FIQUE A PARAcompanhe os destaques e principais tendências do dia que influenciam as bolsas em todo o mundo.
Outlook Análise Técnica Research Investimento Educação
24.09.2020 16:31
Análise Técnica
Update: Prata
Prata @ 22.38  A exponencial dos 200 dias continua a ser a nossa zona preferencial para uma entrada, mas é expectável um “pullback” antes desse teste. A divergência positiva no MACD horário, apoia esta ideia que é válida tecnicamente se a prata não fizer novos mínimos de curto prazo. Sugerimos então uma entrada com um “trigger” @ 22.59 e um “stop” @ 21.59. Como objectivo, os 25.59 e desta vez faz sentido apenas 1/16 do risco máximo. Análise Anterior: Prata @ 26.89 Não está posta de parte uma correcção até aos suportes mais atractivos numa óptica de médio prazo, mas a reacção das últimas horas (a inversão em alta do MACD horário, uma divergência positiva e a possibilidade da quebra da exponencial das 21 horas) apoia a próxima ideia. Sugerimos então um “trigger” de compra @ 27.02 com um “stop” @ 26.22 e como objectivo, os 31.02. Mantemos 1/16 do risco máximo. Análise Anterior: Prata @ 26.47  A prata continua a digerir o forte movimento dos últimos meses através de uma lateralização em ligeira baixa – “Bullish”. Continuamos a olhar para os suportes “ideais” para uma entrada, mas também mantemos a possibilidade de elaborar um plano de compra junto à exponencial dos 21 dias, hoje nos 25.87. O MACD horário terá de sair da letargia actual. Análise Anterior: Prata @ 26.83 A Prata atingiu e ultrapassou claramente o nosso grande objectivo para este movimento, estando agora a consolidar no intervalo que definimos como resistência. Nada aponta para o fim desta tendência, mas alguns suportes de referência distam o suficiente do preço para sugerir cautelas na nossa abordagem. Acrescentamos que o sentimento é agora totalmente o inverso de há uns meses, quando defendíamos um “bias” claramente “Bullish” e os objectivos nesta zona. Atenção à divergência no oscilador diário que utilizamos. Como suportes no gráfico diário, os 24.98 e em seguida os 22.16 (em seguida a exponencial dos 200 dias que não deve ser testada sem uma lateralização mais prolongada). Numa óptica de “trading” continuamos apenas a olhar para cima, pelo que estaremos especialmente atentos a sinais de entrada no MACD horário após qualquer correcção no gráfico diário, A nossa preferência vai para a zona da exponencial dos 50 dias, mas não descartaremos um teste com sucesso à dos 21 dias. Análise Anterior: Prata @ 22.64 O “breakout” da última semana reforçou claramente o nosso “bias” na prata, o “rally” desta semana coloca a prata a meio caminho do “target” (26.5) sugerido pela quebra do canal que respeitava desde 2013. É expectável um novo teste ao “breakout” feito, esse teste deverá ser visto como uma oportunidade de entrada. O 1º grande objectivo para este movimento de médio prazo é o intervalo destacado como resistência.     Numa óptica de “trading” só estamos a olhar para cima, pelo que veremos qualquer correcção como uma oportunidade. Defendemos a exponencial dos 13 dias como 1º suporte (hoje nos 20.594) e em seguida a zona do “breakout”, o intervalo 18.5/19.5.       Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
23.09.2020 16:53
Análise Técnica
Update: Nasdaq100
Nasdaq100 @ 11085 Não descartamos a possibilidade de o índice tecnológico ainda visitar uma das duas zonas de venda destacadas a amarelo, mas o preço parece não estar a conseguir sustentar acima da exponencial dos 50 dias e o gráfico horário mostra um “pullback” de curto prazo a terminar. Esta ideia é válida desde que o índice não faça novos máximos. Sugerimos então uma entrada nos níveis actuais (11085) com um “stop” a 11285 e como objectivo, os 9885. Mais uma vez, 1/8 do risco máximo.   Análise Anterior: Nasdaq100 @ 10936.98 (fecho de sexta-feira) O índice tecnológico teve, no último mês, um comportamento do ponto de vista técnico preocupante. Abaixo dos 11622 mantemos um “bias” negativo e a expectativa defendida nas últimas semanas, um teste à exponencial dos 200 dias (hoje nos 9775). Lembramos que os anteriores máximos estão nos 9624 e a exponencial das 50 semanas, nos 9533.     Numa óptica de “trading” iremos ver os “rallies” como oportunidades de venda. O fecho de sexta-feira é a primeira grande referência, e depois o intervalo 11102/20. Atenção também ao mínimo de sexta-feira, nos 10769.4.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
21.09.2020 12:35
Análise Técnica
Nasdaq100
Nasdaq100 @ 10936.98 (fecho de sexta-feira)  O índice tecnológico teve, no último mês, um comportamento do ponto de vista técnico preocupante. Abaixo dos 11622 mantemos um “bias” negativo e a expectativa defendida nas últimas semanas, um teste à exponencial dos 200 dias (hoje nos 9775). Lembramos que os anteriores máximos estão nos 9624 e a exponencial das 50 semanas, nos 9533.     Numa óptica de “trading” iremos ver os “rallies” como oportunidades de venda. O fecho de sexta-feira é a primeira grande referência, e depois o intervalo 11102/20. Atenção também ao mínimo de sexta-feira, nos 10769.4.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
21.09.2020 12:24
Análise Técnica
S&P500
S&P500 @ 3319.47 (Fecho de sexta-feira)   O índice quebrou na passada sexta-feira o “range” que definimos, fechando a semana abaixo dos 3326. Esperamos um teste à exponencial dos 200 dias (hoje nos 3130) desde que o índice não reconquiste os 3350. Os futuros esta manhã sugerem também um novo “gap down”, novamente na zona em que foi deixado o “gap” em Fevereiro deste ano. Mau sinal se se confirmar!     Numa óptica de “trading”, este “gap down” vem dificultar uma entrada, pelo que vamos para já definir algumas zonas determinantes para a manutenção da nossa expectativa. Começamos com a exponencial dos 50 dias, hoje nos 3331. Abaixo, encontramos um intervalo, 3259/77 e em seguida a zona dos 3203. Vamos monitorizar o gráfico horário para a elaboração de um plano no curto prazo.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
17.09.2020 10:33
Análise Técnica
Update: S&P500
