Invest Blog

Invest Focus

Acompanhe os destaques e principais tendências do dia que influenciam as bolsas em todo o mundo

  • Macy's elevou as projecções de resultados antes da época festiva
    Fonte: Howmuch.net
    RETAIL

    A Macy's apresentou um resultado ajustado de $0,27 por acção no 3º trimestre acima dos $0,14 por acção esperados pelos analistas.

    As vendas líquidas ascenderam aos $5,40 mil mn ligeiramente aquém dos $5,41 mil mn previstos. A margem bruta atingiu 40,3% acima dos 39,9% estimados.

    A Macy's elevou as projecções de resultados anuais, prevendo agora um EPS ajustado entre $4,10 e $4,30 superando os $4,03 aguardados pelos analistas. As vendas comparáveis devem crescer 2,3% a 2,5% no conjunto do ano.
  • Investidores têm sido os maiores beneficiários do plano fiscal de Trump
    Fonte: Financial Times
    buybacks

    As cinco tecnológicas norte-americanas com maior liquidez aproveitaram as reformas fiscais do presidente Trump, para investir mais de $115 mil mn nos primeiros três trimestres na recompra das suas próprias acções.

    As recompras de acções este ano pela Apple, Alphabet, Cisco, Microsoft e Oracle, são quase o dobro do que as empresas gastaram em todo o ano passado, fazendo com que os investidores sejam os maiores beneficiários de um plano que foi anunciado como um estímulo para os empregos nos EUA.
  • Já há acordo para o Brexit, será que May vai conseguir aprová-lo?
    Fonte: Bloomberg
    brexit2
    brexit

    Theresa May, a primeira-ministra britânica convocou um Conselho de Ministros extraordinário pelas 14h00 hoje, para considerar o esboço do acordo de Brexit que fechou com a União Europeia ontem.

    O acordo define que o Reino Unido como um todo permanecerá na união aduaneira e de comércio da União Europeia indefinidamente, se não for encontrada uma solução alternativa durante o período de transição, de forma a evitar uma fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte.

    Esta concessão por parte do Reino Unido representa uma quebra das promessas de Theresa May e não será bem aceite pelos membros do partido Conservador pró-Brexit que defendem uma maior separação das políticas comerciais do Reino Unido e União Europeia.
  • Mercados europeus negativos com Itália a desafiar Europa
    Fonte: Banco Invest
    141118

    Os mercados europeus abriram em terreno negativo, após o governo italiano ter mantido o esboço de Orçamento, com a meta de 2,4% para o défice em 2019, bem acima dos 0,8% inscritos no Programa de Estabilidade acordado entre Bruxelas e o anterior governo italiano. A Comissão agora poderá abrir um procedimento por défices excessivos contra Itália.

    Ontem foi anunciado que o Reino Unido e a União Europeia já terão chegado a um rascunho de acordo final sobre o Brexit. Entretanto, a primeira-ministra britânica, Theresa May, convocou um Conselho de ministros para hoje às 14h00.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 0,16% e as praças chinesas negociavam em queda. Na China foram divulgados vários dados económicos hoje: a produção industrial foi acima do esperado, no entanto as vendas a retalho foram aquém das previsões.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no vermelho com os preços do petróleo a caírem mais de 7% negociando em "bear market" com receios sobre o enfraquecimento da procura mundial e do excesso de oferta. O sector tecnológico esteve animado mas as perdas das energéticas não ajudaram a manter os índices positivos.

