FIQUE A PARAcompanhe os destaques e principais tendências do dia que influenciam as bolsas em todo o mundo.
Outlook Análise Técnica Research Investimento Educação
Segurança GlobalPorquê investir?02-05-2024  10:05
  • investimento

Segurança Global: compreender as dinâmicas e tendências


Numa era caracterizada por uma interconexão e um avanço tecnológico sem precedentes, a segurança tornou-se cada vez mais multifacetada e primordial nos dias que correm. Desde ameaças cibernéticas transfronteiriças até aos desafios tradicionais da segurança física, o panorama da segurança global está em constante evolução, apresentando por isso inúmeras oportunidades e desafios para os governos, empresas e indivíduos. Apesar de não ser possível atribuir uma única e universalmente reconhecida definição, as Nações Unidas conceptualizam a segurança global como o estado de estar livre de ameaças, riscos e perigos que possam prejudicar indivíduos, comunidades, nações ou a comunidade internacional como um todo. São englobadas múltiplas dimensões, tais como militar, política, económica, ambiental, humana, sanitária e cibersegurança.

O mercado global de segurança engloba uma vasta gama de indústrias e tecnologias, bem como produtos, serviços e soluções concebidos para prevenir, detectar, responder e recuperar de várias ameaças e incidentes de segurança. Os principais sectores do mercado global de segurança incluem:

   • Cibersegurança - inclui tecnologias e serviços destinados a proteger os sistemas digitais, as redes e os dados contra ciberameaças, como malware, ransomware, phishing e hacking;
   • Física - variedade de tecnologias e sistemas concebidos para proteger bens físicos, instalações e pessoas; incluem-se câmaras de vigilância, sistemas de controlo de acesso, sistemas de detecção de intrusão, soluções de segurança de perímetro e pessoal de segurança;
   • Interna - proteção das fronteiras, das infraestruturas e dos cidadãos de uma nação contra várias ameaças, como o terrorismo, as catástrofes naturais e as emergências de saúde pública;
   • Biométrica - utilizam características biológicas únicas, como as impressões digitais, os traços faciais, os padrões da íris e as impressões vocais, para efeitos de autenticação e identificação;
   • Videovigilância - permite a detecção de ameaças em tempo real, o reconhecimento facial e a análise de comportamentos;
   • Consultoria e Serviços - fornecimento de conhecimentos especializados na avaliação de riscos de segurança, no desenvolvimento de estratégias de segurança e na implementação de soluções de segurança adaptadas às necessidades específicas das organizações;
   • Comunicação de emergência e notificação em massa - os sistemas de comunicação de emergência permitem a rápida disseminação de informações críticas para o público durante emergências (e.g. crises de saúde pública); os sistemas de notificação em massa utilizam vários canais de comunicação, como mensagens de texto, e-mails, redes sociais e sirenes para alertar e informar as pessoas afectadas.


Os fornecedores de produtos e serviços de segurança física e informática ajudam a manter a integridade, a saúde e a segurança dos indivíduos, das empresas e governos. A constante inovação na tecnologia móvel e e-commerce significa que a cibersegurança deve ser continuamente atualizada, enquanto a urbanização está a conduzir à necessidade de mais investimento para proteger as infraestruturas e o bem-estar dos seus habitantes. É possível identificar múltiplas oportunidades de investimento em todos os aspectos da atividade humana, de acordo com a Pictet. Destacam-se, contudo, três grandes áreas: serviços de segurança, segurança física e produtos de segurança informática (Figura 1).



Figura 1 – Oportunidade por segmento de investimento


Fonte: Pictet Asset Management



À medida que a tecnologia continua a evoluir e a traspassar todos os aspectos das nossas vidas, a necessidade de proteger os nossos activos digitais nunca foi tão urgente. Nos últimos anos, tem-se verificado uma tendência notória de aumento das preocupações e actividades de cibersegurança. Esta tendência é impulsionada por vários factores, incluindo a rápida transformação digital em todas as indústrias (Figura 2), a mudança para o trabalho remoto desde a pandemia, o crescente escrutínio regulamentar sobre a proteção de dados e a crescente sofisticação e frequência dos ciberataques.



