Invest Blog

Invest Focus

Acompanhe os destaques e principais tendências do dia que influenciam as bolsas em todo o mundo

  • PHAROL
    Comunicado da Assembleia Geral Anual de Acionistas da PHAROL
    Fonte: CMVM
    pharol
    Consulte o link em infra para ter acesso ao comunicado da Assembleia Geral Anual de Acionistas da PHAROL.
  • Agenda Semanal
    28 de Maio a 01 de Junho 2018
    Fonte: Banco Invest
    agenda
    Na Segunda-feira as bolsas dos Estados Unidos encontram-se encerradas devido ao feriado "Memorial Day" e a bolsa de Londres também estará fechada devido ao feriado bancário da Primavera. 

    A época de resultados também chega ao fim na próxima semana, no entanto, a divulgação dos dados macroeconómicos volta a centrar as atenções dos investidores com o destaque para a inflação e desemprego na Zona Euro e PIB e desemprego nos Estados Unidos.
     
    Realiza-se a reunião com os Ministros das Finanças e Governadores dos Bancos Centrais dos países do G7 entre 31 de Maio e 2 de Junho em Charlevois, Canadá.

    Estes são os principais eventos:

    Segunda-feira, 28 de Maio 2018

    • Bolsas EUA e Londres encerradas
    • 08h00: Discurso de Villeroy, membro do BCE
    • Ex-dividendo: Altri (€0,30), F. Ramada (€2,23), Galp Energia (€0,30), Sonae SGPS (€0,042), Sonae Capital (€0,06) e Sonaecom (€0,037)

    Terça-feira, 29 de Maio 2018

    • 05h40: Discurso de Bullard, membro da Fed
    • Discursos de vários membros do BCE: Visco (09h30), Mersch (10h30), Lautenschläger (16h30), Villeroy (17h00), Coeure (17h00)
    • 09h00: Oferta Monetária Zona Euro (Abril)
    • 12h00: Assembleia Geral da Reditus
    • Apresentação resultados Portugal: Teixeira Duarte (DF)
    • Apresentação resultados Europa: Elior Group (AA)
    • Apresentação resultados EUA: Salesforce.com (DF), HP Inc (DF)

    Quarta-feira, 30 de Maio 2018

    • 01h00: Discurso de Kuroda, membro do Banco do Japão
    • Assembleias Gerais: Compta (11h30), Interhotel (12h30), Banco Comercial Português (14h30), Imobiliária Construtora Grão-Pará (15h30), Estoril-Sol (17h00) e SAG Gest (17h00)
    • 10h00: Confiança Económica Zona Euro (Maio)
    • Inflação Espanha (08h00), Portugal (09h30) e Alemanha (13h00)
    • PIB França (07h45), Portugal (11h00) e EUA (13h30)
    • 14h30: Assembleia Geral do Banco Comercial Português
    • 22h30: Discurso de Bullard, membro da Fed
    • Apresentação resultados Europa: B&M European Value Retail
    • Apresentação resultados EUA: Michael Kors Holdings (AA), Analog Devices (13h00), PVH Corp (DF)

    Quinta-feira, 31 de Maio 2018

    • 10h00: Inflação e desemprego na Zona Euro
    • Discursos de vários membros da Fed: Bullard (11h00), Bostic (17h30) e Brainard (18h00)
    • 13h30: Rendimentos, gastos e índice PCE EUA (Abril)
    • Início da reunião dos Ministros das Finanças e Governadores dos Bancos Centrais do G-7 (até dia 2 de Junho)
    • Final do mandato de Vítor Constâncio como vice-presidente do BCE
    • Apresentação resultados Europa: BB Biotech (06h00)
    • Apresentação resultados EUA: Dollar Tree (AA), Dollar General (AA), Ulta Beauty (DF), Costco Wholesale (21h15)

    Sexta-feira, 01 de Junho 2018

    • Acções da Novabase negoceiam sem direito ao dividendo de €0,15 por acção
    • 13h30: Taxa de Desemprego EUA (Maio)
    • Expira a suspensão da aplicação de tarifas às importações nos EUA de alumínio e aço para México, Canadá e União Europeia
    • Apresentação resultados Europa: Elekta (06h30)
    • Possível revisão do rating da Fitch para Portugal
  • Espanha
    PSOE avança com moção de censura a Rajoy
    Fonte: El Mundo
    psoe
    Pedro Sánchez, líder do PSOE, vai avançar com uma moção de censura ao Governo de Mariano Rajoy após a condenação no "caso Gürtel".