    Dados Macroeconómicos:

     02h00: Vendas a Retalho (Out)

     02h00: Produção Industrial (Out)

     04h30: Utilização de Capacidade Instalada (Set)

     04h30: Produção Industrial (Set)

     07h00: PIB (3º tri)

     07h45: Inflação (Out)

     08h00: Inflação (Out)

     09h30: Inflação (Out)

     09h30: Contas Nacionais (3º tri)

     10h00: Produção Industrial (Out)

     10h00: PIB (3º tri)

     11h00: Índice de Custo do Trabalho (3º tri)

     13h30: Inflação (Out)


    Eventos:

     10h30: IGCP leiloa até €1.250 mn de obrigações a 5 e 10 anos

     Discursos de vários membros da Fed: Quarles (15h00) e Powell (23h00)


    Resultados:

     Sonae SGPS (DF)

     Resultados Empresariais: Merck (06h00), AP Moller-Maersk (07h00), RWE (06h00), Ageas (06h30), E.ON (06h30), Wirecard (06h30), Deutsche Wohnen, ACS Actividades de Construccion (DF)

     Resultados Empresariais: Macy's (AA), NetApp (DF), Cisco Systems (DF), Charles Schwab


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Quem arrendar quartos perde desconto no IMT. Fisco obriga a devolver benefício se existir arrendamento nos primeiros seis anos após a compra

     Pensões arriscam aumento inferior ao previsto

     Uber e rivais não prevêem subir preços devido a taxas

     Crédito da casa com maior ciclo de quedas desde 2011

     Novo Banco quer intervir na venda da Comporta

     Reino Unido e UE chegam a acordo sobre o "Brexit"

     Tensão no Porto de Setúbal trava exportações da Autoeuropa

     Trump provoca França com a derrota frente à Alemanha nazi

     Crédito ao consumo: Há 14 anos que os bancos não emprestavam tanto

     Imposto duplica para quem arrenda casas e quartos

     Finanças cativam 13 milhões de euros nas contas do INEM

     PGR confirma: MP pediu mais seis meses para investigar ataques em Alcochete

     Concertação social: Patrões recusam salário mínimo acima de 600 euros

     Guerra entre accionistas da Inapa por causa de uma operação financeira que vai dar um reforço de posição aos bancos CGD e BCP e a compra da distribuidora alemã pode ficar em causa

     Estado gasta em 2019 menos 175 ME/mês com salários do que antes da troika

     Finanças cortam 11% na verba para descongelar carreiras em 2019

  • Alocação no sector tecnológico em mínimos desde Fevereiro 2009
    Fonte: BofA Merrill Lynch
    tech

    - 44% dos inquiridos esperam uma desaceleração da economia global no próximo ano, o pior "outlook" desde Novembro 2008;

    - 54% esperam uma desaceleração da economia chinesa, o valor mais elevado em dois anos;

    - Alocação no sector tecnológico caiu para 18%, mínimos desde Fevereiro 2009;

    - Gestores de fundos continuam a preferir os Estados Unidos e esperam mais uma subida de 12%;

    bofml

    - O investimento nos títulos do acrónimo FAANG+BAT continua a ser uma das estratégias mais populares entre os investidores institucionais pelo décimo mês consecutivo;

    faangs

    Pelo sexto mês consecutivo, a guerra comercial constitui o principal risco.

    tail risk
  • Balanço do Banco do Japão é agora maior que o PIB do país
    Fonte: Thomson Reuters
    jp

    O Banco do Japão tornou-se o primeiro banco central entre os países do G7 a ter activos que valem mais do que a economia do país, após uma década de compras de activos destinados a acelerar o fraco crescimento dos preços.

    Os 553,6 biliões de ienes de activos do Banco do Japão valem mais do que cinco vezes a empresa mais valiosa do mundo, a Apple e 25 vezes a capitalização de mercado da empresa mais valiosa do Japão, a Toyota Motor.

    O Produto Interno Bruto do Japão ascende aos 552,82 biliões de ienes entre Julho e Setembro de 2018.
  • Mercados europeus positivos com optimismo em torno da guerra comercial
    Fonte: Banco Invest
    131118

    Os mercados europeus abriram positivos com os investidores mais optimistas em relação à guerra tarifária entre a China e EUA, depois de informações de que o principal negociador da China Liu He, está a preparar-se para visitar os Estados Unidos, antes da reunião que estava prevista entre os líderes dos dois países na Cimeira G-20 que decorre no final do mês.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 2,06% e as praças chinesas negociavam positivas animadas com notícias acerca das possíveis conversações entre EUA e China. 