Figura 2 – Indústrias mais afectadas por ransomware, 2021


Fonte: Backfog



Mas o que é Cibersegurança? Pode ser defininda como qualquer tecnologia, medida ou prática para prevenir ciberataques ou atenuar o seu impacto. Estes ciberataques destinam-se a aceder, alterar ou destruir informações sensíveis, extorquir dinheiro aos utilizadores normalmente através de ransomware ou interromper os existentes processos comerciais. Actualmente, a implementação de medidas eficazes de cibersegurança é particularmente difícil por força do elevado número de dispositivos (superior ao número de pessoas) e a sofisticação dos atacantes. São 4 os tipos de ciberataques que constituem a esmagadora fatia da actividade maliciosa:

   1. Ransomware - bloqueiam o acesso aos dados e/ou tornam-os públicos, a menos que seja pago um resgate. Estes ataques estão a tornar-se cada vez mais sofisticados, não só exigindo um resgate às organizações, mas também aos empregados e aos clientes, naquilo a que se chama “tripla extorsão”;
   2. Correio Eletrónico Empresarial (BEC) - implicam fazer-se passar por endereços de correio eletrónico da organização ou obter acesso real a contas de correio eletrónico da organização;
   3. Negação de Serviço Distribuido (DDoS) - sobrecarregam os servidores com tráfego e são conduzidos de forma a inibir as operações e infligir danos não-monetários como a reputação;
   4. Intrusão e Acesso - incluem ataques para acesso a redes, servidores e outros sistemas informáticos.

O custo monetário para as vítimas tem vindo a aumentar drasticamente. De acordo com a IBM, o custo médio de uma violação de dados em 2023 foi de 4,45 milhões de USD, um aumento de 15% nos últimos três anos. O custo de uma violação de dados relacionada com ransomware em 2023 foi ainda mais elevado, de 5,13 milhões de USD e, no total a nível global, a Cybersecurity Ventures estima que o custo poderá atingir 265 mil milhões de USD até 2031. O custo do pagamento do resgate, que foi em média de 1,5 milhões de USD, sofreu um aumento de 89% em relação ao ano anterior. Estima-se ainda que a cibercriminalidade poderá custar à economia mundial cerca de 13,8 triliões de USD até 2028, o que representa um crescimento de 69,6% face ao ano de 2023 (Figura 3) e 300% face a 2015.


Figura 3 –Custo anual estimado da cibercriminalidade a nível mundial, em triliões de USD


Fonte: Statista Market Insights



De forma a evitar e combater com êxito os ciberataques, é necessária uma abordagem por duas vertentes: limitar as vulnerabilidades para reduzir os vectores de infeção e reforçar as respostas às ameaças activas. Um conjunto de software, hardware e serviços de cibersegurança são para este efeito cruciais. Prevê-se que o mercado global de produtos e serviços de cibersegurança cresça de cerca de 190 mil milhões de USD em 2023 para 450 mil milhões de USD até 2030, o que representa aproximadamente uma taxa de 13% de crescimento anualizado (Figura 4).



Figura 4 –Despesa mundial com a cibersegurança em software e serviços até 2030

Fonte: Gartner, Global X Funds



O mercado da cibersegurança é dinâmico e em rápida evolução. As empresas que operam nesta esfera desempenham um papel fundamental. Gigantes do sector, como a Symantec, a McAfee e a Cisco Systems, são conhecidos pelas suas soluções abrangentes de cibersegurança, desde software antivírus, a plataformas avançadas de detecção e resposta a ameaças. Entretanto, empresas emergentes como a CrowdStrike e a Palo Alto Networks trazem abordagens inovadoras à segurança dos terminais e à proteção das redes. Além disso, empresas como a IBM oferecem soluções integradas adaptadas aos complexos desafios de cibersegurança enfrentados pelas empresas em todo o mundo (Figura 5).

Com a ascensão de cloud computing e Internet of Things (IoT), a procura por soluções de cibersegurança continua a aumentar exponencialmente, conferindo oportunidades tanto para os intervenientes já bem estabelecidos como para empresas em fase de arranque. De todo o modo, as large-cap compunham, no final de 2023, cerca de 50% da capitalização bolsista do mercado da cibersegurança, versus 30% há três anos antes, refletindo a rápida consolidação do sector (mais de 450 operações de M&A em 2022).



