uma queda de 5% dos níveis de produção automóvel globalmente.

    • Banco Santander (SAN SM):  O maior banco da Zona Euro, em termos de capitalização bolsista, apresentou um lucro líquido de €1,39 mil mn para o período de Abril a Junho, superando as expectativas dos analistas de €1,27 mil mn. O crescimento constante dos volumes de negócios na América Latina, que representam 46% de seus lucros, não foi suficiente para compensar os encargos de €706 mn, principalmente na Espanha. A receita líquida de juros foi de €8,95 mil mn acima dos €8,77 mil mn previstos devido ao sólido crescimento dos empréstimos na América Latina. O rácio de crédito em incumprimento face ao total de crédito concedido a clientes foi de 3,51%, enquanto rácio Common Equity Tier I, na base fully loaded, atingiu os 11,3%.

    • UBS (UBSG SW): A instituição financeira suíça reportou um resultado líquido, referente ao segundo trimestre de 2019, de $1,39 mil mn acima do esperado pelos analistas de $957 mn. O produto bancário atingiu os $7,53 mil mn, ligeiramente aquém do período homólogo ($7,64 mil mn). A UBS afirmou que a forte queda das taxas de juro continuará a afectar a margem financeira. No entanto este efeito será mitigado pela diversificação regional do seu negócio e mais receitas recorrentes, em virtude de maior investimento noutros segmentos.

    • NOS (NOS PL): O lucro trimestral da telecom aumentou 5,50%, face ao mesmo trimestre de 2018, para €46,5 mn aquém do esperado pelos analistas de €51 mn. O EBITA foi de €171,2 mn superando os €169 mn estimados.

    • Hermès (RMS FP): A empresa de produtos de luxo apresentou receitas de €1,67 mil mn acima dos €1,65 mil mn esperados pelos analistas. Somente as categorias de perfumes e relógios não superaram as estimativas dos analistas. A receita na Ásia cresceu 18%, na América, cresceu 10% e na França 4%.
  • Mercados europeus abriram em alta aguardando resultados de votações
    Fonte: Banco Invest, Bloomberg
    230719

    Os mercados europeus abriram em alta aguardando os resultados das votações, tanto no Reino Unido como em Espanha. O nome do sucessor de Theresa May na liderança do Partido Conservador e, consequentemente, do Governo do Reino Unido será conhecido hoje pelas 12h00. Boris Johnson e Jeremy Hunt são os dois candidatos escolhidos pelo grupo parlamentar dos "Tories". 

    Em Espanha, Pedro Sánchez ainda não conseguiu, desde as eleições em Abril, acordo para formar governo em Espanha. A sua tentativa de investidura começou ontem, no Parlamento, submetendo-se à votação hoje onde Sánchez precisa de uma maioria absoluta no parlamento espanhol.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 0,95% e as praças chinesas encerraram em alta.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no verde com o destaque para o sector tecnológico com as acções do Facebook, Alphabet e Amazon em alta na semana que apresentam os seus resultados do 2.º trimestre.
     
    Dados Macroeconómicos:

     06h00: Vendas a Retalho (Jun)

     07h00: Encomendas de Maquinaria (Jun)

     09h00: Balança Comercial (Mai)

     13h00: Outlook Económico Mundial do FMI

     14h00: Índice de Casas FHFA (Mai)

     15h00: Confiança do Consumidor (Jul)

     15h00: Richmond Fed Index (Jul)

     15h00: Vendas de Casas Usadas (Jun)


    Eventos:

     12h00: Partido Conservador britânico anuncia o sucessor de Theresa May

     Votação para a investidura de Sanchéz, primeiro-ministro espanhol


    Resultados:

     Banco Santander, Hermes, Endesa, Randstad, USB Group

     Biogen (AA), Coca-Cola (AA), Harley-Davidson (AA), Hasbro (AA), Kimberly-Clark (AA), United Technolgies (AA), Lockheed Martin (AA), Chipotle Mexican Grill (21h10), Chubb (DF), Texas Instruments (DF), Visa (DF)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Subvenções vitalícias vão continuar em segredo

     BlackRock diz que BCE pode avançar para a compra de acções

     Media: Falência da Controlinveste chega aos 750 milhões

     Novo Banco ganha 36 milhões com liquidação de fundo

     BCP recusa propostas dos sindicatos bancários

     Guerra ao açúcar: publicidade ao chocolate vai ser quase extinta

     Juros dos novos empréstimos à habitação em mínimos

     Atrasos nas encomendas fazem disparar queixas contra os CTT no verão

  • Avengers: Endgame é o filme mais lucrativo de sempre
    Fonte: Box Office
    avengers

    Foram precisos dez anos para a lista dos filmes mais lucrativos de sempre ter um novo líder.