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no vermelho com as acções da Apple, General Electric e Goldman Sachs a pressionarem os índices. Os títulos da Apple recuaram perto de 5%, depois de vários fornecedores da empresa da “marca da maçã” terem sinalizado quebras de encomendas. A Goldman Sachs foi penalizada depois do ministro das Finanças da Malásia, Lim Guan Eng, ter dito que o país estava a procurar receber de volta todas as taxas na ordem de milhares de milhões de dólares pagas ao banco pelos acordos conseguidos para o problemático fundo estatal do país.
     
    Dados Macroeconómicos:

     07h00: Inflação (Out)

     07h45: Emprego e Salários (3º tri)

     10h00: Índice ZEW da confiança dos investidores (Nov)

     11h00: Sentimento Empresarial nas PME's (Out)

     11h00: Índice de Preços no Consumidor (Out)

     23h50: PIB (3º tri)


    Eventos:

      Data limite para que Itália envie a proposta de Orçamento 2019 à Comissão Europeia

     Relatório sobre petróleo da OPEP

     Banco de Portugal divulga empréstimos a particulares e sociedades não financeiras (Set)

     Discursos de vários membros do BCE: Praet (08h00), Lautenschlaeger (08h45) e Guindos (19h00)

     Discursos de vários membros da FED: Kashkari (15h00), Brainard (15h00) e Harker (19h20)


    Resultados:

     Innogy (06h00), Tecnicas Reunidas (08h00), Bayer, Experian, Uniper, Vodafone Group

     Home Depot (14h00), Tyson Foods (AA)


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Contas dos hospitais pioraram de forma dramática

     Governo admite alargar fim do corte nas pensões à CGA e desempregados

     Banca: "Não podemos querer bancos competitivos sem comissões"- Luís Duarte da Accenture

     Refinaria de açúcar DAI vai a leilão por 13,3 milhões

     PSD, CDS e BE chumbam taxa de protecção civil na Assembleia da República

     Rui Rio apela a "reforma profunda no regime"

     Função pública: 17 milhões para subir o salário mínimo. Reuniões arrancam hoje

     Novos pilotos da TAP vão ter formação no Reino Unido

     Número de trabalhadores com salário líquido inferior a 600 euros caiu 12,9%

     EMEL vai usar blockchain para atribuir dístico de forma automática

     PSA Mangualde inicia produção em pleno de comerciais da Peugeot e Citroën

  • Acções da Apple e GE arrastam bolsas norte-americanas
    Fonte: Finviz
    us

    As acções da Apple caem mais de 4% depois de dois dos seus fornecedores de componentes Lumentum Holdings e Japan Display terem cortado as perspectivas para os respectivos resultados, o que indicia menor volume de vendas nos iPhone. 

    As principais tabaqueiras norte-americanas também estão em queda depois de ter sido noticiado que regulador da saúde nos Estados Unidos contempla a possibilidade de proibir a venda de cigarros de mentol. 

    As acções da General Electric também negoceia, abaixo de $8 pela primeira vez desde Março 2009 depois do CEO da empresa, Larry Culp ter dito que vai utilizar as vendas de activos para reduzir a alavancagem da empresa mas os investidores não ficaram convencidos com o seu discurso.
  • Posições longas em dólares atingem nível mais elevado em 3 anos
    Fonte: CME
    usd

    As posições longas em dólares totalizaram $30,4 mil mn na semana terminada a 9 de Novembro, o valor mais elevado em 3 anos. 

    Estas posições são apoiadas pela Reserva Federal, que na semana passada reafirmou o seu plano de subir as taxas de juro, já no próximo mês e prevê mais dois aumentos até meados de 2019.

    Também houve um aumento de posições curtas em euros no valor de $2 mil mn.