S&P500 @ 3386 (Fecho de quarta-feira)   Passou exactamente uma semana desde a nossa última nota e o índice continua a consolidar dentro das referências definidas nessa altura. O nosso destaque vai para o facto de o preço continuar abaixo dos 3427/35 e já ter feito alguns fechos diários (ontem inclusivé) abaixo da zona dos máximos de Fevereiro. Os compradores ainda levam vantagem, mas o quadro técnico continua a deteriorar-se. A quebra dos 3326 sugere claramente um teste à exponencial dos 200 dias (hoje nos 3126). A reconquista dos 3435 coloca novamente o S&P500 na toada de alta dos últimos meses. Análise Anterior: S&P500 @ 3399 (Fecho de quarta-feira) O índice desenhou na última semana uma vela bastante “bearish”, mas aguenta para já acima dos máximos de Fevereiro, mantendo válido o “breakout” enquanto sustentar acima dos 3394. É esta a referência que define o nosso bias. Fazemos também notar o “gap down” no gráfico semanal (fecho da última semana nos 3427).     Olhando para o gráfico diário identificamos uma importante divergência nos máximos e uma quebra das exponenciais de curto prazo. Neste período temporal de análise, começa a ganhar forma um cenário correctivo desde que o preço não as reconquiste (a exponencial dos 10 dias está hoje nos 3435). Como suporte, temos o intervalo 3322/6. A quebra desta zona sugere claramente um teste à exponencial dos 200 dias (a vermelho). Vamos monitorizar de perto o MACD horário (mercado à vista e gráfico do futuro) na tentativa de elaborar um plano num teste a uma destas referências técnicas mencionadas.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
16.09.2020 15:53
Análise Técnica
Update: Nasdaq100
Nasdaq100 @ 11414  O plano sugerido na última nota continua válido, mas algumas das nossas regras mais elementares de gestão de risco, acabaram por nos colocar fora no “breakeven”. O objectivo esperado continua a ser um teste à exponencial dos 200 dias e o gráfico horário ameaça nova inversão em baixa com o preço na mesma zona, mas em dia de FED, e em semana de fecho de futuros e opções, sugerimos esperar, pelo menos, o fecho de hoje para a elaboração de um plano de “trading” (recordamos que o índice ainda não reconquistou a exponencial dos 21 dias).     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 11120  O índice parou ontem na zona de resistência que definimos e caminha na direcção esperada, no entanto e embora com um rácio retorno/risco de 10 (na ideia apresentada ontem), sugerimos uma alteração do “stop” para o “breakeven” (entrada @ 11479).   Mantemos o objectivo nos 9709.     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 11479  O índice tecnológico confirma para já o sinal técnico que referimos. Está neste momento a testar, vindo de baixo, a nossa referência (a zona da exponencial dos 21 dias) A repetição do padrão levaria o Nasdaq-100 à exponencial dos 200 dias (hoje nos 9687). Sugerimos então uma entrada nos níveis actuais (11479), com um objectivo nos 9709. Como”stop” os 11656. Vamos assumir neste caso 1/8 do risco máximo.     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 11622  O padrão de alta tem sido muito forte, com um movimento perfeitamente parabólico nos últimos meses, mas é expectável que o preço teste a exponencial dos 200 dias com alguma regularidade. Constatamos também que quando há uma quebra sustentada da exponencial dos 21 dias, o preço acaba por testar essa exponencial dos 200 dias.     No caso actual, esta padrão ganha especial relevo, uma vez que a exponencial dos 200 dias está na zona dos máximos de Fevereiro e dista do preço mais de 17% (quando consideramos o fecho de sexta-feira). O suporte a monitorizar está ligeiramente acima do fecho da última semana, nos 11629.     Numa óptica de “trading” e olhando para o gráfico horário, acrescentamos duas referência técnicas de extrema importância, os 11531 e os 11876. Estaremos atentos a estes dois extremos no gráfico horário e ao MACD, para a elaboração de um plano.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
15.09.2020 12:03
Como escolher o melhor fundo de investimento para si
Dicas
Um fundo de investimento é um instrumento financeiro colectivo, que resulta das aplicações de vários investidores individuais em activos financeiros, procurando atingir uma determinada rendibilidade esperada e beneficiar de vantagens que só são acessíveis a investidores de grande dimensão. Incluir este tipo de produto na sua carteira de investimentos pode trazer-lhe muitas vantagens, como a diversificação, experiência e, ao contrário do que algumas pessoas pensam, é fácil e simples. Assim, se for do seu interesse apostar num fundo de investimento, o primeiro passo será decidir em que fundos investir. Para o ajudar, damos-lhe 6 dicas de como escolher o melhor fundo de investimento para si:   1.Defina as suas necessidades e objectivos Pode parecer fácil, mas perceber efectivamente quais as suas necessidades e definir objectivos concretos pode ser algo complexo e que requer um certo nível de planeamento. Dedique algum tempo a este ponto, tornará a sua vida mais fácil no futuro quando tiver que tomar decisões.     2.Perfil de Risco Antes de decidir qual o melhor fundo de investimento para si, é fundamental que saiba qual o seu perfil de investidor e, consequentemente, o seu perfil de risco. Escolher um fundo de investimento implica lidar com o risco associado. Esse nível de risco pode ser mais reduzido ou mais elevado, mas estará sempre presente neste tipo de produtos financeiros. Perceber como lida com o risco é fundamental para tomar as decisões mais acertadas para si.  3.Defina o seu horizonte temporal Com base nos seus objectivos, responda à seguinte pergunta: “Quando é que preciso de ter o meu dinheiro de volta?”. Por norma os fundos de investimento visam o médio e longo prazo em termos de prazo de investimento. Se o seu horizonte temporal é inferior, terá que fazer uma pesquisa mais restrita ou procurar fundos que lhe permitam sair a qualquer momento. Por outro lado, se pretende investir para a sua reforma daqui a 30 anos, por exemplo, pode colocar investimentos de curta duração de lado e apostar em fundos de longa duração. 4.Decida qual o nível de envolvimento Existem milhares de fundos com as mais variadas características, assim, antes de se aventurar no mundo dos fundos de investimento, é importante que decida quão envolvido deseja estar neste processo. Pode fazê-lo completamente sozinho, ter alguma ajuda ou delegar a toda a gestão dos seus fundos a um terceiro:     - Eu decido. A lista de fundos em que pode investir é extramente longa, assim, se procura tomar uma decisão sozinho é importante que tenha algum conhecimento na área. Acompanhar a experiência de profissionais pode ser-lhe muito útil. Alguns investidores investem quando o mercado está forte, outros aventuram-se em condições mais complicadas. Mantenha em mente que fundos de investimento variam ao longo do tempo. Consequentemente, haverá alturas em que um terminado fundo será muito apelativo e outras em que esse mesmo fundo irá representar algumas dificuldades. Procure informar-se o melhor possível, leia atentamente a política de investimento do fundo, as características, classificações e fiscalidade. Ainda, verifique que está familiarizado com todos os riscos inerentes.     - Preciso de ajuda. Alguns investidores desejam escolher os seus próprios fundos, mas precisam de alguma ajuda. Se é o seu caso, não se preocupe, há imensas soluções para si. Uma dica: mantenha uma relação activa com o seu gestor.     - Alguém que o faça por mim. Chegando a este ponto, provavelmente já se apercebeu que escolher um fundo de investimento pode ser trabalhoso. A boa notícia é que pode decidir delegar todas as decisões a outra pessoa/entidade. 5. Consulte atentamente as Informações Fundamentais destinadas aos Investidores (IFI) Se pondera investir num determinado fundo, este documento será o seu melhor amigo. Com todas as características do fundo de investimento, este prospecto permitir-lhe-á comparar todos os parâmetros importantes. A IFI funciona como um bilhete de identidade do fundo de investimento onde poderá ainda consultar todos os riscos, custos, comissões e rendibilidades históricas.     - Analise o histórico de rendibilidades: é impossível saber por completo como se irá desenvolver a performance de um determinado fundo, no entanto, a rendibilidade histórica do mesmo pode ser-lhe muito útil. Ao analisar esse histórico ficará com uma melhor percepção do posicionamento do fundo, conseguindo assim perceber se vai de encontro aos seus objectivos. Associado ao mesmo fundo poderá encontrar rendibilidades mais fracas e outras bastante positivas. Verifique se as rendibilidades mais baixas são compensadas pelas mais elevadas. Uma dica extra: compare a rendibilidade com o índice de referência (benchmark).     - Custos e comissões: confirme todos os custos associados antes de tomar uma decisão. Os fundos podem ter não só comissões de subscrição, como também de depósito, gestão, transacção, resgate, entre outros. Uma dica extra: uma comissão de performance pode ser interpretada de forma positiva. Uma vez que a comissão irá depender da performance do fundo, presume-se que a entidade gestora terá todo o interesse em possuir rentabilidade positiva no fundo.     6. Acompanhe os resultados É fundamental que vá acompanhando a performance dos seus investimentos. Não se descuide na monitorização dos seus investimentos, no entanto não se precipite. Os mercados sobem e descem a cada segundo, por isso não fique tentado a tomar uma atitude cada vez que os preços mudarem para uma direcção inesperada. 
11.09.2020 16:04
Análise Técnica
Update: Nasdaq100
Nasdaq100 @ 11120  O índice parou ontem na zona de resistência que definimos e caminha na direcção esperada, no entanto e embora com um rácio retorno/risco de 10 (na ideia apresentada ontem), sugerimos uma alteração do “stop” para o “breakeven” (entrada @ 11479).   Mantemos o objectivo nos 9709.     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 11479  O índice tecnológico confirma para já o sinal técnico que referimos. Está neste momento a testar, vindo de baixo, a nossa referência (a zona da exponencial dos 21 dias) A repetição do padrão levaria o Nasdaq-100 à exponencial dos 200 dias (hoje nos 9687). Sugerimos então uma entrada nos níveis actuais (11479), com um objectivo nos 9709. Como”stop” os 11656. Vamos assumir neste caso 1/8 do risco máximo.     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 11622  O padrão de alta tem sido muito forte, com um movimento perfeitamente parabólico nos últimos meses, mas é expectável que o preço teste a exponencial dos 200 dias com alguma regularidade. Constatamos também que quando há uma quebra sustentada da exponencial dos 21 dias, o preço acaba por testar essa exponencial dos 200 dias.     No caso actual, esta padrão ganha especial relevo, uma vez que a exponencial dos 200 dias está na zona dos máximos de Fevereiro e dista do preço mais de 17% (quando consideramos o fecho de sexta-feira). O suporte a monitorizar está ligeiramente acima do fecho da última semana, nos 11629.     Numa óptica de “trading” e olhando para o gráfico horário, acrescentamos duas referência técnicas de extrema importância, os 11531 e os 11876. Estaremos atentos a estes dois extremos no gráfico horário e ao MACD, para a elaboração de um plano.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
10.09.2020 16:37
Análise Técnica
Update: Nasdaq100
Nasdaq100 @ 11479  O índice tecnológico confirma para já o sinal técnico que referimos. Está neste momento a testar, vindo de baixo, a nossa referência (a zona da exponencial dos 21 dias) A repetição do padrão levaria o Nasdaq-100 à exponencial dos 200 dias (hoje nos 9687). Sugerimos então uma entrada nos níveis actuais (11479), com um objectivo nos 9709. Como”stop” os 11656. Vamos assumir neste caso 1/8 do risco máximo.     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 11622  O padrão de alta tem sido muito forte, com um movimento perfeitamente parabólico nos últimos meses, mas é expectável que o preço teste a exponencial dos 200 dias com alguma regularidade. Constatamos também que quando há uma quebra sustentada da exponencial dos 21 dias, o preço acaba por testar essa exponencial dos 200 dias.     No caso actual, esta padrão ganha especial relevo, uma vez que a exponencial dos 200 dias está na zona dos máximos de Fevereiro e dista do preço mais de 17% (quando consideramos o fecho de sexta-feira). O suporte a monitorizar está ligeiramente acima do fecho da última semana, nos 11629.     Numa óptica de “trading” e olhando para o gráfico horário, acrescentamos duas referência técnicas de extrema importância, os 11531 e os 11876. Estaremos atentos a estes dois extremos no gráfico horário e ao MACD, para a elaboração de um plano.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
10.09.2020 09:56
Análise Técnica
Update: EUROSTOXX50