    "Avengers: Endgame" conseguiu, finalmente, ultrapassar "Avatar" e é agora o maior da história, em termos de bilheteira, arrecadando $2,79 mil mn de receitas brutas.

    Durante o fim-de-semana, o filme "Rei Leão" gerou $185 mn de receitas na América do Norte. Na China, que recebeu o filme mais cedo, já gerou $531 mn.

    As acções da Disney sobem 0,85%.
  • Guerra no consumo de media
    Fonte: Axios
    media

    Durante décadas o consumo de media foi dominado pela televisão mas agora estamos a entrar num mundo muito mais fragmentado e internacional. 

    Netflix e Amazon tornaram-se gigantes, oferecendo conteúdo de vídeo ilimitado, sem anúncios nem publicidade, a preços inferiores ao da TV por cabo.

    No entanto, mais plataformas têm surgido como a TikTok, que foi lançada internacionalmente em 2017 pela chinesa ByteDance. A TikTok é uma plataforma de vídeos curtos que está com relevância cada vez maior e já tem 950 milhões de downloads, ameaçando até o próprio Youtube.

    A Fortnite é também um dos jogos de maior sucesso da actualidade e reúne mais de 200 milhões de jogadores em todo o mundo.

    O consumo de media já não é o que era e o conteúdo mais popular e viciante muitas das vezes, nem é produzido profissionalmente.
  • Novas medidas de estímulo?
    Fonte: Bloomberg
    bce
    O Banco Central Europeu volta a reunir esta quinta-feira, depois de na última reunião o Conselho de Governadores, ter discutido uma descida das taxas de juro de depósitos e a possibilidade do regresso ao "Quantitative Easing". 

    O BCE tem mantido inalteradas as taxas de juro: a taxa de juro directora continua nos 0%, com a taxa aplicável à facilidade de depósito a permanecer nos -0,40%, enquanto a taxa aplicável à facilidade permanente de cedência de liquidez fica em 0,25%. 

    1
    Com o desacelerar do crescimento da economia europeia, já levou Mario Draghi a admitir que poderão ser necessárias novas medidas de estímulo para a Zona Euro e não descartou, em caso de necessidade, um novo corte na taxa de juros.

    2
  • Mercados europeus positivos em semana repleta de resultados empresariais
    Fonte: Banco Invest, Bloomberg
    220719

    Os mercados europeus abriram positivos em semana repleta de resultados empresariais do 2.º trimestre. Alguns pesos-pesados nos Estados Unidos reportam como a Facebook, Amazon e Alphabet. Só em Portugal são 13 empresas a divulgarem as suas contas.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 0,23%, após a vitória eleitoral da coligação política do primeiro-ministro do Japão Shinzho Abe nas eleições parciais de Domingo. No entanto, não conseguiu os dois terços necessários na câmara alta do parlamento para levar avante uma reforma constitucional.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no vermelho com os investidores reduzindo as suas expectativas de um corte agressivo na taxa de juros da Reserva Federal. As tensões no Golfo Pérsico também penalizaram os mercados depois do Irão ter confiscado dois petroleiros, um britânico e outro liberiano, junto ao Estreito de Ormuz.