Figura 5 – Compartimentalização do mercado de cibersegurança e respectivos principais intervenientes


Fonte: App Economy Insights




Gonçalo Ormonde
Banco Invest
2024


  • 6
    17
    [cn]02h30: Decisão sobre a taxa de juro a 1 ano pelo banco central da China
    [cn]02h30: Preços das Casas Usadas (Mai)
    [cn]03h00: Produção Industrial (Mai)
    [cn]03h00: Vendas a Retalho (Mai)
    [cn]03h00: Taxa de Desemprego (Mai)
    [es]08h00: Custos de Emprego (Mai)
    [es]09h00: Balança Comercial (Abr)
    [eu]09h00: Discurso de Lane, membro do BCE
    [eu]10h00: Custos de Emprego (1.º Tri)
    [us]13h30: Empire Manufacturing (Jun)
    [us]18h00: Discurso de Harker, membro da Fed
  • 6
    18
    [de]10h00: Índice ZEW Expectativas (Jun)
    [eu]10h00: Índice ZEW Expectativas (Jun)
    [eu]10h00: Inflação (Mai)
    [us]13h30: Vendas a Retalho (Mai)
    [us]14h15: Produção Industrial (Mai)
    [us]15h00: Inventários das Empresas (Abr)
    [eu]Discursos de vários membros do BCE: Knot (10h00), Cipollone (13h00) e Guindos (14h30)
    [us]Discursos de vários membros da Fed: Barkin (15h00), Lohan (18h00), Kugler (18h00), Musalem (18h20) e Goolsbee (19h00)
     
  • 6
    19
    [us]Bolsas norte-americanas encerradas devido ao feriado "Junteenth"
    [jp]00h50: Balança Comercial (Mai)
    [uk]07h00: Inflação (Mai)
    [eu]09h00: Conta Corrente BCE (Abr)
    [eu]09h30: Discurso de Centeno, membro do BCE
    [pt]09h30: Conta Corrente (Abr)
    [eu]10h00: Output de Construção (Abr)
    [us]15h00: Índice Imobiliário NAHB (Jun)
     
  • 6
    20
    [cn]02h30: Decisão sobre a taxa de juro dos empréstimos "prime" a 1 e 5 anos pelo banco central da China
    [de]07h00: Índice de Preços ao Produtor (Mai)
    [eu]07h00: Vendas de Carros Novos UE (Mai)
    [es]08h00: Aprovações de Hipotecas Imobiliárias (Abr)
    [eu]09h00: Boletim Económico BCE 
    [pt]11h00: Índice de Preços ao Produtor (Mai)
    [uk]12h00: Decisão da taxa de juro pelo Banco de Inglaterra
    [us]13h30: Pedidos Semanais de Subsídio de Desemprego
    [us]13h30: Casas em início de Construção (Mai)
    [us]13h30: Licenças de Construção (Mai)
    [eu]15h00: Confiança do Consumidor (Jun)
    [us]16h00: Inventários Semanais de Petróleo 
    [us]21h00: Discurso de Barkin, membro da Fed
     
  • 6
    21
    [uk]00h01: Confiança do Consumidor (Jun)
    [jp]00h30: Inflação (Mai)
    [mundo]Índice PMI (Jun): Japão (00h30), França (08h15), Alemanha (08h30), Zona Euro (09h00), Reino Unido (09h30) e EUA (14h45)
    [uk]07h00: Vendas a Retalho (Mai)
    [fr]07h45: Indicadores de Confiança (Jun)
    [es]08h00: Vendas de Casas (Abr)
    [pt]11h00: Índice dos Preços das Casas (1.º Tri)
    [us]15h00: Leading Index (Mai)
    [us]15h00: Vendas de Casas Usadas (Mai)
     
  •  

  •  

  •  

Segurança Global

mai 2, 2024, 10:05 by DSI Rita Neves
Porquê investir?