EUROSTOXX50 @ 3310 O índice voltou a falhar na mesma zona, mantendo o padrão dos últimos meses. Continuamos a ter como grande referência os 3400 (como resistência) e a zona dos 3270 começa a ganhar importância acrescida, uma vez que o preço teima em não invalidar a divergência negativa desenhada nos máximos de Julho. Lembrando o mergulho do 1º trimestre, a consolidação actual pode e deve ser vista como um padrão de continuação. Apenas a quebra sustentada dos 3400 em alta invalidará esta ideia. Numa óptica de “trading” fazemos notar que o último sinal de venda no MACD foi confirmado com o índice nos 3333, bem dentro do intervalo de negociação das últimas semanas, não permitindo uma entrada com um rácio retorno/risco dentro dos nossos parâmetros.   Análise Anterior: EUROSTOXX50 @ 3356 O índice Europeu continua a marcar passo depois do começo do mês de Setembro. Os volumes continuam muito fracos e nem o forte “rally” nos mercados americanos conseguiu tirar o preço da letargia do Verão. Estamos novamente a tentar testar a zona dos máximos e estaremos atentos à reacção nesta zona para a elaboração de um plano. Destacamos também novo teste com sucesso do Eurostoxx50 às exponenciais que têm suportado o preço nesta lateralização (o que pode, finalmente, suportar um “breakout” em alta). Análise Anterior: EUROSTOXX50 @ 3325 O índice Europeu continua dentro dos mesmo níveis desde o início do Verão, pelo que mantemos um bias totalmente neutro.   Olhando para o gráfico diário conseguimos destacar algumas zonas numa óptica de “trading”, os 3270, depois o intervalo 3334/43 e por fim o intervalo 3400/19.   Como habitualmente o gráfico horário irá dar-nos a base na elaboração de qualquer plano. Destaque para o “breakout” com um “gap”, acima da linha de tendência de resistência. É expectável um teste aos 3383/400, resistência de intermédia nos 3343. Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
10.09.2020 09:31
Análise Técnica
S&P500
S&P500 @ 3399 (Fecho de quarta-feira) O índice desenhou na última semana uma vela bastante “bearish”, mas aguenta para já acima dos máximos de Fevereiro, mantendo válido o “breakout” enquanto sustentar acima dos 3394. É esta a referência que define o nosso bias. Fazemos também notar o “gap down” no gráfico semanal (fecho da última semana nos 3427).     Olhando para o gráfico diário identificamos uma importante divergência nos máximos e uma quebra das exponenciais de curto prazo. Neste período temporal de análise, começa a ganhar forma um cenário correctivo desde que o preço não as reconquiste (a exponencial dos 10 dias está hoje nos 3435). Como suporte, temos o intervalo 3322/6. A quebra desta zona sugere claramente um teste à exponencial dos 200 dias (a vermelho). Vamos monitorizar de perto o MACD horário (mercado à vista e gráfico do futuro) na tentativa de elaborar um plano num teste a uma destas referências técnicas mencionadas.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
08.09.2020 09:38
Análise Técnica
Nasdaq100
Nasdaq100 @ 11622  O padrão de alta tem sido muito forte, com um movimento perfeitamente parabólico nos últimos meses, mas é expectável que o preço teste a exponencial dos 200 dias com alguma regularidade. Constatamos também que quando há uma quebra sustentada da exponencial dos 21 dias, o preço acaba por testar essa exponencial dos 200 dias.     No caso actual, esta padrão ganha especial relevo, uma vez que a exponencial dos 200 dias está na zona dos máximos de Fevereiro e dista do preço mais de 17% (quando consideramos o fecho de sexta-feira). O suporte a monitorizar está ligeiramente acima do fecho da última semana, nos 11629.     Numa óptica de “trading” e olhando para o gráfico horário, acrescentamos duas referência técnicas de extrema importância, os 11531 e os 11876. Estaremos atentos a estes dois extremos no gráfico horário e ao MACD, para a elaboração de um plano.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
04.09.2020 10:54
Análise Técnica
Update: Prata
Prata @ 26.89  Não está posta de parte uma correcção até aos suportes mais atractivos numa óptica de médio prazo, mas a reacção das últimas horas (a inversão em alta do MACD horário, uma divergência positiva e a possibilidade da quebra da exponencial das 21 horas) apoia a próxima ideia. Sugerimos então um “trigger” de compra @ 27.02 com um “stop” @ 26.22 e como objectivo, os 31.02. Mantemos 1/16 do risco máximo. Análise Anterior: Prata @ 26.47  A prata continua a digerir o forte movimento dos últimos meses através de uma lateralização em ligeira baixa – “Bullish”. Continuamos a olhar para os suportes “ideais” para uma entrada, mas também mantemos a possibilidade de elaborar um plano de compra junto à exponencial dos 21 dias, hoje nos 25.87. O MACD horário terá de sair da letargia actual. Análise Anterior: Prata @ 26.83 A Prata atingiu e ultrapassou claramente o nosso grande objectivo para este movimento, estando agora a consolidar no intervalo que definimos como resistência. Nada aponta para o fim desta tendência, mas alguns suportes de referência distam o suficiente do preço para sugerir cautelas na nossa abordagem. Acrescentamos que o sentimento é agora totalmente o inverso de há uns meses, quando defendíamos um “bias” claramente “Bullish” e os objectivos nesta zona. Atenção à divergência no oscilador diário que utilizamos. Como suportes no gráfico diário, os 24.98 e em seguida os 22.16 (em seguida a exponencial dos 200 dias que não deve ser testada sem uma lateralização mais prolongada). Numa óptica de “trading” continuamos apenas a olhar para cima, pelo que estaremos especialmente atentos a sinais de entrada no MACD horário após qualquer correcção no gráfico diário, A nossa preferência vai para a zona da exponencial dos 50 dias, mas não descartaremos um teste com sucesso à dos 21 dias. Análise Anterior: Prata @ 22.64 O “breakout” da última semana reforçou claramente o nosso “bias” na prata, o “rally” desta semana coloca a prata a meio caminho do “target” (26.5) sugerido pela quebra do canal que respeitava desde 2013. É expectável um novo teste ao “breakout” feito, esse teste deverá ser visto como uma oportunidade de entrada. O 1º grande objectivo para este movimento de médio prazo é o intervalo destacado como resistência.     Numa óptica de “trading” só estamos a olhar para cima, pelo que veremos qualquer correcção como uma oportunidade. Defendemos a exponencial dos 13 dias como 1º suporte (hoje nos 20.594) e em seguida a zona do “breakout”, o intervalo 18.5/19.5.       Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
04.09.2020 10:01
Invest Monthly
Julho 2020