    Dados Macroeconómicos:

     08h00: Vendas a Retalho (Jun)

     16h00: Índice de Actividade da Fed Chicago


    Eventos:

     16h00: Discurso de Kuroda, governador do Banco do Japão


    Resultados:

     NOS (DF)

     ICADE (AA), Koninklijke Philips (06h00), Julius Baer (06h00), Logitech (14h00)

     Haliburton (AA), Whirlpool (21h10), Zions Bancorp (22h00)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Governo desconhece o impacto de 43,5% das leis que aprovou

     BCP regista quarta maior subida na Europa

     Oitante livra-se do Banif Brasil por 6 mil dólares

     Há mais portugueses a gastarem menos dinheiro nas férias

     Venezuela, BES e BCP com mais fluxos para offshores no momento do apagão

     Meo incentiva trabalhadores a mudar com 800 euros

     Passe Família arranca com muita burocracia

     António Costa perto da maioria absoluta

     Fogos planeados para causar grandes danos

     Ludovic Lempire, CEO Webhelp Portugal: "Queremos ser um dos três líderes do sector"

     Quem dá mais? As propostas dos partidos para baixar impostos

     Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

  • 22 a 26 Julho 2019
    ecb

    A reunião de política monetária do Banco Central Europeu no dia 25 será o destaque da próxima semana. Os investidores aguardam que o BCE implemente uma política monetária mais acomodatícia, através de cortes das taxas de juro e novas aquisições de activos.

    Estes são os principais eventos:

    Segunda-feira, 22 de Julho 2019

    • 16h00: Discurso de Kuroda, governador do Banco do Japão 
    • Resultados Empresariais Portugal: NOS
    • Resultados Empresariais Europa: Koninklijke Philips (06h00)
    • Resultados Empresariais EUA: Haliburton (AA)

    Terça-feira, 23 de Julho 2019

    • Partido Conservador britânico anuncia o sucessor de Theresa May
    • 15h00: Confiança dos Consumidores Zona Euro
    • 15h00: Vendas de Casas Pendentes EUA
    • Resultados Empresariais Europa: Banco Santander, Hermes, Endesa, Randstad
    • Resultados Empresariais EUA: Harley-Davidson (AA), Coca-Cola (AA), Biogen (AA), Hasbro (AA), Texas Instruments, Chipotle Mexican Grill (21h10) Visa (DF)

    Quarta-feira, 24 de Julho 2019

    • Índice PMI: Japão (01h30), França (08h15), Alemanha (08h30), Zona Euro (09h00), EUA (14h45)
    • 15h00: Vendas de Casas Novas EUA
    • 15h30: Reservas Semanais de Energia EUA
    • Resultados Empresariais Portugal: EDP Renováveis (AA), Impresa, Navigator (DF)
    • Resultados Empresariais Europa: Daimler, Koninklijke KPN, Akzo Nobel, Peugeot, Deutsche Bank, Repsol (AA), Iberdrola, GlaxoSmithKline (12h00), LVMH (DF) 
    • Resultados Empresariais EUA: Hilton (AA), AT&T (AA), Paypal, Boeing (AA), Caterpillar (12h30), Ford (21h15), Facebook (DF)

    Quinta-feira, 25 de Julho 2019

    • 09h00: Índice IFO Alemanha
    • 12h45: Decisão da taxa de juro pelo BCE
    • 13h30: Conferência de Imprensa de Mario Draghi, presidente do BCE
    • 13h30: Encomendas de Bens Duradouros EUA
    • Resultados Empresariais Portugal: CTT (DF), EDP, Jerónimo Martins (DF), Novabase, REN (17h00)
    • Resultados Empresariais Europa: BASF (06h00), Danone (06h30), Telefonica (06h30), Volkswagen (06h30), Orange, AstraZeneca, Total, Unilever, STMicroelectronics (AA), 3M, American Airlines, Carrefour
    • Resultados Empresariais EUA: Bristol-Myes Squibb, Comcast, Intel, Amazon.com, Alphabet (DF)

    Sexta-feira, 26 de Julho 2019

    • 00h30: Inflação Japão
    • 13h30: PIB EUA
    • Resultados Empresariais Portugal: Pharol (17h00), Semapa, Sonae Capital, Sonaecom
    • Resultados Empresariais Europa: Acerinox, Banco de Sabadell (06h00), Eni (06h45), Renault (AA), CaixaBank
    • Resultados Empresariais EUA: Allergan, Twitter (12h00), Colgate-Palmolive, McDonald's, AbbVie (AA)

    Para consultar a agenda semanal, aceda ao link abaixo: 

    Agenda Semanal - 22 a 26 Julho 2019

    Para consultar os resultados empresariais, aceda ao link abaixo: 

    Resultados Empresariais - 22 a 26 Julho 2019
  • gold

    2019 tem sido um ano positivo para as acções europeias mas também para o ouro. Ambos estão com uma valorização de 15% este ano. A prata subiu 8%, atingindo máximos de Junho de 2018 enquanto o ouro negoceia em máximos de 6 anos. 