    As posições a descoberto mais relevantes permanecem no iene com um valor de $9,8 mil mn.

    usdshorts
  • Recupera com ameaça de corte produção pela Arábia Saudita
    Fonte: Bloomberg
    petroleo

    O petróleo sobe mais de 1% hoje, o maior aumento num mês, depois da Arábia Saudita ter informado que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e os seus parceiros acreditam que a procura está a diminuir suficiente para justificar um corte de produção de 1 milhão barris por dia.

     A Arábia Saudita, o maior exportador de petróleo do mundo, disse no Domingo que vai cortar os seus embarques em meio milhão de barris por dia em Dezembro, devido à menor procura sazonal.

    A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e a Agência Internacional de Energia divulgam os seus respectivos relatórios mensais sobre as perspectivas de oferta e procura de petróleo no final desta semana. 
  • Recorde de vendas no Dia dos Solteiros
    Fonte: Alibaba
    baba
    O Dia dos Solteiros rendeu $30,8 mil milhões de dólares ao grupo Alibaba este Domingo, com a empresa a registar vendas de cerca de dez mil milhões dólares durante a primeira hora deste dia de promoções. No ano passado, o grupo Alibaba registou um volume de vendas na ordem dos $24,1 mil mn.

    No entanto, o crescimento anual das vendas foi de 27%, que é a taxa mínima dos últimos dez anos. No ano passado, as vendas tinham crescido 39% face a 2016.

    A Apple foi a marca de telemóveis mais vendida superando as marcas chinesas.

    apple


  • Destaques Empresariais
    Fonte: Banco Invest
    EUR1211
    Estes são os principais destaques:

    • Martifer (MAR PL): A empresa ganhou um contrato para construir dois navios de Expedição Polar, no valor total estimado de €118 mn.

    • Telecom Italia (TIT IM): Luigi Di Maio, líder do Movimento 5 Estrelas, afirmou que queria uma empresa apenas de comunicações em Itália que providenciasse internet e televisão a toda a população do país.

    • AstraZeneca (AZN LN): O medicamento Farxiga atingiu os objectivos primários do estudo com pacientes com problemas de coração.

    • Volkswagen (VOW3 GY): O Conselho de Supervisão da Volkswagen irá votar, no dia 16 de Novembro, se a empresa deve acelerar a transição de produção para carros eléctricos. 

    • Unicredit (UCG IM): O banco italiano sofreu um downgrade para “neutral”, por parte da Intermonte que lhe atribuiu um preço-alvo de €15 por acção.

    • Lanxess (LXS GY): A empresa reportou um EBITDA no 3º trimestre de €277 mn acima dos €270,7 mn esperados pelo mercado. As receitas foram €1,79 mil mn superando os €1,75 mil mn previstos. A Lanxess reiterou que projecta um crescimento no EBITDA ajustado anual entre 5% a 10%.

    • Euronext (ENX FP): O resultado líquido da empresa que gere as bolsas de Paris, Amesterdão, Lisboa e Bruxelas atingiu os €50,5 mn no terceiro trimestre do ano. As receitas totais cresceram 17,2% para €151 mn acima dos €147,6 mn esperados e o EBITDA foi €87,8 mn superando os €81,9 mn previstos.

    • SAP (SAP GY): A empresa alemã irá adquirir a Qualtrics International por $8 mil mn. A Qualtrics International desenvolve software para sondagens a clientes e análise de opiniões dos colaboradores.

    • Infineon Technologies (IFX GY): A empresa alemã apresentou lucros por acção ajustados no 3º trimestre de €0,28 superando as previsões de €0,27. As receitas foram €2,05 mil mn também acima do esperado de €2,02 mil mn. A Infineon projecta um crescimento entre 10% e 12% nas receitas em 2019.