    O Governo minoritário de Mariano Rajoy poderá estar em risco, após a condenação do 'caso Gürtel' que envolve o PP. Em causa está a condenação do Partido Popular (PP) por corrupção, após uma investigação de anos que acusou Luis Bárcenas, ex- tesoureiro do partido, e o empresário Francisco Correa de combinarem negócios e subornos em várias zonas governadas pelo PP, cujos lucros depois iriam para contas em paraísos fiscais. 
  • Itália
    Diferencial entre "yield" obrigações alemãs e italianas em máximos 11 meses
    Fonte: Bloomberg
    italy

    A diferença entre as "yields" das obrigações a 10 anos alemãs e italianas já supera os 200 pontos base que é o nível mais elevado em onze meses com a incerteza face às medidas que o novo Governo vai implementar.

    O primero ministro da Itália, Giuseppe Conte, vai elaborar uma lista de ministros para o presidente Sergio Mattarella hoje. Nenhum ministro do novo governo foi anunciado oficialmente, porém o favorito para assumir a pasta de Economia e Finanças é o professor Paolo Savona, 81 anos, que desperta desconfiança em Mattarella por causa das suas posições eurocépticas.
  • Abertura de Mercados
    Mercados europeus abriram positivos com Coreia do Norte mais conciliador
    Fonte: Banco Invest
    250518

    Os mercados europeus abriram positivos depois da Coreia do Norte ter emitido um comunicado  mais conciliante onde expressou a vontade de resolver os problemas com os Estados Unidos depois do presidente Donald Trump ter cancelado a reunião de Junho com seu líder. Por outro lado, o secretário do Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, visita a China na próxima semana para uma nova ronda de negociações sobre comércio e investimento, para evitar uma guerra comercial entre os dois países que deverão decorrer entre 02 e 04 de Junho, na capital chinesa.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 0,06% mas as praças chinesas encerraram em queda com os investidores apreensivos em relação à política aduaneira norte-americana e à situação geopolítica na Península Coreana.  

    As principais bolsas norte-americanas encerraram em leve queda com o cancelamento da cimeira entre Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-Un e com a intenção do presidente dos EUA de impor novas tarifas à importação de carros. Pela positiva, a capitalização bolsista da Netflix superou a da Walt Disney pela primeira vez e tornou-se a empresa de entretenimento mais valiosa do mundo.

    Dados Macroeconómicos:

     08h00: Índice de Preços no Produtor (Abril)

     09h00: Índice IFO (Maio)

     09h30: Produto Interno Bruto (1º trimestre)

     09h30: Exportações e importações (1º trimestre)

     13h30: Encomendas de Bens Duradouros (Abril)

     15h00: Índice de Confiança da Universidade Michigan (Maio)


    Eventos:

     Último dia que as acções da Altri, F. Ramada, Galp Energia, Sonae SGPS, Sonae Capital e Sonaecom negoceiam sem direito ao dividendo

     Assembleias Gerais: Grupo Media Capital (09h30), Pharol (11h00) e Luz Saúde (12h00)

     Reunião do Ecofin em Bruxelas

     08h00: Discurso de Villeroy, membro do BCE

     Direcção-Geral do Orçamento divulga síntese de execução orçamental (Abril)

     Discurso de vários membros da Fed: Powell (14h20), Kaplan, Evans e Bostic (16h45)


    Resultados:

     Pennon Group (07h00)

     Foot Locker (11h45)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Nova lei de dados cria perigo de "phishing"

     Constâncio recusa falar sobre dívida no Parlamento

     Ex-accionistas da INAPA condenado por manipulação do mercado

     Governo avança com mexidas no banco de horas

     Investigação à EDP impedida de ver contas e impostos de Mexia

     Seguradoras deviam apagar dados pessoais mas não o farão

     IPO de Lisboa não consegue fazer exames a todas as doentes que tiveram cnaco

     Congresso do PS: Evitar Sócrates e lançar três eleições em 2019

     Notícias falsas sobre futebol na Internet chegam a 3 milhões

     Congresso do PS: Olhos na maioria e no fantasma de José Sócrates

  • Estados Unidos de América
    Mercados no vermelho depois de Trump ter cancelado cimeira com Kim Jong-un
    Fonte: Banco Invest
    trump
    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cancelou hoje a reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong-Un.