Indicadores Económicos As medidas restritivas de confinamento durante os meses de Abril e Maio, face ao avanço da pandemia do coronavírus reflectiram-se na actividade económica. Com efeito, nos Estados Unidos da América o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 32,9% (taxa anualizada) no segundo trimestre de 2020 e 9,5% face ao mesmo período do ano passado. De igual forma, na Zona Euro a actividade económica continuou a cair no segundo trimestre. O PIB da Zona Euro caiu 12,1% no segundo trimestre, após uma queda de 3,6% no primeiro trimestre, com um impacto particularmente acentuado nalguns países. Por exemplo, na Alemanha, o PIB caiu 10,1% em cadeia, enquanto em Espanha a queda foi muito mais forte (-18,5%). Em França e Itália a queda da actividade foi de 13,8% e de 12,4%, respetivamente. Em Portugal, a taxa de desemprego no segundo trimestre situou-se em 5,6% (6,7% no primeiro trimestre de 2020 e -0,7 p.p., face ao trimestre homólogo). O Produto Interno Bruto (PIB) registou uma forte contração no segundo trimestre de 2020, tendo diminuído 16,5% em termos homólogos, após a redução de 2,3% no trimestre anterior. Os dados do segundo trimestre reflectem os efeitos da pandemia no mercado de trabalho neste período, ainda que em Maio e Junho se tenha iniciado o levantamento gradual das medidas de restrição, deixando ainda empresas e famílias longe da normalidade pré-COVID.   Evolução dos Mercados accionistas Em Julho, os mercados accionistas registaram comportamentos mistos. Se por um lado, o principal índice europeu, EuroStoxx-50, desvalorizou -1,8%, por outro, o alemão DAX-30 acabou por terminar praticamente inalterado (+0,02%). Do outro lado do Atlântico, o S&P-500 e o Nasdaq-100 registaram valorizações significativas de 5,5% e 7,4%, respectivamente. Na Europa, os mercados estiveram condicionados pela negociação do Fundo de Recuperação Europeu no valor de 750 biliões de euros, bem como pelos legisladores alemães que encerraram o impasse legal em relação ao programa de compras de títulos do Banco Central Europeu (BCE). A nível nacional, o principal índice registou uma desvalorização de -2,2%. As maiores desvalorizações do mês no PSI-20 foram as da Galp Energia (-13,6%), Jerónimo Martins (-8,3%) e BCP (-8,2%). Destaque para o início do aumento de capital da EDP para financiar parcialmente a aquisição da Viesgo, sendo que a EDPR adquiriu o segmento das energias renováveis da Viesgo. Na última reunião, a Reserva Federal (Fed) manteve as taxas de juro no valor mínimo histórico. O Comité de Política Monetária da Fed expressou a intenção de as manter nesse nível durante um longo período e não alterou nem a orientação nem o ritmo de compra de activos (compra de 80 000 milhões de dólares de Treasuries e Mortage Backed Securities (MBS) mensais). O Presidente da Reserva Federal, Jerome Powell, comunicou que a instituição “está comprometida em utilizar a totalidade as ferramentas para suportar a economia neste ambiente desafiante”. Assim, a Fed continua a anunciar que está disposta a oferecer estímulos adicionais caso seja necessário. No Reino Unido, o Banco de Inglaterra decidiu manter a taxa de juro de referência em 0,1%, e manter inalterado o plano de compra de ativos em GBP 745 mil milhões. O comité de política monetária do banco central inglês comprometeu-se a manter as condições favoráveis até começar a assistir a um aumento sustentável da inflação. O banco prevê ainda que o PIB do Reino Unido só retome o valor do quarto trimestre de 2019 no final de 2021. Nas obrigações, as yields dos Treasuries a 10 anos desceram para mínimos históricos, terminando o mês nos 0,53%. Na Zona Euro, as yields da dívida alemã também caíram (69 p.b. para -0,52% no prazo de 10 anos).  Alocação de Activos As carteiras encerraram o mês de Julho com uma valorização de 0,4% mais 70 bp que o respectivo benchmark (-0,3%). Desde o início do ano (YTD), as carteiras registam uma perda de -4,1% (-7,2% do benchmark). Nos últimos 12 meses, a valorização acumulada ascende a 0,2%, superior em 240 bp à variação do benchmark. Durante o mês, foram divulgadas as variações do PIB no segundo trimestre deste ano: na Zona Euro a economia contraiu -12,1%, em cadeia, e -15,0%, em termos homólogos; por sua vez, a economia Norte-Americana perdeu - 32,9% (taxa anualizada), no trimestre, e -9,5%, quando comparado com igual período do ano passado. Na União Europeia, foi aprovado o Plano de Recuperação Europeu, num total de 1.824,3 mil milhões e de euros, dos quais 1.074,3 mil milhões correspondem ao orçamento plurianual da União Europeia, e 750 mil milhões de euros ao programa Next Generation EU (NGEU), dos quais 390 mil milhões sob a forma de subvenções e os restantes 360 mil milhões na forma de empréstimos em condições favoráveis. Para além dos montantes importantes, este acordo foi igualmente importante para diminuir o risco político na Zona Euro, em especial nos países do sul. Em Julho, realizou-se a mais-valia no sector petrolífero e alocou-se o produto da venda ao sector das energias renováveis, potencialmente beneficiário do pacote de estímulos económicos anunciados nos últimos meses, em particular na Europa. A performance mensal relativa da carteira foi impulsionada, sobretudo, pelo bom desempenho da componente obrigacionista, onde apenas a exposição a obrigações emergentes registou uma performance abaixo do benchmark. Na componente acionista, os principais contribuidores positivos foram os mercados emergentes e o sector tecnológico. Por fim, na componente de Investimentos Alternativos destaque para o contributo positivo do Ouro. Disclaimer A informação contida neste documento tem um carácter exclusivamente informativo e particular. A informação foi obtida junto de fontes consideradas fiáveis, não sendo, contudo, possível garantir a sua precisão. As opiniões expressas são da inteira responsabilidade dos seus autores, reflectindo apenas os seus pontos de vista, os quais podem não ser coincidentes com opiniões expressas por outras áreas do Banco Invest, SA. O Banco Invest, SA rejeita qualquer responsabilidade por eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente, da utilização da informação referida neste documento. O Banco Invest, SA e os seus colaboradores poderão deter posições em qualquer activo mencionado neste documento. A reprodução de parte ou totalidade desta publicação é permitida, sujeita a indicação da fonte. Relativamente ao produto “Invest – Dinâmico”, as taxas de rendibilidade apresentadas são líquidas de comissões de gestão e correspondem à mediana das rendibilidades das carteiras sobre gestão discricionária no perfil “Dinâmico”. As rendibilidades dos índices que compõem o Benchmark são obtidas junto da Bloomberg. Taxas de rendibilidade e risco calculadas com base na cotação dos diversos ativos a 31-Jul-20. Rendibilidades passadas não constituem garantia de rendibilidades futuras. A rendibilidade do investimento depende da evolução dos ativos detidos em Carteira, e pode ser influenciada por factores políticos, económicos e financeiros, incluindo variações cambiais, que estão inter-relacionados, bem como por outros factores que afectam, genericamente, os mercados financeiros.