    • SAG Gest (SVA PL): A empresa apresentou um prejuízo líquido no 3º trimestre de €12,4 mn com o EBITDA a atingir os €2,6 mn.
  • Mercados europeus mistos com Euro a negociar em mínimos de 16 meses
    Fonte: Banco Invest
    121118

    Os mercados europeus abriram mistos com a moeda europeia abaixo de $1,13 pela primeira vez desde Junho 2017 devido às expectativas que a Reserva Federal vai continuar a aumentar as taxas de juros nos Estados Unidos e também devido às incertezas em relação ao Brexit.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 0,09% e as praças chinesas negociavam positivas. A Alibaba registou o crescimento anual mais lento em vendas para o evento anual "Singles 'Day" que aumentou ainda mais as incertezas em relação à economia chinesa.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no vermelho depois da Reserva Federal ter sinalizado que irá continuar a aumentar as taxas de juro que está a afastar os investidores de activos mais arriscados. Os sectores tecnológico e energético penalizaram mais as bolsas. Hoje a negociação deverá ser de menor liquidez tendo em conta que é a celebração do Dia dos Veteranos.

    Dados Macroeconómicos:

     06h00: Encomendas de Maquinaria (Out)

     07h30: Sentimento Industrial do Banco de França (Out)

     11h00: Índice de Produção, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Construção e Obras Públicas (Set)

     11h00: Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços (Set)


    Eventos:

     10h00: Discurso de Juncker, presidente da Comissão Europeia

     19h30: Discurso de Daly, membro da Fed


    Resultados:

     Sonaecom (DF)

     Infineon Technologies (06h30), Euronext, Sonaecom


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     BCP absorve gestoras imobiliárias

     Saldo real da Segurança Social pode chegar aos 890 milhões

     Mário Ferreira torna-se o maior cliente da Martifer

     Sporting faz emissão com plano B em cima da mesa

     Regulador analisa obrigação de OPA à EP Brasil

     PSD junta-se a PCP e BE para chumbar decreto dos professores

     Governo estuda venda de 200 toneladas de urânio

     Fórum da Paz: Merkel e Macron unidos contra os nacionalismos com Trump ausente

     Comboios: Governo aperta cerca à CP em 2019

     António Saraiva: “São necessárias medidas que estimulem a recapitalização das empresas”. O presidente da CIP diz que a evolução das exportações é positiva, principalmente num ambiente em mudança. Mas avisa para riscos

     Depois do "sucesso" das trotinetas, a Lime planeia trazer para Lisboa o seu recém-lançado serviço de partilha de carros elétricos, no primeiro semestre do próximo ano

     Google quer trazer mais investimento e empregos para Portugal

  • 12 a 16 Novembro 2018
    Fonte: Banco Invest
    agenda

    Na próxima semana, as atenções estarão viradas para a entrega da proposta de Orçamento da Itália à Comissão Europeia. De Roma não têm vindo indicações de que poderá haver um acordo e o ministro das Finanças italiano até reiterou que a proposta de Orçamento não vai ser alterada. Se até 13 de Novembro Roma mantiver a sua proposta de Orçamento, Bruxelas deverá reagir após a reunião de comissários, que decorre a 21 de Novembro.

    Estes são os principais eventos:

    Segunda-feira, 12 de Novembro 2018

    • 10h00: Discurso de Juncker, presidente da Comissão Europeia 
    • 19h30: Discurso de Daly, membro da Fed
    • Resultados Empresariais Europa: Infineon Technologies (06h30), Euronext, Sonaecom

    Terça-feira, 13 de Novembro 2018

    • Data limite para que Itália envie a proposta de Orçamento 2019 à Comissão Europeia
    • Relatório sobre petróleo da OPEP
    • Inflação Alemanha (07h00) e Portugal (11h00)
    • 10h00; Índice ZEW Confiança Alemanha
    • 15h00: Discursos de Kashkari e Brainard, membros da Fed
    • Resultados Empresariais Europa: Tecnicas Reunidas (08h00), Bayer, Experian, Vodafone
    • Resultados Empresariais EUA: Home Depot (14h00), Tyson Foods

    Quarta-feira, 14 de Novembro 2018

    • Inflação França (07h45), Espanha (08h00), Reino Unido (09h30) e EUA (13h30)
    • 10h00: PIB e Desemprego Zona Euro
    • Discursos de vários membros da Fed: Quarles (15h00) e Powell (23h00)
    • Resultados Empresariais Europa: Merck (06h00), RWE (06h00), E.ON (06h30), Sonae SGPS (DF), ACD, Linde
    • Resultados Empresariais EUA: Macy's (AA), NetApp (DF), Cisco Systems (DF), Charles Schwab