    O encontro estava previsto para dia 12 de Junho, em Singapura. O anúncio foi feito por carta divulgada pela Casa Branca.

    "Desejava muito estar lá consigo", disse Trump na carta. "Infelizmente, com base na enorme raiva e hostilidade aberta exibida na sua declaração mais recente, sinto que é inadequado, neste momento, ter essa reunião planeada há muito tempo."
     
  • CTT - Correios de Portugal
    Tráfego postal regista uma quebra acumulada de 15,9% desde 2013
    Fonte: Anacom
    ctt
    O tráfego postal continuou a cair em 2017, 5,1%, para 781 milhões de objectos postais. Uma realidade a que se assiste desde 2013 e que regista uma quebra acumulada de 15,9%, de acordo com o relatório estatístico do 4º trimestre de 2017 divulgado pela ANACOM. Para a redução do tráfego postal tem contribuído sobretudo a substituição da utilização das comunicações postais por comunicações electrónicas.

    Apesar da redução global do tráfego postal, o tráfego internacional de entrada teve um comportamento positivo, ao registar um aumento de 6,5% em 2017. No entanto, este tipo de tráfego representa apenas 5% no tráfego postal total.

    No período em análise, os CTT – Correios de Portugal tinham uma quota de 92,2% do tráfego total, enquanto os outros 68 prestadores presentes no mercado tinham os restantes 7,8% de quota. Desde 2013, os CTT reduziram a sua quota em 2,5 pontos percentuais.
  • Sector automóvel
    Ameaça novas tarifas sobre importação de carros nos EUA
    Fonte: Banco Invest
    carros
    O Governo norte-americano arrancou com uma investigação aos automóveis e camiões importados, por temer que estes não estejam a cumprir com as leis e, assim, prejudiquem a segurança e a economia do país. 

    De acordo com Wilbur Ross, secretário do Comércio, “há evidencias que sugerem que, durante décadas, as importações têm desgastado a nossa indústria automobilística”. A confirmarem-se estas suspeitas, isto poderá resultar em novas tarifas, semelhantes às aplicadas no aço e no alumínio.
  • Mercados Financeiros
    UBS antecipa retornos de 10% nas acções europeias este ano
    Fonte: Negócios
    ubs
    A gestora de activos do banco suíço permanece optimista para as acções mundiais. Os especialistas acreditam que o crescimento dos lucros vai continuar a puxar pelas bolsas, num ambiente de expansão económica mundial até 2020. 

    Estas são as previsões da UBS:

    - EURO DE REGRESSO AOS 1,30 DÓLARES: A mudança na comunicação do BCE e o fim do programa de estímulos deverá puxar pelo euro face ao dólar nos próximos meses. A UBS prevê que a moeda europeia suba para $1,25 na segunda metade do ano e $1,30 dentro de um ano.

    - “TREASURIES” PERTO DE 3%: As taxas de juro das obrigações soberanas americanas deverão permanecer próximas de 3% e antecipa também uma subida gradual das “yields” na Europa. No caso das “bunds” alemãs a dez anos, a taxa deverá negociar em torno de 0,9%, no final deste ano.

    - LUCROS DO S&P 500 VÃO SUBIR 16%: Os lucros das empresas norte-americanas deverão continuar a reflectir a melhoria da economia do país. Além do crescimento do PIB, a actividade empresarial deverá ainda ser impulsionada pela reforma fiscal nos EUA.

    - PETRÓLEO ALIVIA PARA 75 DÓLARES: Os preços do petróleo superaram a barreira dos 80 dólares por barril, máximos de 2014. A determinar a forte subida das cotações tem estado a reposição das sanções ao Irão por parte dos EUA, mas as estimativas da UBS é que o petróleo termine o ano nos 75 dólares, em Londres.
  • Abertura de Mercados
    Mercados europeus em alta aguardando minutas da reunião do BCE
    Fonte: Banco Invest
    240518
    Os mercados europeus abriram em alta com os investidores aguardarem a divulgação das minutas da reunião do Banco Central Europeu que decorreu em Abril, hoje pelas 12h30. Nesta última reunião, o BCE decidiu deixar inalterada a taxa de juro de referência da Zona Euro em mínimos históricos, mantendo também o programa de compra de dívida agendado até Setembro.