Segurança Global: compreender as dinâmicas e tendências


Numa era caracterizada por uma interconexão e um avanço tecnológico sem precedentes, a segurança tornou-se cada vez mais multifacetada e primordial nos dias que correm. Desde ameaças cibernéticas transfronteiriças até aos desafios tradicionais da segurança física, o panorama da segurança global está em constante evolução, apresentando por isso inúmeras oportunidades e desafios para os governos, empresas e indivíduos. Apesar de não ser possível atribuir uma única e universalmente reconhecida definição, as Nações Unidas conceptualizam a segurança global como o estado de estar livre de ameaças, riscos e perigos que possam prejudicar indivíduos, comunidades, nações ou a comunidade internacional como um todo. São englobadas múltiplas dimensões, tais como militar, política, económica, ambiental, humana, sanitária e cibersegurança.

O mercado global de segurança engloba uma vasta gama de indústrias e tecnologias, bem como produtos, serviços e soluções concebidos para prevenir, detectar, responder e recuperar de várias ameaças e incidentes de segurança. Os principais sectores do mercado global de segurança incluem:

   • Cibersegurança - inclui tecnologias e serviços destinados a proteger os sistemas digitais, as redes e os dados contra ciberameaças, como malware, ransomware, phishing e hacking;
   • Física - variedade de tecnologias e sistemas concebidos para proteger bens físicos, instalações e pessoas; incluem-se câmaras de vigilância, sistemas de controlo de acesso, sistemas de detecção de intrusão, soluções de segurança de perímetro e pessoal de segurança;
   • Interna - proteção das fronteiras, das infraestruturas e dos cidadãos de uma nação contra várias ameaças, como o terrorismo, as catástrofes naturais e as emergências de saúde pública;
   • Biométrica - utilizam características biológicas únicas, como as impressões digitais, os traços faciais, os padrões da íris e as impressões vocais, para efeitos de autenticação e identificação;
   • Videovigilância - permite a detecção de ameaças em tempo real, o reconhecimento facial e a análise de comportamentos;
   • Consultoria e Serviços - fornecimento de conhecimentos especializados na avaliação de riscos de segurança, no desenvolvimento de estratégias de segurança e na implementação de soluções de segurança adaptadas às necessidades específicas das organizações;
   • Comunicação de emergência e notificação em massa - os sistemas de comunicação de emergência permitem a rápida disseminação de informações críticas para o público durante emergências (e.g. crises de saúde pública); os sistemas de notificação em massa utilizam vários canais de comunicação, como mensagens de texto, e-mails, redes sociais e sirenes para alertar e informar as pessoas afectadas.


Os fornecedores de produtos e serviços de segurança física e informática ajudam a manter a integridade, a saúde e a segurança dos indivíduos, das empresas e governos. A constante inovação na tecnologia móvel e e-commerce significa que a cibersegurança deve ser continuamente atualizada, enquanto a urbanização está a conduzir à necessidade de mais investimento para proteger as infraestruturas e o bem-estar dos seus habitantes. É possível identificar múltiplas oportunidades de investimento em todos os aspectos da atividade humana, de acordo com a Pictet. Destacam-se, contudo, três grandes áreas: serviços de segurança, segurança física e produtos de segurança informática (Figura 1).



Figura 1 – Oportunidade por segmento de investimento


Fonte: Pictet Asset Management



À medida que a tecnologia continua a evoluir e a traspassar todos os aspectos das nossas vidas, a necessidade de proteger os nossos activos digitais nunca foi tão urgente. Nos últimos anos, tem-se verificado uma tendência notória de aumento das preocupações e actividades de cibersegurança. Esta tendência é impulsionada por vários factores, incluindo a rápida transformação digital em todas as indústrias (Figura 2), a mudança para o trabalho remoto desde a pandemia, o crescente escrutínio regulamentar sobre a proteção de dados e a crescente sofisticação e frequência dos ciberataques.