    Quinta-feira, 15 de Novembro 2018

    • Vendas a Retalho Reino Unido (09h30), Zona Euro (10h00) e EUA (13h30)
    • 10h00: Balança Comercial Zona Euro
    • 20h00: Discurso de Kashkari, membro da Fed
    • Resultados Empresariais Europa: NN Group (06h00), Bouygues (06h30), Vivendi (DF), Acciona (DF), Merlin Properties, Henkel, Royal Mail
    • Resultados Empresariais EUA: Walmart (11h0o), Nordstrom (DF), Nvidia (21h20), Applied Materials
     
    Sexta-feira, 16 de Novembro 2018

    • 10h00: Inflação Zona Euro 
    • 10h00: Discurso de Centeno, Ministro das Finanças no Parlamento
    • 14h15: Produção Industrial EUA
    • 16h30: Discurso de Evans, membro da Fed
    • Resultados Empresariais Europa: Glintt
    • Resultados Empresariais EUA: Viacom (13h00)
  • "Underperformer" de Europa
    Fonte: Thomson Reuters
    images

    As acções alemãs tiveram um desempenho muito fraco este ano. Em 12 meses, o índice DAX caiu 13,9% devido à sua forte exposição ao mercado chinês que está a ser penalizado pela guerra comercial e desaceleração económica.

    A Alemanha está entre os países da Europa com mais sectores cíclicos, como o sector automóvel por exemplo, que representam mais de 40% da capitalização bolsista alemã, em comparação com menos de 30% do resto da Europa.

    Os analistas do Deutsche Bank prevêem que o yuan deverá depreciar ainda mais, para além do facto, que as vendas de automóveis na China caíram 12% em Outubro. A sua recomendação é de "underweight" para o índice DAX com uma queda prevista de 3% nos próximos meses.
  • Maior dia de compras do mundo é no Domingo
    Fonte: Bloomberg
    singlesday

    No próximo Domingo, 11 de Novembro, chega o "Singles' Day”,  um dos principais dias de comércio no mundo. 

    O Dia dos Solteiros é um festival de entretenimento comemorado na China para celebrar o orgulho em ser solteiro. A data de 11 de Novembro foi escolhida pelo facto do número 1 representar uma pessoa sozinha. Nesse dia os solteiros oferecem presentes a si próprios, assim como os casais que casaram no dia 11/11.

    No ano passado, as vendas da Alibaba foram $25,4 mil mn e através do seu concorrente, a JD.com, $19,1 mil mn, um total de $44,5 mil mn num só dia. Este volume de vendas é aproximadamente 4 vezes superior o valor dos melhores dias de vendas nos EUA (Black Friday e Cyber Monday). 

    O volume de vendas este ano será um número a observar para determinar a solidez do consumo privado na segunda maior economia mundial e principal consumidora de bens de luxo.
  • Economia cresceu 0,6% no 3º trimestre atingindo máximos de 2 anos
    Fonte: ONS
    gdp

    O Produto Interno Bruto do Reino Unido cresceu 0,6% nos três meses até Setembro em relação ao trimestre anterior, igualando o esperado pelos economistas. Na comparação com o ano anterior, a economia teve expansão de 1,5% igual ao previsto.

    O comércio contribuiu com força para o crescimento no terceiro trimestre. No entanto, o investimento empresarial contraiu inesperadamente no ritmo mais forte desde o início de 2016, ampliando os sinais de aumento da cautela entre as empresas antes do Brexit em Março do próximo ano.
  • "Hawkish" Fed limita ganhos das bolsas
    Fonte: Banco Invest
    EUR0911

    Estes são os principais destaques:

    • Wirecard (WDI GY): A empresa alemã de consumer finance recebeu um upgrade para “overweight”, com um preço-alvo de €220 por acção da Morgan Stanley.