    O Presidente de Itália, Sergio Mattarella, encarregou ontem Giuseppe Conte de formar Governo, como propuseram os líderes da Liga e do Movimento 5 Estrelas. A sua indicação para a chefia do governo foi questionada nos últimos dias por alguns sectores, dada a falta de experiência política e, segundo notícias da imprensa italiana, ter referido no “curriculum” a frequência de prestigiadas universidades que alegadamente não frequentou. 

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 1,11% e as praças chineses encerraram mistos devido aos receios associados às relações comerciais entre os EUA e a China. Ontem o governo dos EUA lançou uma investigação de segurança nacional sobre as importações de automóveis que poderá levar a novas tarifas como as impostas sobre o aço e o alumínio em Março. 

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no verde, apesar de terem estado a negociar em queda durante a maior parte da sessão, porque as minutas da Reserva Federal sinalizaram um ritmo de subida dos juros directores mais lento do que o esperado. Apesar de os responsáveis da Fed terem afirmado que haverá "em breve" uma nova subida dos juros, também sublinharam que nada prevê um endurecimento mais agressivo da política monetária, o que significa que se mantém o objectivo de subir os juros três vezes este ano; e não quatro, como muitos antecipavam.

    Dados Macroeconómicos:  

     06h00: Leading Index (Março)

     06h00: Coincident Index (Março)

     07h00: Exportações e Importações (1º trimestre)

     07h00: PIB (1º trimestre)

     07h00: Confiança dos Consumidores (Junho)

     07h45: Confiança dos Consumidores (Maio)

     07h45: Índice Confiança Industrial (Maio)

     09h30: Vendas a Retalho (Abril)

     13h30: Pedidos Subsídio de Desemprego

     15h00: Vendas de Casas Usadas (Abril)


    Eventos:

     Assembleias Gerais: Glintt (10h00), Semapa (16h00)

     Reunião do Eurogrupo, em Bruxelas

     02h30: Discurso de Sakurai, membro do Banco do Japão

     12h30: Minutas da reunião do Banco Central Europeu

     18h00: Discurso de Carney, membro do Banco de Inglaterra


    Resultados:

     United Utilities Group, Tate & Lyle

     Hormel Foods (AA), McKesson (AA), Best Buy (11h00), Medtronic (11h45), Ross Stores (21h01), Autodesk (21h01), Gap (21h15), DXC Technology (21h15)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:  

      Alterações ao Código Laboral ameaçam empresas

      Altice garante ter capacidade financeira para comprar a TVI

     Bruxelas pede corte adicional de 400 milhões ao défice

     Governo promete novidades nas reformas antecipadas

     UBS antecipa ganhos de 10% este ano

     Câmaras municipais abateram quase 12 mil cães e gatos num ano

     Proprietários abrem guerra à suspesão de despejos

     PSD muda estatutos para expulsar militantes condenados por corrupção

     Combustíveis dão nove milhões por dia ao Estado

  • Estados Unidos de América
    Bolsas norte-americanas em leve queda com sector do retalho em foco
    Fonte: Banco Invest
    us230518
    • Tiffany (TIF): A retalhista de jóias apresentou um lucro líquido por acção de $1,14 superando largamente as expectativas dos analistas de $0,83 por acção. As receitas subiram 15% para $1 mil mn acima dos $959,4 mn previstos.

    • Lowe's (LOW): A retalhista de bricolagem não alcançou as previsões dos analistas para as vendas trimestrais porque o clima frio em alguns estados norte-americanos levou a um início mais lento do que o esperado. As vendas comparáveis subiram 0,6% no primeiro trimestre aquém dos 2,2% previstos. O lucro líquido por acção foi de $1,19 abaixo dos $1,22 previstos pelos analistas. As receitas foram $17,36 mil mn aquém dos $17,48 mil mn esperados.

    • Intuit (INTU): A empresa apresentou um lucro líquido por acção de $4,82 acima dos $4,67 previstos. As receitas foram $2,93 mil mn acima dos $2,86 mil mn esperados pelos analistas.