03.09.2020 16:06
Análise Técnica
Update: S&P 500
S&P 500 @ 3519  O índice S&P500 suportou sempre acima da exponencial das 50 horas desde o “breakout” nos 3400. É esse o suporte de curto prazo a monitorizar, agora na zona dos 3500. O índice está sobre comprado em todos os períodos temporais de análise, mas sem uma quebra do preço, continua com uma direcção clara. Abaixo dos 3500 é defensável do ponto de vista técnico a expectativa de uma correcção mais pronunciada. Exponencial dos 50 dias abaixo dos 3400 e a dos 200 na zona dos 3100. Análise Anterior: S&P 500 @ 3374.85 (Fecho de quarta-feira)  O índice fechou ontem em cima da exponencial das 50 horas, referência que serviu de suporte no anterior recuo (curiosamente, também nessa sessão o S&P500 desenhou uma “engulfing Bearish” no gráfico diário). Se não reconquistar o intervalo 3375/85, ganha força o cenário defendido no último plano sugerido (entrada @ 3388.5). Um fecho horário abaixo dos 3374 permitiria alterar o “stop” para o “breakeven”. Mantemos o objectivo definido no plano (3288.5). Análise Anterior: S&P 500 @ 3388.5 De acordo com o defendido no último comentário e após a reacção a novos máximos, sugerimos então uma entrada nos níveis actuais (3388.5) com um “stop” @ 3408.5 e como objectivo, os 3288.5. Defendemos apenas 1/16 do risco habitual. Análise Anterior: S&P 500 @ 3382 (fecho de segunda-feira) O índice continua o seu movimento suportado pelas exponenciais de curto prazo no gráfico horário e arrastado pela força das “FAANGM”. Ao contrário do que defendemos na última nota, ainda não invalidou as divergências negativas nos indicadores que utilizamos, agravando-as. Com os máximos de sempre muito perto (3394) e com o volume e o momentum em queda, continuamos a manter um “bias” neutro. Como suportes de curto prazo, o intervalo 3336/8 e os 3304. Como zona de entrada, a exponencial dos 200 dias, hoje nos 3056. Numa óptica de “trading” e sem a invalidação das divergências referidas, apenas podemos para já estar atentos a um teste falhado aos máximos, o que poderia desenhar um duplo topo importante. Como valores a monitorizar para a elaboração de um plano: 3394, depois 3380/2 e por fim a zona da exponencial das 200 horas, testada com regularidade, hoje nos 3276. O fecho de opções esta sexta-feira e o baixo volume, podem de alguma forma exacerbar os movimentos de curto prazo. Análise Anterior: S&P 500 @ 3328 (fecho de quarta-feira) A sustentação acima do intervalo 3236/55 trouxe o expectável teste à zona superior do "gap" deixado em Fevereiro - o índice fez ontem 3331, já muito próximo dos 3338 referidos no último "update". Esta subida sem recuos desde o final da sessão de sexta-feira (já com dois "gaps" esta semana), ameaça agora invalidar as divergências negativas que temos feito notar, suportada numa inclinação clara das médias móveis, pelo que acima dos 3338 podemos defender novos máximos. O "bias" é posto em causa, se o índice não sustentar acima das exponenciais de curto prazo (destacadas a amarelo no gráfico).     Análise Anterior: S&P 500 @ 3218 (fecho de terça-feira) O índice ainda tentou reconquistar os 3336 na 1ª sessão da semana, para voltar a perder essa referência na sessão de ontem. Mantemos um “bias” neutro dentro da consolidação 3198/236, mas alertamos para um figura de inversão no gráfico horário, por confirmar, mas cuja quebra (fecho horário abaixo dos 3198), sugeriria um teste aos 3125/30. Acima dos 3236 e principalmente acima dos 3255, devemos ver novamente testado o “gap” de Fevereiro (que termina nos 3338).     Análise Anterior: S&P 500 @ 3216 (fecho de sexta-feira) A divergência negativa no MACD horário foi o 1º sinal para o recuo do índice no final da semana. Estamos já abaixo da importante referência nos 3232 (fecho de 2019) e o padrão sugere novo teste à exponencial dos 200 períodos (hoje nos 3162). A reconquista dos 3236 invalida esta ideia.     Análise Anterior: S&P 500 @ 3257 (fecho de terça-feira) A sessão de ontem volta a colocar muitas dúvidas sobre a validade técnica do “breakout” acima dos anteriores máximos (e valor de fecho do ano de 2019) a 3232. Esta continua a ser a nossa referência para o curto prazo. Acima do intervalo 3232/52 o “bias” é positivo. A incapacidade para sustentar acima do fecho de segunda-feira nos 3252 sugeriria um recuo até ao intervalo 3143/55. Como habitualmente, o MACD horário pode permitir antecipar o resultado do teste que o preço está a fazer a esta zona.     Análise Anterior: S&P 500 @ 3202 O S&P500 invalidou a “Bearish island reversal” com o padrão do costume, um forte “gap” junto aos máximos. Mais uma vez, sem “follow-up”, pelo menos por agora. Enquanto estiver acima dos 3190 é defensável que seja capaz de novos máximos relativos, ou até que consiga atacar os máximos de sempre. O gráfico horário mostra uma dupla divergência negativa, os oscilador que utilizamos um divergência negativa também, sugerindo novo movimento descendente, mas para já, o preço está acima dos 3190, pelo que mantemos alguma neutralidade. Referências para o curto prazo quando olhamos para cima, os 3225 e em seguida, o intervalo 3231/40.     Análise Anterior: S&P 500 @ 3155 - Fecho de segunda-feira O índice voltou a testar a abertura do ano ontem (3231) e acabou por vir fechar não só abaixo dos 3191, mas em cima dos 3155 que temos monitorizado como referência. A vela desenhada é “Bearish” e a ilha de inversão deixada em Junho continua válida.     Quando olhamos para o gráfico horário identificamos uma divergência negativa nos máximos feitos ontem, o que reforça o “bias” negativo da última sessão. A sustentação acima dos 3185/91 “relativizaria” o “sell-off”, mas a quebra dos 3105/131 pode criar uma frustração acrescida nos intervenientes e fazer acelerar o movimento descendente.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
16.12.2019 11:16
ChartBook Forex
Setembro de 2020
[ download ]
16.12.2019 11:16
ChartBook EUR Macro
Setembro de 2020
[ download ]
16.12.2019 11:15
ChartBook PMI
Setembro de 2020
[ download ]
16.12.2019 11:12
ChartBook US Macro
Setembro de 2020
[ download ]
16.12.2019 11:10
ChartBook Commodities
Setembro de 2020
[ download ]
16.12.2019 11:09
ChartBook Sectores
Setembro de 2020
[ download ]
13.12.2019 09:39
Masterlist Portugal
Setembro de 2020
[ download ]
Os índices norte-americanos oscilam entre ganhos e perdas com os investidores indecisos em relação ao caminho dos mercados neste final de trimestre. Do lado positivo, as acções da Darden Restaurants ganham 5,07% após resultados trimestrais e projecções muito acima das previsões dos analistas. - Vendas comparáveis: -29% vs -26,1% Est. - Resultados ajustados de operações recorrentes: $0,56 vs $0,05 Est. - Vendas totais (-28%): $1,53 mil mn vs $1,56 mil mn Est. Por outro lado, as acções da Carmax descem 13,21%, após a apresentação dos seus resultados trimestrais apesar das suas receitas terem superado as estimativas. - Unidades vendidas em lojas comparáveis: +1,2% vs -1,85% Est. - Resultados: $1,79 vs os $1,08 Est. - Receitas: $5,37 mil mn vs $5,21 mil mn Est.