    • Millennium bcp (BCP PL): O lucro lucro líquido consolidado do BCP teve um aumento homólogo de 93,1% para €257,5 mn nos nove meses de 2018, com uma expressiva melhoria da operação doméstica e uma clara redução de exposições não-performantes. O produto bancário core cresceu 3%, face ao período homólogo, para €1.562,9 mn. O rácio common equity Tier1 (CET1) fully implemented fixou-se nos 11,8%.

    • NOS (NOS PL): O grupo de comunicações e entretenimento português apresentou um resultado líquido no 3.º trimestre de €44 mn superando os €38 mn previstos pelos analistas. As receitas ascenderam €395 mn vs €394 mn esperados. O EBITDA foi de €156,2 mn também superando os €154,8 mn estimados.

    • Allianz (ALV GY): A seguradora alemã reportou lucros trimestrais €1,94 mil m superando as previsões de €1,88 mil mn. A Allianz reafirmou os objectivos deste ano.

    • Redes Energéticas Nacionais (RENE PL): O lucro líquido consolidado no primeiros 9 meses teve um crescimento homólogo de 2,3% para €90,9 mn, impulsionado pelo sólido desempenho financeiro, que beneficiou de um menor custo médio da dívida. O EBITDA subiu 3,8% para os €378,4 mn, "que beneficiou com a consolidação da Portgás (...) com a venda do negócio de GPL à Energyco II". 

    • Air France-KLM (AF FP): A companhia aérea franco-holandesa registou um aumento de 4,7% no tráfego de passageiros durante Outubro. O load factor, que compara o número de passageiros com os lugares existentes, subiu para 87,5%.

    • Energias de Portugal (EDP PL): A empresa reportou uma queda homóloga de 74% para €297 mn nos nove meses de 2018. A penalizar a comparação homóloga do resultado está o facto de, em Março de 2017, a EDP ter vendido a Naturgas em Espanha e ter encaixado então uma mais-valia 'one off' de €558 mn, bem como uma provisão extraordinária este ano de €285 mn devido ao Governo lhe ter tirado esta suposta sobre-compensação relativa aos CMEC-custos de manutenção do equilíbrio contratual".

    • Sonae Capital (SONC PL): A empresa apresentou um prejuízo consolidado de €6,31 mn nos nove meses de 2018, face ao prejuízo de €0,5 mn no período homólogo impactado, principalmente "pelo maior nível de Amortizações, em função, sobretudo, das aquisições ocorridas no segmento de Energia e Fitness (+€4,2 mn); por €0,77 mn de custos não recorrentes com a restruturação de pessoal e uma imparidade relativa a um negócio realizado através da RACE Brasil". O volume de negócios consolidado subiu 15,4% para €150,7 mn, beneficiando "do desempenho das Unidades de Negócio, que mais do que compensaram a redução de 4,3% registada na Unidade de Activos Imobiliários".

    • Telecom Italia (TIT IM): A empresa italiana apresentou um EBITDA trimestral de €2,11 mil mn acima dos €2,10 mil mn esperados pelos analistas. As receitas foram €4,71 mil mn vs€4,70 mil mn estimados. A empresa confirmou imparidades de €2 mil mn nos seus activos e não reafirmou o objectivo de dívida líquida sobre EBITDA antes de custos de espectro de 2,7x.

    • Thyssenkrupp (TYK GY): A empresa alemã cortou a sua perspectiva de lucro pela segunda vez este ano. O EBIT ajustado para 2018 passou de €1,8 mil mn para €1,6 mil mn.
  • Mercados europeus negativos aguardando reunião entre Centeno e Ministro italiano
    Fonte: Banco Invest
    091118

    Os mercados europeus abriram negativos aguardando a reunião entre o Presidente do Eurogrupo Mário Centeno e o Ministro das Finanças italiano Giovanni Tria, após a Comissão Europeia ter publicado previsões económicas que divergem das previstas pelo governo italiano.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 1,05% e as praças chinesas negociavam em queda depois da inflação chinesa ter mantido o crescimento em 2,5% anualizado em Outubro.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram negativas, excepto o índice Dow Jones que fechou em leve alta, após a Reserva Federal ter mantido as taxas de juro no actual nível, no entanto sinalizou uma subida para o próximo mês de Dezembro. Segundo o CME, a probabilidade da Fed elevar os juros em mais 25 pontos-base em Dezembro é de 75% e prevê-se mais dois aumentos em Março e Junho de 2019.