    Destaca-se a natureza incomum dos actuais mercados, regidos pelas políticas dos bancos centrais que estão a impulsionar tanto os activos de refúgio, como os activos mais arriscados.
  • Bilionários na corrida espacial
    Fonte: Time
    moon

    Hoje o mundo celebra os 50 anos da chegada do homem à Lua. A nova corrida espacial é bem diferente da disputa que levou o homem à Lua. Se há 50 anos os principais actores eram os governos dos EUA e, da então, União Soviética, agora as empresas privadas assumem o protagonismo na corrida espacial:

    - A Virgin Galactic de Richard Branson, já conseguiu transportar uma passageira num voo teste com sucesso e, dessa forma, salta na frente do turismo espacial;

    - A SpaceX de Elon Musk poderá tornar-se a primeira empresa americana a levar astronautas à Estação Espacial Internacional;

    - A Blue Origin de Jeff Bezos deverá realizar os seus primeiros voos suborbitais com astronautas privados;

    Segundo o Morgan Stanley, em 2040, a indústria espacial poderá atingir $1,1 biliões.
  • "Yield Curve" entre 3 meses e 10 anos já não está invertida
    Fonte: mISH
    yield
    Até agora a "yield curve" entre as obrigações soberanas a EUA a 3 meses e 10 anos esteve invertida, ou seja, as taxas de curto prazo estavam superiores às de longo prazo que normalmente antecipa uma recessão da economia norte-americana.

    Agora com a perspectiva de corte das taxas de juro em 31 de Julho, a taxa de juro das obrigações a 10 anos já está superior à de 3 meses.
  • Maior probabilidade de corte de 50 pontos base em Julho
    Fonte: CME
    fed

    Ontem, o presidente da Fed de Nova Iorque, John Williams alimentou ainda mais as expectativas de um corte nos juros de referência pelo banco central dos EUA.

    Williams afirmou que, quando a inflação não é satisfatória, o banco central não pode “disparar pólvora seca” e esperar que os possíveis problemas económicos não aconteçam. 

    A probabilidade de um corte de 50 pontos base aumentou para 50,4% contra 49,6% para uma redução de 25 pontos base, segundo os futuros dos Fed Funds.
  • Mercados europeus em alta com bancos centrais em foco
    Fonte: Banco Invest, Bloomberg
    190719

    Os mercados europeus abriram em alta, depois da Reserva Federal dos EUA ter aumentado ainda mais as expectativas de um corte da taxa de juro no final deste mês, reavivando as expectativas de uma redução ainda maior de 25 pontos base. A Bloomberg também anunciou ontem que o gabinete técnico do Banco Central Europeu estaria a estudar uma possível reformulação da sua meta de inflação para facilitar mais estímulos monetários na Zona Euro.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 2% e as praças chinesas encerraram positivas após um segundo contacto telefónico entre os membros das equipas de negociação norte-americanas e chinesas.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram com ganhos, apesar de ter negociado a maior parte da sessão no vermelho, após o discurso do presidente da Fed de Nova Iorque, John Williams que confirmou a necessidade de uma mudança de acção pela Reserva Federal, reforçando as expectativas de uma descida da taxa directora da Fed na próxima reunião, que decorre nos dias 30 e 31 de Julho. 

    A Microsoft apresentou receitas e lucros acima das previsões dos analistas devido à solidez da sua unidade de negócio da "cloud computing" que superou as receitas do Windows e do Office pela primeira vez. As acções subiram 2,66% em after hours.