    • Comcast (CMCSA)/Disney (DIS)/Twenty-First Century Fox (FOXA): A Comcast confirmou hoje que está numa fase avançada de preparação de uma oferta para os negócios que a Twenty-First Century Fox acordou vender à Walt Disney. A operadora de TV por cabo também disse que qualquer oferta pelos activos da Fox será totalmente em dinheiro e com um prémio sobre o valor da actual oferta em acções da Disney.

    • Telsa (TSLA ): A fabricante de automóveis reduziu o preço do seu Modelo X na China em até $14.000 depois da China ter anunciado cortes significativos nas tarifas de automóveis importados e peças de automóveis.

    • Apple (AAPL): Um dos principais fornecedores da Apple, a TSMC, já inciou a produção dos novos processadores A12 que serão usados nos novos iPhones.

    • Target (TGT): A retalhista divulgou um lucro $1,32 no 1º trimestre abaixo dos $1,39 esperados pelos analistas devido aos investimentos contínuos na sua cadeia de fornecimento e nas operações on-line mesmo com as vendas a subirem. A redução dos preços da Target e os investimentos pesados para afastar a competição da Amazon.com e de rivais com lojas físicas têm continuado a prejudicar a sua rendibilidade. A margem de lucro operacional da empresa enfraqueceu para 6,2% de 7,1% no mesmo período do ano passado.

    • Hewlett Packard Enterprise (HPE): A empresa apresentou um lucro líquido por acção de $0,34 acima dos $0,31 previstos. As receitas trimestrais foram $7,74 mil mn superando as previsões dos analistas de $7,40 mil mn. A empresa projecta que os lucros por acção anuais variem entre os $1,40 – $1,50 (vs. $1,41 esperados pelo mercado). 
  • Itália
    Risco político leva CDS a máximos de um ano
    Fonte: Bloomberg
    italia
    O custo de assegurar a exposição à dívida soberana italiana subiu para novos máximos em quase um ano face a crescentes preocupações com os riscos políticos em Itália. Os credit default swaps (CDS) a 5 anos da Itália atingiram 150 pontos-base hoje.

    O Presidente da República vai reunir-se com Giuseppe Conte hoje às 16h30 de Lisboa, numa altura em que cresce a pressão para o chefe de Estado tomar uma decisão quanto ao nome proposto para o cargo de primeiro-ministro.

    No entanto, não há qualquer garantia de que Mattarella vá dar mandato a Conte para se tornar no próximo líder do Executivo italiano, ainda que a Liga tenha indicado que espera "luz verde" do chefe de Estado, depois de mais de 11 semanas de negociações entre os partidos.  
  • Zona Euro
    "Eurogloom?" - Economia abranda mais uma vez
    Fonte: Bloomberg
    pmi

    O crescimento económico da Zona Euro desacelerou muito mais do que o esperado este mês. O índice de gestores de compras (PMI) da IHS Markit, afundou em Maio para mínimos de 18 meses em 54,1, de 55,1 em Abril, abaixo do esperado pelos economistas de 55,1.

    Ainda que a expansão permaneça relativamente forte, o crescimento desacelerou nas duas maiores economias do bloco, Alemanha e França. 
  • Portugal
    Índice PSI-20 em queda penalizado pela Galp
    Fonte: Banco Invest
    psi20

    • Redes Energéticas Nacionais (RENE PL)/ NOS (NOS PL): As acções da REN e NOS negoceiam sem direito ao dividendo de €0,171 e €0,30 por acção respectivamente.

    • Energias de Portugal (EDP PL): A EDP anunciou hoje que mandatou a StormHarbour para actuar como Sole Arranger e Joint Lead manager e o Banco Santander Totta  como Joint Lead Manager, da "transacção Volta VI, uma operação de titularização de créditos detidos pela EDP Serviço Universal". Esta titularização diz respeito "ao diferimento, pelo período de 5 anos, da recuperação do sobrecusto de 2018 (incluindo ajustamentos de 2016 e 2017) com a aquisição de energia aos produtores em regime especial".

    • Pharol (PHR PL): A Adar Capital, que detém mais de 10% do capital social da Pharol, disse que investiu na Pharol para ter uma exposição à restruturação da Oi. O fundo de investimento
    não tem actualmente outra exposição à Oi, sem ser por via da Pharol.