    Dados Macroeconómicos:

     01h30: Inflação (Out)

     07h45: Produção Industrial (Set)

     09h30: Balança Comercial (Set)

     09h30: Produção Industrial (Set)

     09h30: PIB (3º tri)

     11h00: Balança Comercial (Out)

     13h30: Índice Preços de Produtor (out)

     15h00: Índice Confiança Universidade Michigan (Nov)

     15h00: Stocks dos Grossistas (Set)


    Eventos:

     13h00: Reunião entre o Presidente do Eurogrupo Mário Centeno e o Ministro das Finanças italiano Giovanni Tria em Roma

     CTT "e-commerce day"

     16h30; Discurso de Carney, governador do Banco de Inglaterra

     Discursos de vários membros da Fed: Williams (13h30), Harker (13h30) e Quarles (14h05)


    Resultados:

     Allianz (05h59), Deutsche Lufthansa, Telecom Italia


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Santander vai ter novo CEO

     Pharol exige indemnização de 2.000 milhões à Oi

     BCP promete manter controlo sobre os custos

     Science4you entra na bolsa à boleia do Natal

     Portugal pesou apenas 6% nos lucros da EDP

     Bruxelas não acredita no corte de 800 milhões na despesa do OE

     Balsemão vai criar grupo de Bilderberg à portuguesa

     Energia: EDP culpa regulador e governo por queda de lucro

     Lucro dos bancos triplica nos primeiros nove meses do ano

     Benfica: caso dos e-mails junta seis investigações e é agora um "megaprocesso"

     Juíza Ana Peres instruiu Banco de Portugal a entregar documentação fiscal de Manuel Pinho

     Ministério Público arrasa planos de Medina para antiga Feira Popular

  • China é menos prejudicada do que os EUA num cenário de guerra comercial
    Fonte: BCE
    trade

    No Relatório Económico publicado pelo Banco Central Europeu hoje, calculou-se o impacto estimado de uma escalada nas tensões comerciais.

    Em termos globais, as medidas proteccionistas tomadas até agora terão apenas um efeito marginal sobre a actividade económica, já que os produtos afectados representam apenas uma pequena parcela do comércio mundial. 

    Os Estados Unidos são o país mais prejudicado num cenário de guerra comercial porque a posição líquida de exportações dos EUA deterioraria substancialmente. Por outro lado, na China, o efeito comercial sobre o PIB é inicialmente positivo embora os ganhos diminuam com o tempo. 
  • Comissão Europeia revê em baixa crescimento da Zona Euro
    Fonte: CE
    ce

    A Comissão Europeia revê em baixa o crescimento da economia da Zona Euro para os próximos anos, estimando que suba apenas 2,1% este ano, 1,9% no próximo e 1,7% em 2020, anunciou a instituição nas Previsões Económicas de Outono, publicadas hoje. 

    O aumento da incerteza internacional, as tensões comerciais e preços do petróleo mais elevados são alguns dos riscos que justificam a revisão em baixa.

    Por outro lado, pela primeira vez desde 2007, o investimento deverá aumentar em todos os Estados membros em 2019, incluindo Portugal, que deverá arrancar com projectos, apoiados por fundos estruturais que estavam previstos para 2018.

ACESSO INVEST ONLINE

DOCUMENTO PARA VALIDAÇÃO

POSIÇÕES DO NÚMERO DO DOCUMENTO

 
 
Este site utiliza cookies para funcionar correctamente. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. SABER MAIS Concordo