A prata está a descer pela sexta sessão e já corrigiu 23% desde o seu máximo atingido no dia 7 de Agosto nos $29,85. A prata continua assim a ser pressionado sobretudo pela força do dólar, sendo que metal precioso habitualmente varia em sentido inverso à divisa norte-americana. Por outro lado, o ouro desvalorizou apenas 10,55% desde o seu máximo de $2.075 alcançado no dia 7 de Agosto.
Os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos aumentaram para 870 mil na semana terminada a 19 de Setembro, acima dos 860 mil registados na semana anterior mas superando as previsões dos economistas de 840 mil. Os sectores como serviços financeiros e tecnologia, que não foram inicialmente afectados pelo "shutdown" em meados de Março. sofreram cortes de empregos. Dezenas de milhares de trabalhadores do sector aéreo podem enfrentar demissões ou dispensas no próximo mês a menos que a Casa Branca e o Congresso concedam novo pacote de resgate.
O Banco Central Europeu tem vindo a defender fusões e aquisições entre os bancos europeus porque existe um excesso de oferta bancária mas este cenário será algo improvável, segundo o Commerzbank. A justificação dada é que as fusões e aquisições entre os grandes bancos não resolve os problemas subjacentes. Para além disso, existem obstáculos substanciais para fusões em grande escala devido às restrições regulatórias e de concorrência. Por outro lado, a abordagem de eliminar redes de filiais sobrepostas ainda faz sentido especialmente em países onde a densidade de filiais é elevada ou o rácio entre os activos e funcionários é baixo. Excluindo o Reino Unido e Luxemburgo, porque para eles esta medida é significativamente afectada pelo número de bancos internacionais, Alemanha e Áustria têm a menor taxa de concentração.
O Banco Central Europeu anunciou mais uma operação de financiamento TLTRO hoje para incentivar os bancos a conceder crédito à economia real. Na operação anterior, há 3 meses, os bancos obtiveram um financiamento recorde de 1,3 biliões de euros e agora o montante foi de apenas 174,5 mil milhões de euros que poderá indicar que  a maioria dos credores não necessita de mais financiamento do Banco Central Europeu.
O índice de clima empresarial aumentou de 92,5 pontos em Agosto para 93,4 pontos, o quinto aumento consecutivo em cadeia. No entanto, foi abaixo do esperado pelos economistas de 93,8 pontos. "A economia alemã está a estabilizar apesar do aumento do número de infecções", disse o presidente do Ifo, Clemens Fuest, acrescentando que as empresas avaliaram mais uma vez a sua situação empresarial actual como melhor do que no mês anterior.
A Europa está a aumentar as medidas de alerta para evitar a propagação do Covid-19, naquela que é a segunda vaga da pandemia que há muito estava anunciada. Paris, Madrid e Londres estão a apertar as restrições para controlar a segunda vaga de Covid-19 ► Paris: Obrigatoriedade de os bares fecharem às 22h00, passa a ser proibida a realização de festivais locais e festas estudantis, passam a ser também impedidos os ajuntamentos de mais de dez pessoas nos espaços públicos. Além disso, foi igualmente aplicada a redução do limite máximo autorizado para grandes eventos, de 5000 para mil pessoas. Além de Paris, estas medidas são extensíveis a Bordéus, Lyon, Nice, Lille, Toulouse, Saint-Étienne, Rennes, Marselha e Guadalupe. ► Madrid: Só é permitido sair da zona de residência para trabalhar, ir à escola e ao médico, por questões judiciais ou para cuidar de pessoas dependentes. Para já, as pessoas não são obrigadas a ficar em casa, existindo apenas esta limitação geográfica. Além disso, foi ainda reduzido de dez para seis o número de pessoas que se podem reunir em público ou em privado.  ► Londres: Os bares e restaurantes passam a encerrar às 22h00, além de que o atendimento só pode ser feito à mesa com os empregados obrigados a usar máscara. Foi ainda recomendado adopção do teletrabalho e foi suspenso o regresso de público aos grandes eventos desportivos, que estava previsto para Outubro.