    • Sonae SGPS (SON PL): A Sonae anunciou que o portefólio potencialmente sujeito à entrada em bolsa inclui o retalho alimentar, com a Sonae MC, e a propriedade imobiliária, com a Sonae RP. Um portefólio que, segundo estimativas do Haitong, terá um valor de mercado de €1,8 mil mn. Uma capitalização bolsista que, a confirmar-se, significará a nona maior empresa da bolsa de Lisboa. A operação de colocação da empresa de retalho do grupo estará reservada para os investidores institucionais. 

    • Ibersol (IBS PL): A Ibersol inaugura hoje uma unidade de produção alimentar da Ibergourmet, em Vila do Conde, numa cerimónia em que serão assinados com o Estado dois contratos de concessão de benefícios a empresas do grupo relativos a um investimento agregado de €42,5 mn e a criação de 926 postos de trabalho. O maior investimento, estimado em €32 mn, será realizado pela sua subsidiária Iberking na abertura de 26 restaurantes da insígnia Burger King, prevendo a criação de 676 postos de trabalho. 

    • Sonae Capital (SONC PL): A empresa anunciou que teve um prejuízo de €7,47 mn no primeiro trimestre de 2018, contra o prejuízo de €5,05 mn no período homólogo, "sendo a maior parte deste desvio motivado pela operação de fecho da RACE Brasil". Os analistas esperavam um prejuizo idêntico ao do período homólogo. O volume de negócios subiu 32,4% para €42,32 mn, nos primeiros três meses deste ano, e o total de proveitos operacionais aumentou 31,7% para €42,94 mn. O EBITDA ascendeu a €2,08 mn versus €0,38 mn no período homólogo.

    • Galp Energia (GALP PL): O JP Morgan aumentou o preço-alvo das acções da petrolífera de €17 para €18.
  • Abertura de Mercados
    Mercados no vermelho aguardando minutas da reunião da Fed
    Fonte: Banco Invest
    230518
    Os mercados europeus abriram em queda no dia que a Reserva Federal dos Estados Unidos publica as minutas da última reunião de política monetária, realizada a 1 e 2 de Maio. Neste encontro, o banco central decidiu manter a taxa de referência entre 1,5% e 1,75%. 

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 0,74% penalizado pela apreciação do iene. As praças chinesas também encerraram em queda com os investidores novamente receosos com às relações entre a China e os EUA. 

    As principais bolsas norte-americanas encerraram em queda com os sectores da energia e industrial a pesarem. A retalhista Kohl’s também afundou perto de 7%, pesando nas restantes retalhistas, após projectar um crescimento mais lento na segunda metade do ano. O presidente dos EUA, Donald Trump veio dizer ontem que não está “satisfeito” com o desenvolvimento das negociações com a China e que Donald Trump veio afirmar que a cimeira com a Coreia do Norte prevista para o mês de Junho não pode ocorrer.
     

    Dados Macroeconómicos:

     01h30: PMI Indústria (Maio)

     09h00: Índice PMI (Maio)

     09h30: Inflação (Abril)

     14h45: Índice PMI (Maio)

     15h00: Vendas de Casas Novas (Abril)

     15h00: Confiança dos Consumidores (Maio)

     15h30: Reservas Semanais de Energia


    Eventos:

     NOS e REN negoceiam sem direito ao dividendo de €0,30 e €0,171 por acção respectivamente

     15h00: Debate quinzenal com o Primeiro Ministro

     16h00: Assembleia Geral da Navigator

     19h00: Minutas da reunião da Reserva Federal


    Resultados:

     Apresentação resultados: Marks & Spencer Group, Babcock International Group

     Apresentação resultados: Tiffany & Co (AA), Lowe's Cos (AA), Target (11h30), Ralph Lauren (13h00), NetApp (DF)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Protecção de dados: Só 8 pct das PME estão preparadas para as novas regras

     Entrada da Sonae Retalho em bolsa reservada a institucionais

     MEO deixa Plural fora dos remédios para comprar TVI

     Nacala Holdings compra construtora Ramos Catarino

     Merkel vem a Portugal discutir futuro da Europa

     Entrevista a António Mota, presidente da Mota- Engil: "Mercado português vai ser invadido pela construção espanhola"

     Zuckerberg foi a Bruxelas pedir desculpa e pouco mais

      Lei das rendas: Proposta do PS suspende despejos já em curso

     Porto, Coimbra e Lisboa vão ter megatribunais

     Facebook: Zuckerberg pede de novo perdão, agora na Europa

  • Estados Unidos de América
    Bolsas norte-americanas em leve alta com sector automóvel em destaque
    Fonte: Banco Invest
    eua
    • Micron Technologies (MU): A empresa anunciou um programa de recompra de acções no montante de $10 mil mn que representa 16% da sua capitalização bolsista.