    Dados Macroeconómicos:

     00h30: Inflação (Jun)

     07h00: Índice de Preços no Produtor (Jun)

     09h00: Conta Corrente do BCE (Mai)

     09h30: Finanças Públicas (Jun)

     15h00: Índice de Confiança Universidade Michigan (Jul)


    Eventos:

     Discursos de vários membros da Fed: Bullard (16h10) e Rosengren (21h30)

     Fitch e Moody’s pronunciam-se hoje sobre o "rating" da Alemanha


    Resultados:

     Glintt (DF)

     BB Biotech, Stora Enso, Saab

     American Express, Blackrock (AA), Schlumberger (12h00)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Generali compra Tranquilidade por 600 milhões

     Sondagem: PSD está cada vez mais longe do PS

     Sondagem: PSD está cada vez mais longe do PS

     Centeno com um pé no FMI

     Antonoaldo Neves, CEO da TAP: 'Quando a empresa era pública pagou prémios em ano de prejuízo

     Donativos dos portugueses para os incêndios usados sem controlo

     Mário Centeno: Ministro é hipótese para cabeça do FMI

     Auditores alertam para possível "buraco" de três mil milhões no Metro de Lisboa

     Bloco quer englobar rendimentos prediais e de capitais no IRS

     CGD avalia acções contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

  • "Trillion dollar" Microsoft apresenta resultados hoje
    Fonte: FactSet
    msft
    A empresa mais valiosa do mundo apresenta os seus resultados do 2.º trimestre hoje, após o fecho do mercado. Os analistas esperam um EPS de $1,21 e receitas de $32,75 mil mn. 

    Após uma enorme transformação sob a liderança do seu CEO, Satya Nadella, a Microsoft tornou-se num dos "players" mais poderosos no mercado de computação na nuvem, que está em franca expansão, garantindo a segunda maior quota de mercado, atrás apenas da Amazon.

    A empresa também tem uma posição de liderança em produtos de software, como o Windows e o Office. Estas vantagens ajudarão a empresa a atingir um crescimento sustentado de dois dígitos em receitas e lucros por acção que não deverá desiludir os investidores.
  • Crescimento em pausa com aumento de preços
    Fonte: Bespoke
    nf
    A empresa de "streaming" registou um segundo trimestre fraco, tendo apresentado resultados muito aquém das estimativas e uma perda líquida de clientes nos Estados Unidos, algo que não acontecia há oito anos.

    Netflix angariou 2,7 milhões novos clientes, bastante aquém os 5,06 milhões esperados pelos analistas. A empresa falhou as estimativas em todas as regiões, especialmente em que houve um aumento dos preços. Netflix espera uma normalização na adição de subscritores no 3.º trimestre devido à nova temporada de "Stranger Things".

    A magnitude na desilusão no número de novos subscritores é uma das maiores dos últimos tempos. Historicamente, a Netflix normalmente surpreende positivamente no trimestre seguinte à "desilusão". Alguns analistas consideram esta queda como "buying opportunity".

    Segundo a Bespoke, hoje será a 14.ª vez que após os resultados trimestrais, as acções da Netflix caem mais de 10%. Nas últimas vezes,  as acções recuperaram da abertura ao fecho em 8 das 13 vezes. 

    nflx

  • EUR/USD em mínimos com BCE a rever meta de inflação
    Fonte: Bloomberg
    eur

    O EUR/USD está a negociar em mínimos do dia, após a Bloomberg TV ter informado que o Banco Central Europeu poderá rever a sua meta de inflação que actualmente está abaixo, mas próximo, de 2% no médio prazo. 
  • Mar de vermelho com resultados empresariais a pesarem
    Fonte: Banco Invest, Bloomberg
    180719

    Os mercados europeus abriram em queda com a divulgação de resultados decepcionantes. As acções da SAP caem 7% depois de ter reportado uma queda de 21% no lucro operacional do 2.º trimestre.