Figura 2 – Indústrias mais afectadas por ransomware, 2021


Fonte: Backfog



Mas o que é Cibersegurança? Pode ser defininda como qualquer tecnologia, medida ou prática para prevenir ciberataques ou atenuar o seu impacto. Estes ciberataques destinam-se a aceder, alterar ou destruir informações sensíveis, extorquir dinheiro aos utilizadores normalmente através de ransomware ou interromper os existentes processos comerciais. Actualmente, a implementação de medidas eficazes de cibersegurança é particularmente difícil por força do elevado número de dispositivos (superior ao número de pessoas) e a sofisticação dos atacantes. São 4 os tipos de ciberataques que constituem a esmagadora fatia da actividade maliciosa:

   1. Ransomware - bloqueiam o acesso aos dados e/ou tornam-os públicos, a menos que seja pago um resgate. Estes ataques estão a tornar-se cada vez mais sofisticados, não só exigindo um resgate às organizações, mas também aos empregados e aos clientes, naquilo a que se chama “tripla extorsão”;
   2. Correio Eletrónico Empresarial (BEC) - implicam fazer-se passar por endereços de correio eletrónico da organização ou obter acesso real a contas de correio eletrónico da organização;
   3. Negação de Serviço Distribuido (DDoS) - sobrecarregam os servidores com tráfego e são conduzidos de forma a inibir as operações e infligir danos não-monetários como a reputação;
   4. Intrusão e Acesso - incluem ataques para acesso a redes, servidores e outros sistemas informáticos.

O custo monetário para as vítimas tem vindo a aumentar drasticamente. De acordo com a IBM, o custo médio de uma violação de dados em 2023 foi de 4,45 milhões de USD, um aumento de 15% nos últimos três anos. O custo de uma violação de dados relacionada com ransomware em 2023 foi ainda mais elevado, de 5,13 milhões de USD e, no total a nível global, a Cybersecurity Ventures estima que o custo poderá atingir 265 mil milhões de USD até 2031. O custo do pagamento do resgate, que foi em média de 1,5 milhões de USD, sofreu um aumento de 89% em relação ao ano anterior. Estima-se ainda que a cibercriminalidade poderá custar à economia mundial cerca de 13,8 triliões de USD até 2028, o que representa um crescimento de 69,6% face ao ano de 2023 (Figura 3) e 300% face a 2015.


Figura 3 –Custo anual estimado da cibercriminalidade a nível mundial, em triliões de USD


Fonte: Statista Market Insights



De forma a evitar e combater com êxito os ciberataques, é necessária uma abordagem por duas vertentes: limitar as vulnerabilidades para reduzir os vectores de infeção e reforçar as respostas às ameaças activas. Um conjunto de software, hardware e serviços de cibersegurança são para este efeito cruciais. Prevê-se que o mercado global de produtos e serviços de cibersegurança cresça de cerca de 190 mil milhões de USD em 2023 para 450 mil milhões de USD até 2030, o que representa aproximadamente uma taxa de 13% de crescimento anualizado (Figura 4).



Figura 4 –Despesa mundial com a cibersegurança em software e serviços até 2030

Fonte: Gartner, Global X Funds



O mercado da cibersegurança é dinâmico e em rápida evolução. As empresas que operam nesta esfera desempenham um papel fundamental. Gigantes do sector, como a Symantec, a McAfee e a Cisco Systems, são conhecidos pelas suas soluções abrangentes de cibersegurança, desde software antivírus, a plataformas avançadas de detecção e resposta a ameaças. Entretanto, empresas emergentes como a CrowdStrike e a Palo Alto Networks trazem abordagens inovadoras à segurança dos terminais e à proteção das redes. Além disso, empresas como a IBM oferecem soluções integradas adaptadas aos complexos desafios de cibersegurança enfrentados pelas empresas em todo o mundo (Figura 5).

Com a ascensão de cloud computing e Internet of Things (IoT), a procura por soluções de cibersegurança continua a aumentar exponencialmente, conferindo oportunidades tanto para os intervenientes já bem estabelecidos como para empresas em fase de arranque. De todo o modo, as large-cap compunham, no final de 2023, cerca de 50% da capitalização bolsista do mercado da cibersegurança, versus 30% há três anos antes, refletindo a rápida consolidação do sector (mais de 450 operações de M&A em 2022).



Figura 5 – Compartimentalização do mercado de cibersegurança e respectivos principais intervenientes


Fonte: App Economy Insights




Gonçalo Ormonde
Banco Invest
2024


ACESSO INVEST ONLINE