    • Advance Auto Parts (AAP): Lucros acima do esperado, no entanto as receitas e vendas foram aquém do previsto.

    - EPS: $2,10 vs. $1,97 Est.
    - Receitas: $2,87 mil mn vs. $2,91 mil mn Est
    - Vendas comparáveis: -0,8% vs. +0,3%

    • Sector Automóvel (GM/F/FCAU/RACE): As acções do sector automóvel estão animadas depois da China ter anunciado um corte de 25% para 15% na tarifa sobre a importação de automóveis e peças de automóveis, que entrará em vigor já a 1 de Julho.

    • Adobe Systems (ADBE): A empresa vai comprar a Magento Commerce por $1,68 mil mn.

    • AutoZone (AZO): Lucros superam expectativas mas receitas abaixo do previsto

    - EPS: $13,42 vs. $12,94 Est.
    - Receitas: $2,66 mil mn vs. $2,71 mil mn Est
    - Vendas comparáveis: +0,6% vs. +2,4%

    • J.C. Penney (JCP): O CEO da empresa, Marvin Ellison, demitiu-se da empresa e vai para a Lowe's.

    • Kohl's (KSS): A cadeia de lojas norte-americana supera estimativas de lucro. A Kohl's espera agora lucros ajustados de entre $5,05 e $5,50 por acção para o ano fiscal de 2019, face a uma previsão anterior de resultados entre $4,95 e $5,45 por acção.

    - EPS: $0,64 vs. $0,50 Est.
    - Receitas: $3,95 mil mn vs. $3,96 mil mn Est
    - Vendas comparáveis: +3,6% vs. 2,7%

    • Toll Brothers (TOL): Resultados desiludem

    - EPS: $0,72 vs. $0,76 Est.
    - Receitas: $1,60 mil mn vs. $1,58 mil mn Est
  • Espanha
    Será que as "culpadas" do fraco desempenho do IBEX 35 são uma boa aposta?
    Fonte: UBS
    spain
    Existe algo paradoxal na Espanha... O país é mais forte do que os seus pares europeus em termos macroeconómicos, no entanto, o índice Ibex 35 tem registado um desempenho inferior ao do índice EuroStoxx nos últimos três anos.
      
    Segundo os analistas do UBS, as "culpadas" são as seguintes cotadas: Santander, Inditex, BBVA, Iberdrola e Telefonica.

    Estas acções representam 51% do peso total do índice. Se excluirmos estas acções, o índice espanhol teria superado o mercado.

    Deixando de lado a Iberdrola, que tem o melhor desempenho dos 5 mega-caps, os analistas do UBS acreditam que as perspectivas para as outras quatro empresas são realmente promissoras.
  • Sector Telecom
    Regulador francês aberto a fusões
    Fonte: ARCEP
    TELECOM
    Num entrevista ao jornal francês "Le Monde", Sébastien Soriano, presidente da Autoridade Reguladora de Comunicações (ARCEP) fez uma avaliação positiva dos investimentos da Orange, SFR, Free e Bouygues Telecom, que atingiram €9,6 mil mn em 2017.

    Ele acredita que, a partir de agora, os operadores estão a cumprir a sua missão e está aberto a um projecto de fusão por parte deles.

    As acções do sector de telecomunicações francês estão com fortes valorizações: Iliad (+4,36%), Bouygues (+2,75%) e Orange (2,62%).
  • Sector Automóvel
    Redução imposto de importação pela China
    Fonte: Bloomberg
    cars

    A China vai reduzir as tarifas de veículos para 15%, de 20% ou 25% actualmente, enquanto as tarifas de importação de peças para automóveis serão reduzidas para 6% a partir do dia 1 de Julho.