    Nos Estados Unidos, a Netflix perdeu clientes norte-americanos pela primeira vez desde 2011. As acções da Netflix caíram 11,97% em after hours. Por outro lado, os resultados da IBM (-1,31%) e eBay (+6,02%) superaram as expectativas.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 1,97%, após as exportações nipónicas terem caído pelo sétimo mês consecutivo, em Junho (-6,7% vs. -5,4% previstos). As praças chinesas encerraram no vermelho com o impasse nas negociações comerciais entre a China e os EUA devido às restrições sobre a chinesa Huawei.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram em baixa devido a um eventual prolongamento da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China que possa vir a prejudicar os resultados empresariais. O Dow Jones Transportation Average, barómetro do crescimento económico, registou a maior queda desde Maio. Bank of America, o segundo maior banco americano em termos de activos apresentou um EPS de $0,74 acima dos $0,71 esperados pelos analistas. O produto bancário ascendeu aos $23,2 mil mn em linha com o previsto.

    Dados Macroeconómicos:

     00h50: Balança Comercial (Jun)

     09h30: Vendas a Retalho (Jun)

     13h30: Indicador de Sentimento Empresarial de Philadelphia (Jul)

     13h30: Pedidos de Subsídio de Desemprego

     15h00: Leading Index (Jun)


    Eventos:

     09h30: Reunião do Conselho de Ministros

     11h30: Reunião dos Ministros de Finanças e dos Governadores dos Bancos Centrais do G7 em Chantilly, França

     Discursos de vários membros da Fed: Bostic (14h30) e Williams (19h15)


    Resultados:

     SAP, Telia (06h00) Novartis, Volvo (06h20), Kone (10h30)

     UnitedHealth Group (AA), Honeywell (AA), Danaher (11h00), Philip Morris (12h00), Morgan Stanley (12h30), Microsoft (DF)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Programa Nacional de Investimentos: PS ressuscita terceira travessia do Tejo

     Pensões pagas em Agosto já não vão ter IRS agravado

     Mario Centeno apontado com um dos candidatos á liderança do FMI

     Raize triplicou num ano o capital disperso em bolsa

     Chefe das Forças Armadas diz que a situação "é insustentável"

     Costa desafia Justiça a tirar mais dinheiro a corruptos

     "Babyboom" no primeiro semestre

     Donos de casa dos centros históricos podem receber IMI dos últimos quatro anos

  • Corte de taxas de juro: Medida cautelar para evitar recessão?
    Fonte: Thomson Reuters
    insurance

    Dia 31 de Julho de 2019 será certamente um dia marcado a vermelho nas agendas dos investidores. Enquanto a maioria espera um corte de 25 pontos-base, a UBS prevê um corte de 50 pontos-base porque acredita que será uma "medida cautelar" para evitar uma recessão, tal como em 1995 e 1998.

    Segundo a UBS, quando os cortes da taxa de juro causaram uma recessão, o índice S&P 500 caiu 15%, cerca de nove meses após o corte. 

    No caso de evitar uma recessão, o índice recuperou 25% um ano depois. A maioria dos analistas dos grandes bancos, não esperam uma recessão no próximo ano.  
  • A primeira FAANG apresenta resultados hoje
    Fonte: Market Relist
    Netflix-paid-subscriber-additions
    As acções de Facebook, Amazon e Alphabet, que fazem parte dos "FAANG" subiram mais de 5% em Julho, com os investidores cada vez mais dispostos a apostarem em acções voláteis, graças às expectativas de que a Fed reduza as taxas de juro no final deste mês.

    As empresas FAANG são responsáveis por cerca de 17% dos $26 biliões de capitalização bolsista do índice S&P 500.

    A Netflix tem sido a empresa com menor rendibilidade do grupo FAANG este mês, com uma valorização de apenas 0,2%, com os investidores preocupados em relação à concorrência da Walt Disney que possa limitar o crescimento de subscritores.

    Mesmo assim, as acções da Netflix subiram 2% desde a divulgação dos seus anteriores resultados e valorizaram 37% desde o início do ano. 

    Os analistas esperam um lucro de $0,56 por acção e receitas de $4,9 mil mn no 2.º trimestre. Os resultados são apresentados após o fecho do mercado norte-americano.
ACESSO INVEST ONLINE
DOCUMENTO PARA VALIDAÇÃO
POSIÇÕES DO NÚMERO DO DOCUMENTO
 
 
Este site utiliza cookies para funcionar correctamente. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. SABER MAIS Concordo