Hoje pelas 09h00, aguarda-se a divulgação da confiança dos empresários alemães, o índice IFO. Os economistas esperam uma melhoria das expectativas para 98 pontos em Setembro, de 97,5 no mês anterior. Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a cair 1,11% e as praças chinesas encerraram no vermelho no seu pior dia em dois meses penalizadas pela fraqueza das bolsas norte-americanas. As bolsas norte-americanas encerraram com fortes quedas, após Jerome Powell ter sublinhado que há um longo caminho a percorrer até conseguir uma recuperação económica e que esta deverá requerer mais estímulos.  As acções da Tesla afundaram 10,34% para os $380,36, reflectindo a decepção do evento "Battery Day". As acções da Apple também recuaram 4,19% para $107,12, após a UBS ter reduzido a sua recomendação porque os analistas acham que as acções da Apple já reflectiram o crescimento do ciclo dos iPhones 5G.  Dados Macroeconómicos:  07h45: Confiança dos Consumidores (Set)  07h45: Índice de Confiança Industrial (Set)  09h00: Índice IFO das Expectativas (Set)  09h00: BCE publica Relatório Económico  13h30: Pedidos Semanais de Subsídios de Desemprego  15h00: Vendas de Casas Novas (Ago) Eventos:  09h00: Reunião de política monetária do Norges Bank  Reunião do Conselho de Ministros  Discursos de vários membros da Fed: Powell (15h00), Mnuchin (15h00), Bullard (17h00) e Evans (18h00) Resultados Empresariais:  Accenture (AA), Darden Restaurants (AA), CarMax (AA) e CostoWholesale (21h15) Estes são os principais destaques da imprensa hoje:  Mulheres prestes a passar homens no mercado de trabalho  Segurança Social: Lay-off custou 822 milhões de euros até Agosto  Automóvel: Reforço do T-Toc corta 120 empregos na Autoeuropa  Venda em França dá origem a outra queixa sobre o Novo Banco  Poupança bateu recorde devido à quebra do consumo  Dezoito milhões de euros em multas nos transportes em risco de prescrição  Dispara procura por escolas privadas   Presidente do Afeganistão pede ajuda ao mundo para alcançar a paz com os talibãs  Mais de metade da linha de apoio às microempresas de turismo já foi usada
A Johnson & Johnson disse hoje que iniciou um ensaio clínico que abrange 60.000 pessoas à candidata a vacina para a Covid-19 em três continentes, tornando-se a quarta vacina experimental a entrar no estágio final de testes nos EUA. Se a adesão for a esperada, poderão obter-se resultados acerca desta vacina até ao final do ano. Caso seja demonstrada a eficácia desta vacina, a empresa poderá candidatar-se a permissões com carácter de urgência já no início do próximo ano.
"Special-purpose acquisition company" (SPAC) é uma empresa de aquisição de propósito específico, às vezes chamada de empresa de cheque em branco, é uma empresa de fachada que não tem operações, mas planeia abrir o capital com a intenção de adquirir ou se fundir com uma empresa utilizando os recursos da oferta pública inicial da SPAC. 
O Banco Central Europeu apelou à União Europeia para ponderar a possibilidade de tornar o seu fundo de recuperação de pandemia permanente, tendo em conta que a Croácia, Bulgária, Grécia e Portugal seriam os maiores beneficiários líquidos do fundo, segundo uma análise feita pelo Banco Central Europeu. A Croácia e Bulgária beneficiavam com mais de 10% do seu PIB, 9% para a Grécia, Portugal 5,4%, Espanha 3,4% e Itália 1,9%. Os país menos favorecidos serão os quatros países conhecidos como "frugais": Dinamarca, Alemanha, Suécia e Áustria.
O sector de viagens e lazer foi, de facto, o mais penalizado com a pandemia Covid-19 sofrendo uma queda de 36%, desde o início do surto em Março. Estas foram as conclusões de um inquérito da Jefferies a 5.500 pessoas em 11 países: ► 50% não quer marcar férias no próximo ano; ► 20% não regressou a bares e restaurantes; ► 50% passou a fazer mais bricolage em casa; ► 30% quer regressar ao local de trabalho.
Desde os mínimos de Março a recuperação surpreendente dos mercados contou com o aumento da participação do investidor de retalho. Este grupo de investidores têm preferências pelas acções FAANG e também "falling angels" como a Hertz e Kodak, por exemplo e agora adquiriram o gosto pela transacção de opções de compra.
A Tesla planeia comercializar um carro eléctrico a 25 mil dólares em 2023, um preço significativamente mais acessível que o dos modelos actuais da marca e em linha com o de alguns automóveis com motores a combustão.  No evento "Battery Day" de ontem, Elon Musk explicou que a redução do preço deverá resultar do corte nos custos da produção de baterias, uma das componentes mais sensíveis dos carros eléctricos.  A expectativa é de que a nova bateria entregue cinco vezes mais energia e uma potência de saída seis vezes maior. Desse modo, os automóveis podem ter aumento de 16% em alcance. O evento desta terça-feira (22) também serviu para anunciar que a empresa pretende começar a fabricar suas próprias células de bateria na Alemanha e na Califórnia.
Ontem a Nike apresentou os seus resultados, após o fecho do mercado e superaram largamente as expectativas dos analistas. - EPS: $0,95 vs $0,47 Est. - Receitas: $10,59 mil mn vs $9,11 mil mn Est. O crescimento das vendas permanece em terreno negativo mas a queda foi apenas de 0,60% e as margens têm vindo a melhorar. A posição de caixa líquida alcançou $9,5 mil mn vs $5,8 mil mn no 1.º trimestre de 2019 devido à emissão de obrigações e à geração de "cash flow" positivo. As acções da Nike sobem 13,46% para $132,60 em pré-mercado.
Tendência de Investimento do mês
5G
10.07.2020
Hoje Eventos Feriados
  • 9
    24
    [fr]07h45: Indicadores de Confiança (Set)
    [no]09h00: Reunião de política monetária do Norges Bank
    [de]09h00: IFO Expectativas (Set)
    [us]13h30: Pedidos Semanais de Subsídios de Desemprego
    [us]15h00: Vendas de Casas Novas (Ago) 
    [us]Discursos de vários membros da Fed: Powell (15h00), Mnuchin (15h00), Bullard (17h00) e Evans (18h00)
    [us]Resultados Empresariais: Accenture (AA), Darden Restaurants (AA), CarMax (AA) e Costco Wholesale (21h15)
  • 9
    25
    [jp]00h50: Índice de Preços ao Produtor (Ago)
    [es]08h00: Índice de Preços ao Produtor (Ago): 
    [eu]09h00: Oferta Monetária M3 (Ago) 
    [us]13h30: Encomendas de Bens Duradouros  (Ago)
    [us]Discurso de Williams, membro da Fed (14h00 e 20h10)
  •  

  •  

  •  

Como escolher o melhor fundo de investimento para si    Dicas
24.09.2020 Análise Técnica

Update: Prata


04.06.2020 Influência dos Bancos Centrais nos Mercados

Opinião


23.09.2020 Análise Técnica

Update: Nasdaq100


Procura um banco grande ou um Grande Banco?

ACESSO INVEST ONLINE
Este site utiliza cookies para funcionar correctamente. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. SABER MAIS Concordo