    As acções da BMW sobem 1,47%, as da Daimler ganham 0,92% e a Volkswagen valoriza 0,89%.
  • Abertura de Mercados
    Mercados em alta com governo italiano que promete cumprir regras europeias
    Fonte: Banco Invest
    220518
    Os mercados europeus abriram em alta com a situação política em Itália mas calma depois de Di Maio e Salvini terem indicado o nome de Giuseppe Conte como primeiro-ministro de um "governo político" que vai pôr "Itália a crescer". Salvini garante que Bruxelas não tem razões para apreensão porque Roma vai cumprir as regras europeias.

    Hoje o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg testemunha perante o Parlamento Europeu sobre o caso que envolveu o uso indevido de informação dos seus utilizadores por parte da consultora política britânica Cambridge Analytica.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 0,03% e as praças chinesas encerraram positivas. A liquidez foi relativamente fraca devido a feriados na Coreia do Sul e em Hong Kong.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no verde com a suspensão da imposição de tarifas aduaneiras acrescidas entre EUA e China até alcançar um acordo que reequilibre as relações comerciais entre ambos.

    O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, ameaçou ontem impor "as sanções mais fortes da história" contra o Irão se a liderança do país não mudar o rumo das suas políticas externa e doméstica.

    O presidente da Federal Reserve de Atlanta, Raphael Bostic, afirmou ontem que a economia dos Estados Unidos está próxima de atingir as metas de emprego e inflação do banco central norte-americano, com crescimento de cerca de 2,5% esperado para este ano. 
        
    Dados Macroeconómicos:

     08h00: Balança Comercial (Março)

     09h30: Dívida Líquida Sector Público (Abril)

     15h00: Richmond Fed Index (Maio)


    Eventos:

     Último dia que as acções da NOS e REN negoceiam com direito ao dividendo

     08h15: Discurso de Carney e Vlieghe, membros do Banco de Inglaterra


    Resultados:

     Sonae Capital (DF)

     NEX Group

     Advance Auto Parts (AA), AutoZone (AA), Kohl's (14h00), Intuit (DF), Hewlett Packard Enterprise (DF)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Inspecção de Finanças vai controlar descentralização

     Emissão do Sporting aguarda envio de informação

     Adar entra na Pharol com olhos postos na Oi

     Conheça a Ester, a taxa que vai substituir a Euribor

     Banca mais agressiva a vender crédito para fugir a novas regras

     Entrevista a Francisco Assis, deputado europeu do Partido Socialista: "Geringonça é como os iogurtes: tem prazo de validade"

     Trabalho: Subida de salários da contratação colectiva é a maior em oito anos

     Saída de enfermeiros obriga Santa Maria a fechar camas e sector de cirurgia

     Mais de 70 mil doentes sem vaga nos cuidados paliativos

  • Estados Unidos de América
    Índice Dow Jones novamente acima dos 25.000 pontos
    Fonte: Banco Invest
    US2105
    O índice Dow Jones já negoceia acima dos 25.000 pontos pela primeira vez desde 16 de Março. Os restantes índices norte-americanos também abriram em forte alta com os investidores optimistas em relação à suspensão da guerra comercial entre EUA e China.

    Estes são os principais destaques:

    • Micron (MU): O fabricante de semicondutores espera um lucro líquido ajustado de $3,14 acima dos $2,85 esperados pelos analistas. A empresa tinha projectado um lucro líquido de $2,83.

    • General Electric (GE): A empresa está próxima de vender o seu negócio de caminhos de ferro à empresa de fabrico de comboios, Wabtec. O negócio é avaliado em cerca de $11,1 mil mn. A GE vai receber $2,9 mil mn em cash e os investidores ficam com 50,1% de participação na entidade que resulta da combinação de negócios

    • Tesla (TSLA): Elon Musk anunciou uma nova versão do Model 3, desenhado especificamente para o desempenho. Este modelo vai custar $78 mil e irá permitir rivalizar com o M3 da BMW. Berenberg aponta para um preço-alvo de $500 para as acções da Tesla. 

    • Fifth Third Bancorp (FITB): O banco chegou a acordo para a aquisição da MB Financial por $4,7 mil mn. Os accionistas da MB vão receber 1,45 acções da Fifth Third e $5,54 em cash por cada título detido.

ACESSO INVEST ONLINE

DOCUMENTO PARA VALIDAÇÃO

POSIÇÕES DO NÚMERO DO DOCUMENTO

 
 
Este site utiliza cookies para funcionar correctamente. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. SABER MAIS Concordo